Sob Dilma, Brasil reduz pobreza em 22% e sobe posição no IDH

da Agência Brasil, com 247

Segundo ranking da ONU, país ocupa 79!ª posição entre 187 países com base em renda, educação e saúde; Brasil está na faixa de países de desenvolvimento 'elevado': O Brasil mostra uma melhora consistente da condição de vida das pessoas nos últimos 30 anos. A nível global foi um dos países que mais melhorou!, elogiou o argentino Jorge Chediek, representante residente do Pnud e coordenador do sistema ONU no Brasil; o índice de brasileiros em situação de pobreza multidimensional caiu 22,5% em seis anos.

Segundo ranking da ONU, país ocupa 79!ª posição entre 187 países com base em renda, educação e saúde; Brasil está na faixa de países de desenvolvimento ‘elevado’: O Brasil mostra uma melhora consistente da condição de vida das pessoas nos últimos 30 anos. A nível global foi um dos países que mais melhorou!, elogiou o argentino Jorge Chediek, representante residente do Pnud e coordenador do sistema ONU no Brasil; o índice de brasileiros em situação de pobreza multidimensional caiu 22,5% em seis anos.

O Brasil subiu no ranking mundial de desenvolvimento humano em 2013. Segundo dados divulgados hoje (24) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o país ficou em 79!º lugar no àndice de Desenvolvimento Humano (IDH) no ano passado, uma posição acima da registrada em 2012. Apesar da melhora, o Brasil continua abaixo de outros países latino-americanos como Chile, Argentina, Cuba e Uruguai.

Com IDH 0,744, o país registrou a mesma nota da Geórgia (república da região do Cáucaso) e de Granada (país do Caribe). Pela metodologia das Nações Unidas, o Brasil é considerado um país de alto desenvolvimento humano por ter registrado nota acima de 0,7. O IDH varia de 0 a 1, grau máximo de desenvolvimento. Em 2013, o indicador abrangeu 187 países.

A Noruega foi o país com maior IDH no ano passado, com índice de 0,944, seguida de Austrália (0,933), Suíça (0,917) e Holanda (0,915). Em relação aos países latino-americanos, os mais bem classificados foram Chile (41!º lugar, com nota 0,822), Cuba (44!º, com nota 0,815) e Argentina (49!º, com nota 0,808), considerados com grau muito alto de desenvolvimento humano por terem obtido nota acima de 0,8.

Na América Latina e Caribe, Uruguai (50!º no ranking, com nota 0,790), Barbados (59!º, nota 0,776), Antígua e Barbuda (61!º, nota 0,774), Trinidad e Tobago (64!º, nota 0,766), Panamá (65!º, nota 0,765), Venezuela (67!º, nota 0,764), Costa Rica (68!º, nota 0,763), México (71!º, nota 0,756) e São Cristóvão e Nevis (73!º, nota 0,750) também registraram IDH mais alto que o Brasil.

Entre o Brics, grupo que reúne as cinco principais economias emergentes do mundo, o Brasil registrou o segundo melhor IDH, atrás da Rússia (57!º lugar, nota 0,778). Com nota 0,719, a China ficou na 91!ª posição. A àfrica do Sul ficou em 118!º no ranking (nota 0,658); e a àndia, em 135!º (nota 0,586).

Apesar da melhoria de 2012 para 2013, o Brasil acumula queda de quatro posições em relação a 2008, quando estava em 75!º na lista geral. De acordo com o Pnud, o IDH brasileiro melhorou em todos esses anos. No entanto, quatro países !“ Irã, Azerbaijão, Sri Lanka e Turquia !“ tiveram crescimento maior que o Brasil no período, resultando na perda de posições.

Criado em 1980, o IDH mede o desenvolvimento humano por meio de três componentes: expectativa de vida, educação e renda. Em 2013, o Brasil registrou 73,9 anos de expectativa de vida, 7,2 anos de média de estudo, 15,2 anos de expectativa de estudo para as crianças que atualmente entram na escola e renda nacional bruta per capita de US$ 14.275 ajustada pelo poder de compra.

O IDH do Brasil em 2013 subiu 36,4% em relação a 1980. Naquele ano, a expectativa de vida correspondia a 62,7 anos, a média de estudo era de 2,6 anos, a expectativa de estudo somava 9,9 anos, e a renda per capita totalizava US$ 9.154.

O Brasil é um dos países que mais evoluíram no desenvolvimento humano nos últimos 30 anos!, disse o representante residente do Pnud no Brasil, Jorge Chediek. Ele destacou que as mudanças são estruturais e têm ocorrido em todos os governos.

Por causa de mudanças na metodologia, a série histórica do IDH foi revista. Pelo critério anterior, o Brasil tinha ficado em 85!º em 2012. Com a mudança de cálculo, o país subiu para a 80!ª colocação no ano retrasado.

Brasil reduziu em 22% pobreza em seis anos

O índice de brasileiros em situação de pobreza multidimensional caiu 22,5% em seis anos, revelou hoje (24) o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud). Segundo levantamento do órgão, a parcela da população brasileira com privação de bens caiu de 4% para 3,1%, entre 2006 e 2012.

A fatia da população próxima à  pobreza multidimensional caiu de 11,2% para 7,4%. A proporção de pessoas em pobreza severa passou de 0,7% para 0,5% na mesma comparação.

Os números constam do Relatório de Desenvolvimento Humano de 2014. Além de publicar oranking do àndice de Desenvolvimento Humano (IDH) de 187 países, o documento apresentou o àndice de Pobreza Multidimensional (IPM) para 91 países. Foi divulgada também a comparação do IPM com anos anteriores de 39 deles.

Diferentemente do IDH, que estima o grau de desenvolvimento com base na expectativa de vida, na renda e na educação, o IPM usa critérios mais abrangentes para avaliar o padrão de vida de um país. Esse índice leva em conta indicadores de saúde (nutrição e mortalidade infantil), educação (anos de estudo e taxa de matrícula) e a qualidade do domicílio (gás de cozinha, banheiro, água, eletricidade, piso e bens duráveis).

Outra diferença está no uso de dados nacionais. O IDH é construído com estatísticas do Banco Mundial, da Organização Mundial do Trabalho e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O àndice de Pobreza Multidimensional, no caso do Brasil, baseia-se na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo Andréa Bolzon, coordenadora do Atlas de Desenvolvimento Humano no Brasil, o IPM não permite a comparação entre países por causa da falta de padronização dos dados internacionais. A melhor maneira de comparar o Brasil é com ele mesmo. Os indicadores mostram que há uma evolução significativa na redução da pobreza multidimensional.!

De acordo com ela, o principal objetivo do IPM é retratar a pobreza não apenas em função da renda. Pelos padrões internacionais, a linha de pobreza está fixada em US$ 1,25 por pessoa por dia. O àndice Multidimensional de Pobreza procura não captar apenas a renda, mas as condições materiais de sobrevivência.!

Pelo critério tradicional de medição, o índice de pobreza no Brasil é maior que a pobreza multidimensional. De acordo com o Pnud, 6,14% da população brasileira ganhava menos que US$ 1,25 diários em 2012. No México, ocorre o contrário. A pobreza multidimensional atingia 6% da população, enquanto a pobreza com base na renda mínima afetava apenas 0,72% no mesmo ano. O IPM, na verdade, reflete o modo de vida e a estrutura de cada sociedade!, esclarece a coordenadora.

19 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. ..bem..quando divulgarem o IDH do período Dilma, andaremos é pra trás…….

  2. Informações complementares que constam na mesma matéria mas que MISTERIOSAMENTE o Blog do Esmael e o Portal 247 não divulgam:

    “Apesar da melhora no ranking, os dados da ONU não revelam avanço significativo em educação e expectativa de vida. A média de estudo na América Latina é de 7,9 anos; no Brasil, 7,2 anos. O número é o mesmo desde 2010.”
    “Segundo ela, levantamentos mais atuais revelam que o Brasil avançou para uma média de 7,6 anos de estudo, ainda abaixo, porém, da média da América Latina. A expectativa de vida do brasileiro teve um ligeiro aumento, de 73,7 anos em 2012 para 73,9 anos em 2013. Mas segue abaixo da média latino-americana, de 74,9 anos.”
    “De acordo com o relatório das Nações Unidas, os países da América Latina com maior grau de desenvolvimento humano são Chile (41º no ranking), Cuba (44º) e Argentina (49º). Os três países são classificados como de “muito elevado desenvolvimento”.”
    “De acordo com as Nações Unidas, o crescimento anual do IDH na região caiu pela metade nos últimos cinco anos em comparação com o crescimento verificado entre 2000 e 2010”
    “Mesmo com os avanços, o Brasil perdeu quatro posições no ranking desde 1980 para Irã, Azerbaijão, Turquia e Sri Lanka, que tiveram um desenvolvimento maior porque melhoraram mais rapidamente seus fracos indicadores.

    Estamos perdendo para o AZERBAIJÃO, IRÀe SRI LANKA????

    Mas que POHHHA os PETRALHAS estão comemorando??? Só se for o fato de ainda não estarmos comendo merda!! Somos os últimos em desenvolvimento na América Latina!!

  3. Muitos petistas de fato não tem o que reclamar!!! O Lula que o diga né!

  4. Que beleza, já estamos melhores que muitas tribos africanas e alguns países que nunca ouvi falar que existia. Parabéns a quadrilha do PT, digo, partido do PT.

  5. O que da pra entender é que o povo tucano não quer o nosso povo com maior poder aquisitivo. Eles querem as pessoas submetidas à alta sociedade, só que não. Da-lhe Dilma e Requião.

  6. Voto em Dilma principalmente pela criação do Mais Médicos. Após as denúncias dos Aecioportos ficou mais fácil Dilma ganhar no primeiro turno.

    • Isso o Blog do Esmael não publica né???

      BC investiga ‘conta paralela’ de R$ 4 bilhões.
      Registro desse ativo a favor do Tesouro Nacional, que estava fora do radar do sistema automático do BC, reduziu o rombo nas contas do governo federal em maio.
      Essa grana estava em conta de banco Privado,está sendo investigado pelo BC, provavelmente seja desvio de Recursos Federais par compor CAIXA 2 do PT/DILMA

  7. Basta olhar os Graficos, antes do PT entrar no Governo, havia uma ascenção de cada item que calcula o IDH, depois que o PT assumiu essa curva ascendente… parou, não caiu, mas tambem não subiu, isso significa…ESTAGNAÇÃO. E o Brasil só subiu no Ranking porque outros países…cairam. Pensam que o Povo é Imbecil???
    http://noticias.uol.com.br/infograficos/2014/07/22/brasil-fica-em-79-no-ranking-mundial-de-idh-veja-resultado-de-todos-os-paises.htm

  8. SOB DILMA ?????????????? O INDICE É DESDE 1980 ATE 2013 !!!!!! A MELHORA É NO ULTIMOS 33 ANOS ……

    CHEGA DE FARSA

    • Brasil reduziu em 22% pobreza em seis anos

    • A melhora, em destaque, foi nos últimos anos:
      conforme o argentino Jorge Chediek, representante residente do Pnud e coordenador do sistema ONU no Brasil; o índice de brasileiros em situação de pobreza multidimensional caiu 22,5% em seis anos. Repetindo 22,5%.

  9. Não vai ter segundo turo e por isso ITALODEMEDEIROS, Dunha, Marcos, Sandro, Roberto, Bruno, Antonio, PEDRO HOLL FILLO(o original), alex teste, Nilton, ze oreia, Eleitor realista, CAMILA, PÉ VERMELHO (ORIGINAL), john, Cesar, ZAIA DRIKA TUILA LEAO, Lucas Leite, Marins Sampaio, Fala Sério, Flávio Luiz, Parreiras Rodrigues, Genildo, Mauricio, Anti Pt, Silvana, Professor e outros tantos Comissionados Rola-bostas inúteis estão desesperados.

    • Você que pensa pé sujo!!! Espere até outubro. Estamos atras até a Argentina que ta quebrada ha anos e anos. Estamos atras do Chile, Costa Rica,Uruguai, Venezuela, Panamá. Estamos atrás até de Trininad e Tobago. kkkkkkk

    • A propósito senhor Pé Imundo (vermelho de vergonha) me explica porque o Ministro da Justiça da DILMA, pediu para EXCLUIR o Paulo Maluf da lista de procurados da Interpol???? Isso só se explicar pelo seguinte, BAndidos…protegem bandidos.. E isso prova que o PT é uma organização Criminosa.

      • Esperar o que de um cara que era responsável pela fábrica de dossiês do PT???

        As revelações do livro de Tuma Jr. publicadas por Veja, neste final de semana, desmascaram a “fábrica de dossiês” do PT, montada dentro da máquina pública. O Cade, que plantou o Dossiê do Metrô, comandado pelo petista filiado e fichado Vinícius Carvalho, subordinado ao ministro da Justiça José Eduardo Cardozo, continua nas manchetes de jornal. A atuação deste órgão aparelhado pelo PT justifica todas as afirmações do livro “Assassinato de Reputações”. Abaixo, notícia de hoje do Estadão.

    • Cuidado Pé Vermelho, posso me sentir intimidado e ameaçado por você ter um lista com nomes contrários a sua ideologia politica. Intolerância……?????

      • Faça a tua lista seu beócio ou então voltem para o blog do PSDB-Tucano. Sugiro que você e demais comissionados inúteis comecem a tomar Rivotril para diminuir a ansiedade porque não vai ter segundo turno para os tucanalhas.