Casa Civil informa afastamento de assessor investigado no Paraná

Ex-prefeito de Realeza, no Sudoeste, Eduardo André Gaievski pediu afastamento do cargo de assessor especial da Casa Civil; o petista diz que é vítima de armação política dos adversários na região, que o temem disputando uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná.
Ex-prefeito de Realeza, no Sudoeste, Eduardo André Gaievski pediu afastamento do cargo de assessor especial da Casa Civil; o petista diz que é vítima de armação política dos adversários na região, que o temem disputando uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná.
Em nota oficial, neste sábado (24), a Casa Civil da Presidência da República informou que o assessor especial Eduardo André Gaievski, ex-prefeito de Realeza, no Sudoeste do Paraná, pediu afastamento do cargo “até que sejam apuradas as circunstâncias e veracidade das acusações”.

Segundo denúncia publicada pela revista Veja, Gaievski é investigado por estupro de vulneráveis. Um inquérito que tramita em segredo no fórum da cidade reuniu depoimentos de supostas vítimas.

O agora ex-assessor da Casa Civil jura inocência e diz que vai provar que tudo não passa de armação de seus adversários políticos na região que o temem disputando uma cadeira à  Assembleia Legislativa.

A seguir, a íntegra da nota oficial da Casa Civil:

NOTA

A Casa Civil da Presidência da República informa que, em vista de denúncia contra o servidor Eduardo Gaievski, o mesmo pediu afastamento imediato de suas funções até que sejam apuradas as circunstâncias e veracidade das acusações.

Brasília, 24 de agosto de 2013

Comments are closed.