Associação LGBT pede investigação e punição para assassinato de lésbica em Maringá

lgbt.jpg

A AMLGBT (Associação Maringaense de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) marcou para sábado (6) à s 11h na praça Raposo Tavares um Ato pedindo a investigação imediata e a punição do responsável” pelo assassinado da jovem LGBT de 21 anos Dayane Ramos Santos.

Dayane foi encontrada morta na manhã deste domingo (30), em uma estrada da zona sul de Maringá.

Segundo informações preliminares da polícia, o corpo da jovem estava seminu, tinha perfurações de várias facadas. Não foi encontrado indício ou informação sobre autoria.

O Ato também pede a criminalização da homofobia e o combate ao machismo.

Comentários encerrados.