Por Esmael Morais

Para “impitimar” Dilma, velha mídia chantageia o gângster Eduardo Cunha

Publicado em 08/10/2015

Segundo a emissora dos Marinho, ao menos 30 deputados querem que seja aberto o processo de cassação no Conselho de Ética na Câmara.

A alegação é que Cunha mentiu ao negar a existência de contas secretas abertas em nome de empresas offshore na Suíça.

Ou seja, em nome do golpe, a chantagem ganhou licitude de lado a lado (Cunha, barões da mídia e oposição). O objetivo é impitimar Dilma, mas livrar o presidente da Câmara.

A manobra acontece ao mesmo tempo em que o Tribunal de Contas da União (TCU) reprovou as contas da petista relativas ao exercício de 2014. A pressão é pela confirmação da rejeição na Câmara, o que complementaria o “golpe paraguaio” em curso no Brasil.