Sob vara, Richa libera R$ 55 milhões ao Tribunal de Justiça do Paraná

do Brasil 247

Um dia após ser acionado no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo Tribunal de Justiça do Paraná pela falta de repasse de verbas para salários, o governador Beto Richa (PSDB) liberou R$ 55 milhões ao órgão; estão sem receber cerca de 9.000 servidores da Justiça estadual, desde desembargadores e juízes até funcionários terceirizados de faxina e segurança; o pagamento estava previsto para o 20º dia útil do mês.

Um dia após ser acionado no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo Tribunal de Justiça do Paraná pela falta de repasse de verbas para salários, o governador Beto Richa (PSDB) liberou R$ 55 milhões ao órgão; estão sem receber cerca de 9.000 servidores da Justiça estadual, desde desembargadores e juízes até funcionários terceirizados de faxina e segurança; o pagamento estava previsto para o 20º dia útil do mês.

Um dia após ser acionado no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo Tribunal de Justiça do Paraná pela falta de repasse de verbas para salários, o governador Beto Richa (PSDB) liberou R$ 55 milhões ao órgão, nesta terça-feira 1. O tribunal ainda não efetuou o pagamento dos funcionários. Estão sem receber cerca de 9.000 servidores da Justiça estadual, desde desembargadores e juízes até funcionários terceirizados de faxina e segurança. O pagamento estava previsto para o 20º dia útil do mês.

Em fevereiro, o governo tucano havia depositado menos da metade dos R$ 167,5 milhões previstos. De acordo com o TJ, é o terceiro mês seguido que o executivo atrasa o repasse de recursos para salários e custeio, como combustível de carros e conta de água e luz. A retenção dos valores é ilegal, segundo o tribunal e a Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Paraná (OAB-PR). Com os R$ 70 milhões depositados anteriormente, faltam R$ 42 milhões. Até o meio dia desta terça, os salários ainda não haviam sido quitados.

Em nota, o governo Richa disse que a decisão de depositar mais R$ 55 milhões foi tomada “após conversas com diversos desembargadores” do TJ, que o valor complementa dos R$ 70 milhões depositados no dia 22 de fevereiro e que “é suficiente para o Poder Judiciário pagar os salários de todos os desembargadores, juízes e funcionários”. De acordo com o texto, o governo estadual voltou a afirmar que o TJ poderia acionar um saldo aplicado de cerca de R$ 700 milhões.

Mas o TJ-PR entende a proposta é ilegal, porque os recursos citados pertencem a fundos instituídos por leis estaduais e são carimbados, isto é, podem ser usados apenas para construção e a reforma de fóruns ou aquisição de material, e não para pagar salários.

11 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I just want to tell you that I am beginner to weblog and absolutely savored this web blog. Very likely I’m likely to bookmark your blog post . You actually have fantastic articles and reviews. Many thanks for revealing your web-site.

  2. O Judiciario e o MP são um Estado de dentro do próprio Estado. Noticia vinculada recentemente dava conta que Procuradores do Mato Grosso faturaram, EM MEDIA, aproximadamente R$ 120.000,00 Reais em SALARIOS SÓ EM DEZEMBRO. Teve que ganhasse bem mais… É Justo? Se um Governante resolveu Peitar esta gente, tem meu apoio e deve ter de todos que tem vergonha na cara independente de vies politica.

  3. Vergonha. A Constituição deu poderes de autonomia adminustrativa e financeira. Então é só fazer o orçamento elástico e pedir a grana. Se sobra, é fazer um uso conveniente. E quem garante que as sobras serão aplicadas ou até sumidas.

  4. Briga de gente que ocupa lugares privilegiados para servir ao povo. Sr bem que, quando mais precisei deles, se uniram contra mim e meus irmãos professores.

  5. Não é legal atrasar salários do judiciário mas, atrasar o salário dos professores pode e o judiciário apoia… Por favor, palhaçada tem limite!!!

  6. um judiciário submisso ao beto deu nisso.

  7. TJ com 700 milhões no caixa e pedindo dinheiro. Hospitais fechando pelo repasse de apenas 1 por cento desse valor.

    • O problema é que existem leis estaduais que impedem o uso do dinheiro pra outros fins. Estas leis precisariam ser reformadas ou extintas antes deste dinheiro ser usado, pois o TJPR, enquanto parte de um dos 3 poderes, não pode descumprir uma lei estadual…

  8. É juízes tem o poder de colocar muito imcompetente e corruptos na cadeia ! Já professor pau neles e gás quem pode pode que não pode se Fode !

  9. Espero que o povo saiba escolher melhor seus próximos representantes pq esse Beto Richa está sendo o pior Governador da história do Paraná.