Richa dá calote no 1/3 de férias dos funcionários públicos do Paraná

richa_cade_dinheiro.jpgA crise financeira que assola o governo do Paraná atingiu em cheio o fim de ano de cerca de 130 mil servidores públicos do Paraná, que perguntam: “Cadê o dinheiro que tava aqui?”, questionam, referindo-se ao quadro do programa global Fantástico.

Devido a problemas crônicos de caixa, o governador Beto Richa (PSDB) não pagará este mês o terço constitucional de férias para os funcionários que entraram em férias nos meses de dezembro e janeiro.

O contracheque saiu ontem à  noite na internet e a falta do dinheiro na conta salário revoltou centenas de servidores que entraram em contato com o Blog do Esmael. O Palácio Iguaçu promete parcelar o benefício em três vezes a partir do ano que vem.

Há duas semanas, o Blog do Esmael registrou que, enquanto tirava férias no Caribe e na Disney, o governador tucanos proibiu aos funcionários que exercem cargos em comissão !” aqueles de livre escolha do governador !” de solicitar férias para fruição em janeiro/2015 (clique aqui para relembrar).

Para fazer caixa, a medida anota aqui há 14 dias também determinava que diretores e auxiliares de 2,1 mil escolas não receberiam automaticamente o terço de férias que sempre tiveram no contracheque entre janeiro e fevereiro de todos os anos.

O governo Beto Richa, depois de repetir o governo àlvaro Dias no quesito violência contra professores, agora, com o calote no funcionalismo público, copia o governo Jaime Lerner, que havia sido o único a não pagar direitos salariais e trabalhistas por conta de crise.

O calote no 1/3 de férias constitucional teria como objetivo fazer caixa para o pagamento de 13!º salário e salário dos servidores. Seria como vender o almoço para pagar a janta, tal o grau da crise do governo Richa.

Você acha que a coisa está ruim? O próprio Richa responde sobre o futuro: O melhor está por vir!.

Comentários encerrados.