Candidatos de Aécio e Campos perdem para Pimentel no 1!º turno em MG

do Brasil 247

247 divulga nesta segunda-feira uma pesquisa exclusiva sobre sucessão para presidente e governador num estado crucial: Minas Gerais; feita em parceria com o Instituto Veritá, que tem 17 anos de tradição no mercado, ela aponta que o petista Fernando Pimentel tem 35,5% das intenções de voto, contra 17,8% do tucano Pimenta da Veiga e 4,6% do socialista Julio Delgado; assim, ele seria eleito em primeiro turno, com 61,2% dos votos válidos; desafio, para os tucanos, é fazer com que Pimenta seja percebido rapidamente como o candidato apoiado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG) e pelo ex-governador Antonio Anastasia; isso tornaria a disputa mais equilibrada, mas, ainda assim, Pimentel venceria com 39,1%, contra 33,8% de Pimenta e 10,6% de Delgado.

247 divulga nesta segunda-feira uma pesquisa exclusiva sobre sucessão para presidente e governador num estado crucial: Minas Gerais; feita em parceria com o Instituto Veritá, que tem 17 anos de tradição no mercado, ela aponta que o petista Fernando Pimentel tem 35,5% das intenções de voto, contra 17,8% do tucano Pimenta da Veiga e 4,6% do socialista Julio Delgado; assim, ele seria eleito em primeiro turno, com 61,2% dos votos válidos; desafio, para os tucanos, é fazer com que Pimenta seja percebido rapidamente como o candidato apoiado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG) e pelo ex-governador Antonio Anastasia; isso tornaria a disputa mais equilibrada, mas, ainda assim, Pimentel venceria com 39,1%, contra 33,8% de Pimenta e 10,6% de Delgado.

Minas Gerais, com o segundo o maior colégio eleitoral do País e onde nasceram tanto a presidente Dilma Rousseff, do PT, como o senador Aécio Neves (PSDB-MG), deverá ser decisiva nas eleições deste ano. Por isso mesmo, foi escolhida para a primeira pesquisa eleitoral do 247, feita em parceria com o Instituto Veritá, que tem 17 anos de tradição no mercado. Registrada na Justiça Eleitoral pelo número MG-00018/2014, a pesquisa ouviu 3.077 mineiros, entre os dias 19 e 24 de maio deste ano, levantando cenários tanto para a disputa estadual, como para a sucessão presidencial.

Na disputa para governador, o petista Fernando Pimentel, ex-ministro do Desenvolvimento, hoje seria eleito em primeiro turno, com os seguintes números:

Percentual de votos Votos válidos

Fernando Pimentel (PT) !  !  !  35,5% ! !  !  !  !  !  !  !  !  !  !  61,2%

Pimenta da Veiga (PSDB) !  !  !  !  17,8% !  !  !  !  !  !  ! !  !  !  !  30,8%

Júlio Delgado (PSB) !  !  !  !  !  !  ! 4,6% !  !  !  !  !  !  !  !  !  !  !  8,0%

A pesquisa também mediu como os mineiros seriam influenciados por fortes cabos eleitorais: o senador Aécio Neves e o ex-governador Antonio Anastasia, para o PSDB, e a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. Neste ponto, há quase um empate técnico: 45% dos mineiros seriam influenciados por Aécio/Anastasia e 42,9% por Dilma/Lula.

Diante desses números, a pesquisa reforça a percepção de que Fernando Pimentel já é mais identificado com Dilma e Lula do que Pimenta da Veiga com Aécio e Anastasia !“ dados recentes mostraram, inclusive, que muitos mineiros consideram Pimentel, do PT, como o candidato de Aécio.

Caso fosse medida a influência dos presidenciáveis no cenário estadual, os resultados seriam os seguintes, com a disputa indo para o segundo turno:

Percentual de votos Votos válidos

Fernando Pimentel (PT) !  !  !  !  !  !  39,1% !  !  !  !  !  !  !  !  !  46,8%

(com apoio de Lula e Dilma)

Pimenta da Veiga (PSDB) !  !  !  !  !  ! 33,8% !  !  !  !  !  !  !  !  !  40,4%

(com Aécio e Anastasia)

Júlio Delgado (PSB) !  !  !  !  !  !  !  ! 10,6% !  !  !  !  !  !  !  !  !  ! 12,7%

(com Eduardo e Marina)

Outro foco da pesquisa foi a sucessão presidencial, em Minas Gerais. Na pesquisa espontânea, Aécio Neves teria 15,8%, contra 14,1% da presidente Dilma Rousseff e 4,5% do ex-presidente Lula. Eduardo Campos teria apenas 1,8%, seguido de Marina Silva, com 1,6%.

No cenário estimulado, Aécio teria 45,4%, contra 29,1% de Dilma e 7,8% de Campos. No entanto, se o ex-presidente Lula fosse o candidato do PT, ele teria 39,9% dos votos, contra 39,5% de Aécio e 6,5% de Campos.

Os resultados completos da pesquisa podem ser conferidos aqui.

Comentários encerrados.