Derrotado junto com Aécio, governador do Paraná volta acusar Dilma de discriminação!

richa_dilma.jpgO governador reeleito Beto Richa (PSDB) disse nesta segunda-feira (27), um dia depois do segundo turno presidencial, que passada a eleição todos devem descer do palanque e defender os interesses da população, deixando de lado as divergências partidárias.

“Espero que as mudanças prometidas realmente aconteçam e que nosso Estado seja tratado com respeito e dignidade”, disse o tucano em entrevista coletiva, ao voltar acusar o governo federal de discriminar o Paraná.

Isso não sou eu que estou dizendo, foi a imprensa que divulgou. Não era um tratamento respeitoso, digno!, esquivou-se.

O governador paranaense foi um dos principais generais da campanha do senador Aécio Neves (PSDB), derrotado ontem pela presidenta Dilma Rousseff (PT). Ele despejou adjetivos para enaltecer o correligionário a quem considerou “um candidato altivo, corajoso, determinado, muito preparado”.

O PSDB do Paraná deu suporte logístico à  candidatura de Aécio no segundo turno. Vários “torpedos políticos” foram disparados do estado contra Dilma.

No encontro com jornalistas, Richa também falou sobre a reforma no secretariado para 2015. Ele jurou que fará as modificações tudo de uma vez só, em dezembro, além de garantir que cederá à s pressões de 16 partidos aliados que o ajudaram a reeleger-se ainda no 1!º turno.

Comments are closed.