Em busca do 1!º lugar, Richa e Requião trocam insultos pelo governo do PR

O senador Roberto Requião tem abusado da ironia para fustigar o governador Beto Richa, que ontem também utilizou do expediente para responder o desafeto político; pelo Facebook, tucano afirmou que o ex-governador era preguiçoso, cavalgava e tomava vinhos caros; em reuniões pelo interior do Paraná, peemedebista diverte as plateias dizendo que "Beto só acorda cedo quando faz depilação e reserva as tardes para o bronzeamento artificial"; segundo os institutos de pesquisa, os dois estariam embolados na liderança das intenções de voto pelo governo do estado; troca de insultos teria relação com a preferência do eleitorado.

O senador Roberto Requião tem abusado da ironia para fustigar o governador Beto Richa, que ontem também utilizou do expediente para responder o desafeto político; pelo Facebook, tucano afirmou que o ex-governador era preguiçoso, cavalgava e tomava vinhos caros; em reuniões pelo interior do Paraná, peemedebista diverte as plateias dizendo que “Beto só acorda cedo quando faz depilação e reserva as tardes para o bronzeamento artificial”; segundo os institutos de pesquisa, os dois estariam embolados na liderança das intenções de voto pelo governo do estado; troca de insultos teria relação com a preferência do eleitorado.

O senador Roberto Requião, candidato ao Palácio Iguaçu pelo PMDB, em suas andanças pelo interior do Paraná, não tem poupado de suas ácidas críticas e ironias o governador Beto Richa, que disputa a reeleição pelo PSDB. Ontem à  noite em Apucarana, Norte do estado, por exemplo, o peemedebista repetiu o que vem dizendo há meses em reuniões com correligionários: “Beto só acorda cedo quando faz depilação e reserva as tardes para o bronzeamento artificial”.

A novidade é que ontem mesmo, por volta das 23 horas, pelo Facebook, o tucano respondeu Requião no mesmo tom. Segundo Richa, o ex-governador era preguiçoso, ficava cavalgando pelas manhãs na Granja Canguiri e que tomava vinhos caros nos fins de tardes.

A troca de “joelhadas”, “pontapés” e “dedo nos olhos” entre Richa e Requião tem explicação crível. Segundo os institutos de pesquisas ouvidos pelo Blog do Esmael, os dois estariam embolados na liderança das intenções de voto pelo governo do estado.

Apesar dessa sentença acima, nenhuma pesquisa de opinião foi registrada nestas eleições após a confirmação das candidaturas pelas convenções partidárias. A disputa pelo Palácio Iguaçu continua no escuro, pois, ao que parece os institutos serão contratados somente depois do início da propaganda eleitoral no rádio e na televisão.

Comentários encerrados.