Tadeu Veneri vê fraude de quase R$ 3 bilhões no projeto “Tudo Aqui”

"O governador quer que a população pague quase R$ 3 bilhões por algo que não irá receber", denuncia o deputado petista Tadeu Veneri, ao apontar fraude no projeto Tudo Aqui! da gestão Beto Richa.

“O governador quer que a população pague quase R$ 3 bilhões por algo que não irá receber”, denuncia o deputado petista Tadeu Veneri, ao apontar fraude no projeto Tudo Aqui! da gestão Beto Richa.

O deputado Tadeu Veneri (PT) tem feito de seu mandato uma das poucas trincheiras em defesa dos serviços públicos no Paraná. Pois bem, nesta sexta-feira (25) ele usou as redes sociais para reverberar algo que os paranaenses também pensam: o projeto “Tudo Aqui”, do governo Beto Richa (PSDB), constitui-se numa verdadeira fraude de quase R$ 3 bilhões.

“O governador quer que a população pague quase R$ 3 bilhões por algo que não irá receber”, denuncia o petista.

Veneri comentava reportagem do jornalista Rogério Galindo, na Gazeta do Povo, relatando hoje que a privatização dos serviços públicos opõe Richa aos adversários Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB).

24 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Aqui no vídeo alguns questionamentos feitos pelo deputado Tadeu Veneri.
    Já aproveito para deixar claro que manifestações a favor do que fala não é baderna, baderna é o que o governador Carlos Alberto Richa está fazendo com o nosso estado.
    http://www.youtube.com/watch?v=_53Avzq2qNE&feature=youtube_gdata_player

  2. Alguns esclarecimentos e depois podem comentar.
    O projeto Tudo Aqui não é mais que a privatização dos serviços públicos, e vamos pagar três vezes por um mesmo serviço. Por exemplo, quem tem que fazer uma carteira de trabalho ou tramitar o RG, paga uma vez com o repasse milionário do governo do estado para a empresa privada, paga uma segunda vez para a empresa, pois ela vai cobrar uma taxa de administração, e paga pela terceira vez com os impostos que geram receita para o estado. Em audiência pública feita na Alep, o então secretário (condenado na justiça) Casio Taniguchi não consegui responder nenhum dos questionamentos feitos pelas entidades que participaram e dos que o próprio Tadeu Veneri fez, retirando logo depois o projeto.
    Além disso tem vícios de fraude na empresa que foi contratada para fazer os “estudos” do projeto, fraude no edital e escolha dessa empresa.
    Outro esclarecimento que vale a pena fazer para quem não tem informação, o Deputado Tadeu Veneri não votou no Camargo para o TC, ele votou no Tarso Cabral Violin, entre os muitos motivos por ele também ser contra este tipo de privatizações.
    O saber não ocupa lugar.

  3. Tadeu votou contra o corrupto para o TC

    • Hugo Diniz, você está equivocado ou plantando mentiras. Ele NÃO votou no Fabio Camargo… De um Google que você vai ver a verdade!

  4. O Tadeu votou no Fabio Camargo pro TC… depois disto, não precisa dizer mais nada.

    • Roberto, vc deve estar mal informado e bem mal informado. O Tadeu Veneri votou no Tarso.

    • Tadeu votou no Tarso…alias de uma olhadinha, Roberto desinformado em como vota o Tadeu dentro da ALEP!
      Sempre em defesa dos trabalhadores. Tadeu exemplo de ética, que orgulha um verdadeiro petista de esquerda!
      Não se corrompe, não faz acordos, trocando votos por apoio em eleições(outros fazem)não se dobra, enfrenta pq não tem rabo preso com ninguém!!!

  5. Isso é privatização, ou seja, é pegar esta corja atual e garantir empregos por 50 anos. Simples assim…

  6. Mariahhh si fu!!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. Não foi o PT que votou contra o Plano Real?

  8. Foi sempre assim, qualquer projeto que signifique progresso para o Paraná , o PT aparece para colocar pitafos, impedindo ou atrasando tudo o que for possível. Isto é simplesmente medo, muito medo de Richa, pois sabem que ele vai levar esta novamente, e eles estão sem pai e sem mãe, perdidos no escuro.

    • Quem não tem projeto não tem recurso, na cidade onde moro percebemos muito investimento do Governo Federal e o prefeito nem é do PT, do governo do estado não investimento. Então quem governa melhor?

  9. Projeto/falência
    No dia 21 de maio de 2013, foi aprovado o projeto do governo Beto Richa (PSDB) que cria o Sistema de Gestão Integrada dos Recursos Financeiros do Paraná (Sigerfi), a intenção do governo é centralizar várias contas bancárias onde são movimentados atualmente os recursos do Tesouro.
    Além dos recursos oriundos do Detran e de outros órgãos da administração direta e indireta, a superconta poderá movimentar ainda cerca de R$ 2,1 bilhões de depósitos judiciais que estão sob a guarda do TJ. O valor corresponde a 70% do total guardado pela Justiça.
    O deputado Enio Verri (PT) disse que o projeto contém “vícios insanáveis”. Ele destacou que o governo Beto Richa levou o Paraná à falência.
    “É surpreendente que, em tão pouco tempo, o governo tenha perdido completamente o caminho. Este projeto mostra a falência deste governo, da mesma forma que a proposta de dividir o reajuste dos servidores em duas parcelas confirma que o governo está falido.”

    • Pros petralhas tudo é fraude pois estão muito acostumados com ela.

      • manifestação de corrupção pode vir de muitos partidos, principalmente do PSDB e seus aliados: Cássio Taniguchi secretário do governador Beto Richa condenado na justiça, não fazia parte do governo Arruda no Mensalão do DEM? Ezequias Moreira secretário especial do governador Beto Richa, não admitiu publicamente que desviou recursos dos cofres da Assembleia Legislativa no caso que ficou conhecido como sogra fantasma? As investigações da Polícia Federal não detectaram dois contatos diretos entre Marconi Perillo governador tucano de Goiás com Carlinhos Cachoeira? Por acaso o senador Álvaro Dias do PSDB não será submetido a uma condenação judicial em um processo na Vara de Família do Paraná, num processo, movido por sua filha menor de idade? (o processo levou o senador a admitir a propriedade de cinco mansões em seu nome, no valor de R$ 16 milhões. À Justiça Eleitoral, o parlamentar declarou patrimônio de apenas R$ 1,9 milhão). Por acaso, não foi o irmão do governador Beto Richa que foi acusado de receber propina de R$500 MIL? FHC, ex-presidente tucano também não deu mesadas para os parlamentares aprovarem a reeleição? Por acaso, não foi no governo tucano de Eduardo Azeredo que nasceu o “valerioduto” ““ pai e mãe do chamado mensalão petista? Será que os valores que envolvem o “propinoduto” tucano em São Paulo no escândalo Alstom Simmens o qual atravessou três governos (Mário covas, José Serra e Geraldo Alckmin) não atingiram um montante $$$$ muito superior que os valores apurados no chamado mensalão petista? Será que o escândalo dos fiscais do município de São Paulo da gestão Serra/Kassab não atingirá a casa dos $$ BILHÕES $$ ?

    • Peça para o deputado Verri olhar o próprio umbigo!! o Partido dele levou nosso país a falência e ele quer questionar uma boa gestão, um tanto complicado isso!!

    • Pois é Tadeu, temos que salientar que o projeto
      foi aprovado pela ALP, e que isso seja usado não
      apenas contra o autor Beto Richa, mas contra
      todos os deputados que aprovaram o projeto
      sacana.
      Aliás, sugiro a algum político ou entidade decente,
      que crie um site que informe ao distinto público
      como votaram nossos “representantes”, em questões
      de notória importância e interesse público nos
      últimos 10 anos.
      Tem que ser didático e resumido para que o povo
      pesquise com facilidade, e se refira apenas aos
      políticos do Paraná.
      Questões polêmicas como: “Venda da Copel, “Projeto
      Tudo Aqui”, “Auxílio Moradia Para Juízes”, e mais
      uma meia dúzia de questões importantes, em que
      “nossos representantes” votaram contra nós.
      Poderia ser elencado em ordem alfabética de
      Deputado Estadual/Federal, e como estes votaram
      nas 10 questões mais importantes referentes aos
      últimos 10 ou no máximo 15 anos.
      No inútil Horário Eleitoral Gratuito, todos se
      declaram gente boa e confiável, pastore, pai de santo, congregado mariano, zen budista, etc.
      Falta um site simples e didático para sabermos
      como votou o nosso representante