Na volta do recesso, Blog do Esmael vê Beto Richa no ‘bico do corvo’

corvo_richaO país para no Carnaval, mas o Blog do Esmael segue em frente depois de um breve recesso.

Como o caro leitor pôde perceber durante esse período, a parada técnica foi fundamental para que incrédulos vissem com os próprios olhos que a terra há de comer que esta página não pinta o diabo – no caso o governador Beto Richa (PSDB) – mais feio do que ele realmente é. Pelo contrário. Cada um teve a absoluta certeza de que o “coisa ruim” é feio mesmo!

Nesse hiato veio à tona que o governador tucano está a ser investigado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) devido o rolex nas operações Quadro Negro (corrupção na educação) e Publicano (corrupção na Receita Estadual).

O prejuízo aos cofres públicos pode ultrapassar R$ 1 bilhão nesses dois esquemas, segundo o Ministério Público do Paraná.

Para usar uma expressão da ultradireitista revista Veja, Richa é hoje “o tucano problema” para o sonho do PSDB chegar à Presidência da República.

A publicação da Editora Abril classifica os dois eventos como “propinoduto” do governador tucano, lembra que ele é o pior avaliado do país, de acordo com o instituto Paraná Pesquisas, e avalia que dificilmente o eleitor paranaense o perdoará pelo massacre de professores no ano passado. Além disso, Veja anota que o clima de pressão na Assembleia Legislativa favorece a instalação da “CPI da Operação Quadro Negro” para investigar desvios de R$ 18 milhões que eram destinados à construção de escolas.

Do outro lado da Praça Nossa Senhora da Salete, no Centro Cívico, desembargadores do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), outrora complacentes com Richa, agora avaliam entre si que o governador poderá ir para a cadeia ainda no exercício do mandato. A tese é que, em tempos de Lava Jato, pau que bate em Chico também bate em Francisco em termos de corrupção, ou seja, vale tanto para PT e quanto para PSDB.

Não é só Beto Richa que está em maus lençóis neste início de 2016.

No fim do recesso do Blog do Esmael, o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) continua da mesma forma que estava: nas cordas e fazendo concessões ao capital financeiro (vide o crédito consignado com garantia de recursos do FGTS, mais um presentão fácil para os banqueiros — e só para os banqueiros).

O governo petista, que possibilitou as investigações e validou as delações premiadas, por meio de decreto de Dilma, por incompetência, virou alvo das investigações enquanto os tucanos como Geraldo Alckmin (SP) e Aécio Neves (MG), mesmo promovendo corrupção na merenda e até pedindo um terço de propina em Furnas, respectivamente, de acordo com denúncias, batem asas livremente por aí.

Enfim, o Blog do Esmael voltou à labuta em tempo real em pleno Carnaval.

Comentários encerrados.