Richa enseba para prorrogar contrato de 30 mil professores PSS, mas quer rapidez na prorrogação do pedágio

Único contrato que interessa Beto Richa prorrogar “rapidinho” é o do pedágio mais caro do mundo; conhecido como Rei do Pedágio, tucano, inclusive, viajou diversas vezes a Brasília para dilatar até o ano de 2.050 a existência do achaque nas estradas paranaenses; governo do PSDB, conforme acordado há um mês, também apresentaria propostas de “melhorias no contrato atual”; dentre as reivindicações que a categoria levou à mesa de negociação na Secretaria de Estado da Educação (SEED) estão: 1- o professor PSS não pode ficar mais de cinco dias com atestado; 2- renovação dos contratos já; e 3- professor PSS só vai repor aulas em fevereiro com contrato prorrogado.

Único contrato que interessa Beto Richa prorrogar “rapidinho” é o do pedágio mais caro do mundo; conhecido como Rei do Pedágio, tucano, inclusive, viajou diversas vezes a Brasília para dilatar até o ano de 2.050 a existência do achaque nas estradas paranaenses; governo do PSDB, conforme acordado há um mês, também apresentaria propostas de “melhorias no contrato atual”; dentre as reivindicações que a categoria levou à mesa de negociação na Secretaria de Estado da Educação (SEED) estão: 1- o professor PSS não pode ficar mais de cinco dias com atestado; 2- renovação dos contratos já; e 3- professor PSS só vai repor aulas em fevereiro com contrato prorrogado.

O governador Beto Richa (PSDB) consolida-se como o dirigente mais antipovo que o Paraná já conheceu. Nas vésperas do Natal, o tucano está ensebando para prorrogar contratos com 30 mil professores em regime PSS.

Por conta do esdrúxulo calendário de reposição da Secretaria de Estado da Educação (SEED), as aulas de 2015 não terminarão este ano. Avançarão no mês de fevereiro de 2016, em boa parte das escolas.

Se as aulas adentrarão o Ano Novo o bom senso mandaria o governante prorrogar o contrato dos PSSs, mas não, Richa não está nem aí com a educação. Se faltar professores nas salas de aula, para o tucano, pouco importa e que se dane.

Quanto à ansiedade de 30 mil famílias, pela lógica do desalmado governador do PSDB, cada um com seus problemas.

O único contrato que interessa Beto Richa prorrogar “rapidinho” é o do pedágio mais caro do mundo. Ele, inclusive, viajou diversas vezes a Brasília para dilatar até o ano de 2.050 a existência do achaque nas estradas paranaenses.

Dois pesos, duas medidas. A educação de milhões não tem pressa para o governador. O pedágio, que beneficia meia dúzia de concessionárias, tem pressa. Portanto, um descompromisso do tucano para com o futuro do estado. Uma verdadeira irresponsabilidade.

No mês passado, a SEED, em nome de Beto Richa, prometeu dar uma resposta sobre a prorrogação ou não dos contratos dos PSSs até o último dia 15 de dezembro. Como se era de esperar, deu calote em nome do chefe. Nenhuma satisfação até agora. Um total desrespeito para com o magistério paranaense.

O governo Beto Richa, conforme acordado há um mês, também apresentaria propostas de “melhorias no contrato atual”. Dentre as reivindicações que a categoria levou à mesa de negociação estão: 1- o professor PSS não pode ficar mais de cinco dias com atestado; 2- renovação dos contratos já; e 3- professor PSS só vai repor aulas em fevereiro com contrato prorrogado.

Professores denunciam que os núcleos regionais estão fazendo pressão – terrorismo, na verdade – dizendo que aqueles que não reporem aulas, mesmo sem contrato, terão os CPFs bloqueados e, consequentemente, não conseguirão pegar aulas nas distribuições.

Ou seja, Beto Richa autoriza que seus capitães do mato façam chantagem aos educadores. O governo pretende um trabalho análogo à escravidão. Um horror em pleno século XXI. Um desatino para um estado que se vangloria 4ª potência econômica do país.

12 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Quem sabe se todos os PSS fizessem um acordo
    “de gaveta”, “doando” cada um deles, 30% dos
    seus salários para o beto rixa, aí então o
    beto rixa não prorrogava o contrato?
    A mãozinha dele tá tão sequinha, “hay” que
    hidratar…

  2. Temos que nos unir, -mobilização já!, para barrar esse absurdo. Esse Beto não toma vergonha.

  3. este e o governador mais vagabundo que o parana teve nos ultimos cem ANOS.

  4. A bem da verdade, todo o empenho em renovar o contrato com as concessionárias é muito estranho… Sabemos o quanto é caro o pedágio do Paraná quando viajamos pelo Brasil, é um roubo um absurdo o que os paranaenses pagam, encarece os produtos e inviabiliza o crescimento do Estado, e acarreta fraco desenvolvimento onde existe as praças de pedágio. Só tem uma explicação para isso, deixar os filhos dos trabalhadores burros, sempre interessou demais a elite brasileira; acredito que o filho do Ex-Governador José Richa nunca estudou em Escola Pública… E além disso tudo pode sair do contrato milionário, dinheiro para sua aposentadoria vitalícia, e também a grana para sua candidatura ao Senado da República… É isso, ferro no rabo dos paranaenses…

  5. Li que o analfaBeto Richa conseguiria um desconto de 38% nas tarifas desde que ele renove já os contratos com as concessionárias do pedágio mais caro do mundo. É um absurdo, pois as firmas que cobram o pedágio em Santa Catarina e na BR 116 cobram muito, mas muito menos e receberam as estradas em situação muito pior. Mesmo baixando 38% continuaremos pagando absurdos e veja o estado em que se encontram as estradas pedagiadas e mal conservadas no Paraná. É remendo atrás de remendo e b….. de vaca para tapar buracos. Ah, sim, cortar grama sabem! Muitas obras não foram executadas e, mais uma vez, o povo não é ouvido para decidir. A tal comissão tripartite (governo/concessionárias e usuários) já morreu faz muito tempo e o usuário não apita nada. Faço um apelo aos representantes de bem do Paraná em Brasília (em particular Requião e Gleisi) que informem o Ministério dos Transportes sobre as reais intenções deste animal Richa que só sabe ferrar o povo, as transportadoras e as indústrias. Que lutem para não renovar os contratos destes sanguessugas que tem como padrinhos Jaime Lerner e este desgovernador que se gaba de ter caixa para pagar os funcionários públicos depois de ter esfolado o povo paranaense com seu absurdo pacote fiscal.

  6. obrigado esmael por mais uma vez não colocar o meu comentario sobre a não prorrogação dos contratos e o porque. a verdade dói né

  7. GENTE… QUEM É ESSE RETARDADO ANDANDO DE “PÉ-DE-BODE” EM PLENO SÉCULO XXI EM UMA RODOVOVIA QUE POSSUI O PEDÁGIO MAIS CARO DO MUNDO?

  8. CALA A BOCA ZÈ. VOCÊ FALANDO TODO ESTE TIPO DE KAKA…LÁ NO PALÁCIO DO IGUACÚ TALVEZ AQUELE “CORONELZINHO DE MERDA” QUE SE DIZ GOVERNADOR TE CONTRATE COMO COMISSIONDADO….

  9. Não á prorrogação , todos temos direito a trabalhar , chances iguais pois tem muitos que ficaram longe ou não pegaram aula.

    • É só estudar que consegue uma pontuação melhor e assim consegue pegar as aulas, o cidadão faz uma graduação a distancia, muitas vezes nem terminou ainda e pensa que fez tudo que deveria fazer, resultado fica para traz em qualquer concurso,seja ele qual for. O problema é que se ele não prorrogar até fevereiro, ele não vai poder cobrar as reposições, ai quem dança são os alunos, ou seja, a prorrogação seria apenas para que se cumprisse as reposições e não prorrogar pelo ano inteiro. Como tem gente sem noção.

    • Não seja idiota, a não prorrogação trará enormes prejuízos a educação, pois provocará um caos nas escolas, notas para fechar, conselho de classe, recuperações etc, além do que, a prorrogação é até o final de fevereiro, quando finda o ano letivo de 2015.