3!ª vitória: Requião retira poderes da executiva estadual do Paraná

A guerra política no PMDB do Paraná tem vários fronts; as três principais batalhas travadas nos bastidores do partido, nas últimas 48 horas, foram todas vencidas pelo senador Roberto Requião, pré-candidato ao governo do estado; ele conseguiu travar na segunda a antecipação da convenção de 20 para 15 de junho, proibiu o uso de dispositivos eletrônicos para fotografar voto secreto dos delegados ontem e hoje arrancou decisão da direção nacional que retira poderes da executiva estadual, que pretendia definir candidaturas e coligações em nome dos convencionais.

A guerra política no PMDB do Paraná tem vários fronts; as três principais batalhas travadas nos bastidores do partido, nas últimas 48 horas, foram todas vencidas pelo senador Roberto Requião, pré-candidato ao governo do estado; ele conseguiu travar na segunda a antecipação da convenção de 20 para 15 de junho, proibiu o uso de dispositivos eletrônicos para fotografar voto secreto dos delegados ontem e hoje arrancou decisão da direção nacional que retira poderes da executiva estadual, que pretendia definir candidaturas e coligações em nome dos convencionais.

O senador Roberto Requião, pré-candidato ao governo do Paraná, vai colecionando vitórias no front político dentre do PMDB. Nesta quarta-feira (4), por exemplo, ele obteve a terceira vitória ao conseguir parecer favorável da direção nacional retirando poderes da executiva estadual da legenda no Paraná que é controlada pelos deputados estaduais.

Em resposta a uma consulta do deputado federal João Arruda, a cúpula nacional do PMDB firmou que a definição de candidatos e celebração de coligações caberá única e exclusivamente aos convencionais do partido. O entendimento derruba resolução da executiva estadual que invocava poder a ser delegado pela convenção de 20 de junho.

Requião marcou dois gols importantes em menos de 48 horas. O primeiro diz respeito à  antecipação da convenção de 20 para 15 de junho, que bateu na trave conforme deseja o senador (clique aqui). O segundo tem a ver com a proibição de dispositivos eletrônicos que permitam fotografar o voto secreto (clique aqui). E hoje a retirada de poderes da executiva estadual do PMDB do Paraná.

Os três eventos acima descritos sinalizam inexorável tendência do partido, que colocam o senador mais perto da candidatura própria ao Palácio Iguaçu.

Comentários encerrados.