De olho na Câmara e nos ministérios, PMDB deverá ser na votação de hoje o partido mais fiel a Dilma

cunha_congresso.jpgDaqui a pouco, a partir das 15 horas, o Congresso Nacional, formado pelos 81 senadores e 513 deputados federais, se reunirá votar o projeto que altera a meta de resultado primário deste ano.

A proposta (PLN 36/14) foi aprovada na noite de ontem após quase quatro horas de debate e de disputa entre parlamentares do governo e da oposição.

A tendência é a base de sustentação à  presidenta Dilma Rousseff (PT), lastreada na bancada de 71 parlamentares do PMDB, impor uma fragorosa derrota na oposição.

Por estratégia de sobrevivência, o partido liderado pelo deputado Eduardo Cunha (RJ), candidato à  presidência da Câmara, deverá ser hoje o mais fiel a Dilma.

Para sinalizar com a paz ao Palácio do Planalto, como adiantou o Blog do Esmael há duas semanas (clique aqui para recordar), Cunha vai liderar logo mais a bancada peemedebista. Ele quer o apoio dos petistas para presidir a Câmara.

Além disso, o deputado fluminense se comprometeu em ajudar a fazer ministro de Dilma o atual presidente da Câmara, Luiz Henrique Alves (PMDB), derrotado na disputa pelo governo do Rio Grande do Norte.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. e com o TRATORAÇOOO DO GOVERNO DILMA de hoje em brasília, os agricultores terão de pagar IPVA, das máquinas agrícolas.

    eu não defendo nenhum partido e nenhum governo, são todos iguais, então pra que ficar defendo essa corja, onde de acordo com reportagem, TOCANTINS TEM apenas um equipamento de radioterapia e quebrou,, e os coitados dos doentes de cancer, estão sem fazer tratamento,, enquanto isso foram roubados mais de R$ 20.000.000 bilhões da Petrobras.

  2. aqui no parana que ta bom né.

  3. TRATORAÇOOO… hoje em Brasília…kkkkk!e assim caminha a mediocridade e a visão unilateral, dos chamados comentaristas de política.

  4. Kátia Abreu em 2008: “Sugiro que o chefe do Executivo (Lula) dedique seu tempo mais ao trabalho e à punição exemplar dos 40 quadrilheiros e menos às críticas falaciosas. O presidente Lula não tem controle nenhum sobre o uso do dinheiro público. São mais de 170 escândalos de corrupção em seu governo, contra uma média de 30 registrados em outros governos”.

  5. País da bandalheira e dos blogueiros que lambem saco.

  6. Que coisa feia essa forma de se fazer política, esse troca-troca, essa compra de apoio. Lastimável.