Por Esmael Morais

Comunista Gomyde vai bater ou assoprar nos tucanos Beto e àlvaro?

Publicado em 02/07/2014

"Ricardo Gomyde estará preparado para derrotar o tucano àlvaro Dias". Esta é a crença de Enio Verri, presidente do PT do Paraná; afirmação é resposta aos mais incrédulos petistas que duvidam que o candidato ao Senado, do PCdoB, vá bater nos tucanos Richa e àlvaro Dias durante a campanha eleitoral; dirigentes comunistas também acreditam em um "novo" Gomyde, mais combativo ainda, que irá para o confronto aberto porque "a luta pelo Senado pedirá uma postura mais ofensiva" do candidato; "à‰ ver para crer", como dizem os devotos de São Tomé.

“Ricardo Gomyde estará preparado para derrotar o tucano àlvaro Dias”. Esta é a crença de Enio Verri, presidente do PT do Paraná; afirmação é resposta aos mais incrédulos petistas que duvidam que o candidato ao Senado, do PCdoB, vá bater nos tucanos Richa e àlvaro Dias durante a campanha eleitoral; dirigentes comunistas também acreditam em um “novo” Gomyde, mais combativo ainda, que irá para o confronto aberto porque “a luta pelo Senado pedirá uma postura mais ofensiva” do candidato; “à‰ ver para crer”, como dizem os devotos de São Tomé.

Apreensivos, petistas não param de indagar: “afinal, Ricardo Gomyde, do aliado PCdoB, na disputa pelo Senado, terá coragem de bater no governador Beto Richa (PSDB) e no senador àlvaro Dias (PSDB)?”. Isto só Deus pode responder, mas têm-se algumas pistas.

O presidente do PT, deputado estadual Enio Verri, ao Blog do Esmael, disse não ter dúvidas que o comunista vai atacar na jugular dos tucanos. “Ele [Gomyde] vai estar preparado para o enfrentamento eleitoral”, anima-se o dirigente, buscando tranquilizar a irrequieta militância petista.

Os dirigentes do PCdoB também acreditam em um “novo” Gomyde, mais combativo ainda, que irá para o confronto aberto porque “a luta pelo Senado pedirá uma postura mais ofensiva” do candidato. “à‰ ver para crer”, como dizem os devotos de São Tomé.

A título de informação, ontem o Palácio Iguaçu sinalizou que poderá dar uma forcinha para Ricardo Gomyde. O moço pode transformar sua candidatura em uma cruzada suprapartidária anti-àlvaro.

“To be or not to be”, diria o dramaturgo inglês William Shakespeare para explicar o tamanho do dilema eleitoral de Gomyde.