Serra é mais competitivo que Aécio na disputa pela presidência da República, diz pesquisa

Levantamento nacional realizado pela Paraná Pesquisa, entre os dias 24 e 30, aponta Serra como candidato com mais chances que Aécio; mesmo com queda abrupta na aprovação, Dilma segue favorita em todas as classes sociais.

Levantamento nacional realizado pela Paraná Pesquisa, entre os dias 24 e 30, aponta Serra como candidato com mais chances que Aécio; mesmo com queda abrupta na aprovação, Dilma segue favorita em todas as classes sociais.

Sondagem do instituto Paraná Pesquisas, de Murilo Hidalgo, encomendada pelo jornal Gazeta do Povo e divulgada nesta terça-feira (2), o tucano Aécio Neves perdeu fôlego na disputa pela presidência da República e foi ultrapassado por José Serra, também do PSDB, que teria 21,7 % das intenções de voto, caso ele fosse o candidato, ante 15,7% de Aécio. O levantamento também aponta para um possível segundo turno e para a liderança da presidenta Dilma Rousseff em todos os cenários pesquisados.

A pesquisa confirma a queda da presidente Dilma nas intenções de voto divulgado por outros institutos de pesquisa de opinião pública. Além disso, pode-se perceber o crescimento de outras candidaturas como, por exemplo, a de Marina Silva (Rede).

Nos cenários apresentados, Marina Silva desbanca os tucanos e aparece no segundo lugar com a preferência de 23,7% dos entrevistados, quando considerado Dilma, Aécio e Eduardo Campos (PSB) como adversários. Quando disputa com Serra no lugar de Aécio, Marina atinge 21,7% de intenções de voto.

Embora a presidente Dilma tenha sofrido uma abrupta queda nas pesquisas de opinião, o tradicional instituto Paraná Pesquisas mostra em sua sondagem a liderança da petista em todos os cenários pesquisados variando entre 32,2% a 34,5% das intenções de voto. Cenário 1, tendo como adversários: Aécio, Marina e Eduardo Campos; Cenário 2, tendo com adversários: Marina, Serra e Eduardo Campos.

Ainda de acordo com a pesquisa do instituto de Murilo Hidalgo, a presidenta Dilma é a preferida pelos eleitores de todas as regiões do país e tem a maioria de votos em todas as classes sociais.

Veja o gráfico:

Clique na imagem para ampliar.

Clique na imagem para ampliar.

Foram ouvidos, 2.550 eleitores em 177 municípios do país entre os dias 24 e 30 de junho. A margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos.

Clique aqui para fazer o download completo da pesquisa

23 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Pesquisa do PSDB é melhor para Dilma do que Datafolha
    : SÃO PAULO, SP, BRASIL, 26.11.2010. O jornalista Merval Pereira, colunista de O Globo, durante o debate

    Nela, a presidente teria 40%, contra 22% de Marina Silva, 20% de Aécio Neves e 5% de Eduardo Campos; números foram revelados pelo colunista Merval Pereira, do Globo

    30 de Junho de 2013 às 10:21
    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/107046/

  2. Dilma pode enfrentar 2o turno em 2014, mostra pesquisa CNT/MDA
    terça-feira, 11 de junho de 2013 15:00 BRT

    O senador Aécio Neves (PSDB-MG), potencial candidato tucano, teria 17,0 por cento, seguido pela ex-senadora Marina Silva, que trabalha para criar um novo partido, com 12,5 por cento, enquanto o governador de Pernambuco e presidente do PSB, Eduardo Campos, teria 3,7 por cento.

    Num cenário sem o governador pernambucano, Dilma ganharia com 54,2 por cento dos votos, contra 18,0 por cento de Aécio e 13,3 por cento de Marina.

    Já num levantamento hipotético, em que os eleitores tenham o mesmo grau de conhecimento sobre os quatro virtuais candidatos, Dilma teria a preferência de 44,1 por cento dos eleitores, seguida de Aécio (22,8 por cento), Marina (14,2 por cento) e Campos (5,8 por cento).

    Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa ter mais votos que a soma dos votos de todos os seus adversários. Nesse cenário hipotético, a diferença a favor de Dilma estaria dentro da margem de erro da pesquisa, de 2,2 pontos percentuais, tornando possível o segundo turno.
    http://br.reuters.com/article/topNews/idBRSPE95A05920130611

  3. Com o Serra, o Aécio vira pó, o problema é que ele vai cheirar tudo!

  4. Escolha difícil:
    Vampiro x Bebum

  5. É melhor nem se animarem muito não, porque se for feita uma pesquisa de rejeição a candidatos, o Serra fica em primeiro lugar. Em Agosto de 2012, época de eleições, a rejeição ao Serra chegou a 43%, e no final de setembro, a rejeição baixou para 40%.
    Acho muito difícil reverter isso.
    O PSDB é um partido em estado de coma.

  6. o beijo do vampiro.

  7. Como diria Nelson Piquet:

    O SEGUNDO É O PRIMEIRO A PERDER…

  8. qualquer um a Dilma Ou o LULA ensacam, só tem incompetentesnste PSDB

  9. Em contra partida,a rejeição do Serra é altíssima,e o conhecimento dele ´e semelhante a Dilma, mais de 85%, já Aécio é conhecido por 39% do eleitorado com uma baixíssima rejeição!!
    Aliás Serra sempre foi rejeitado, inclusive pelos partidos, ninguém confia de fato no que ele fala
    Mais
    de 68% dos empresários, preferem Aécio a Marina, pois a mesma, ja é bastante conhecida e tb tem uma grande rejeição pela classe média!!
    Todos esse fatores levam a crer que Aécio Neves e o candidato certo do PSDB!!!Serra nada nada e sempre morre na areia,não transmite confiança,as pessoas chamam de mentiroso!!
    Se estamos na mão do PT culpa do Serra que perde ate de 2 postes sem luz!!!

    • esmael se eu foce vc ia colocando as barbas de molho por que eu acho esse teu impurão quanto ao serra é só na tua cabeça que ele é mais forte que o aecio o serra foi bananeira que deu caxo fique com tua dilma para vc ve o tamanho da bómba na tua cabeça eu sempre votei no pt para presidente nunca mais o povinho ladrão em eu tambem acho que não pode ser o psdb tem bastante jente competente para fazer melhor que o pt e o psdb… no prana ja deu beto se duvida espera para ver sera igual em 2010 que o lula e toda a sua cupula pediu voto para o osmar e não deu em nada no parana o pt não se cria

    • Teu nome não é SONHA ??????

  10. José Serra não é aquele que ferrou o Paraná no ICMS da energia elétrica? Meu Deus, o cara ajudou a ferrar o estado e tem gente que ainda pensa em votar num samongo desse.

  11. Pois é, no tempo que essa pilantrada acabou com o Brasil, tinha até uma tal de Bolsa Avacalhação, reportagem de 08/12/2002 que revela como era a educação no tempo de FHC, revelando a forma que o PSDB conseguiu acabar com ensino técnico no país:
    “Legado de FHC inclui vistoso abacaxi educacional
    JOSIAS DE SOUZA
    DIRETOR DA SUCURSAL DE BRASÍLIA

    O legado de FHC não é doce. Faça-se, porém, justiça: os relatórios entregues à equipe de Lula apresentam o pior da melhor maneira possível. Abacaxis ácidos ganham, por vezes, a aparência de morangos.
    O Ministério da Educação é um pomar que orgulha o tucanato. Pois mesmo ali há frutos acerbos. Um deles não mereceu, por ora, a atenção do PT. Chama-se escândalo das escolas técnicas.
    Brotou e floresceu sob Paulo Renato. Terá de ser descascado pelo sucessor. Está em Belém o pé mais vistoso do problema. Mas há mudas espalhadas pelo país.
    Recomenda-se ao PT que esqueça os edulcorados papéis da transição. Melhor requisitar o relatório 87.863 da Controladoria Geral da União, órgão da Presidência. É fresco como fruta de época. Foi fechado em 24 de setembro.
    Traz o resultado de auditoria realizada no Cefet (Centro Federal de Educação Tecnológica) do Pará. O caso foi esboçado aqui, nove meses atrás. Passado a limpo pelos auditores, resultou num quadro imundo.
    O Cefet/PA tem cerca de 7.000 alunos. É custeado pelas arcas públicas. Um dos malfeitos listados aqui em 3 de março foi a criação de uma espécie de “bolsa-avacalhação”. Dinheiro que escorria de contas da escola para contas particulares.
    Entre os beneficiários estavam dois auxiliares de Paulo Renato: Ruy Leite Berger Filho, chefe da secretaria incumbida de supervisionar as escolas técnicas; e Manoel Mendes de Oliveira, coordenador de Planejamento da mesma repartição.
    Sabia-se que, na conta de Ruy Berger, pingara depósito mixuruca: R$ 5.000. “Não era para ter nada”, reconheceu Berger na ocasião. Na conta de Manoel Mendes foram borrifados três depósitos: R$ 8.000 no total. Afastaram-se de suas funções.
    O Ministério Público e a Controladoria da União aprofundaram as investigações. Foi descerrado o sigilo bancário da escola e dos funcionários.
    Descobriu-se que, embora tivesse recebido salários de R$ 274 mil nos últimos cinco anos, Ruy Berger movimentou em sua conta R$ 755 mil -R$ 39.500 vieram do Cefet/PA. O repórter tenta encontrá-lo, sem sucesso, desde quarta-feira.
    Os proventos de Manoel Mendes somaram R$ 546 mil no mesmo período. Por sua conta escoaram R$ 2,2 milhões -R$ 33.350 vindos da escola paraense.
    Localizado, Mendes disse que pagou por serviços que terceiros prestaram ao Cefet/PA. E foi “ressarcido”. Daí os depósitos. Mais não quis dizer. Conversaria com o advogado. Ligaria de volta. Não ligou.
    “Há fortes indícios de que tais movimentações possam configurar improbidade administrativa por desvio de recursos públicos”, anota o texto da auditoria.
    Além de Ruy Berger e Manoel Mendes, outros nove funcionários e ex-funcionários do MEC penduraram-se à “bolsa-avacalhação”. Juntos, beliscaram R$ 294 mil.
    Os auditores contabilizaram o naco já documentado da malfeitoria: R$ 4,5 milhões. Há de tudo, de notas frias a contas bancárias paralelas, desconectadas do Siafi, o sistema eletrônico de monitoramento dos gastos governamentais.
    O relatório menciona também outras despesas que, por malcheirosas, encontram-se sob análise: R$ 7 milhões. Tudo somado, o ananás do Pará pode custar R$ 11,5 milhões. É metade do orçamento anual da escola (R$ 24 milhões).
    Colecionaram-se indícios de que o ambiente de casa-da-mãe-joana se repete em outros Estados. O MEC mantém rede de 72 escolas técnicas e agrotécnicas. Os sinais de contas carunchadas vêm de locais variados, do Piauí a Mato Grosso.
    Decidiu-se ampliar a investigação. Trabalho minucioso, demorado. Encrenca para meados de 2003. Mobilizará um time de procuradores da República.
    Em janeiro, o ministro petista da Educação terá de indicar novo diretor para o Cefet/PA. Há uma lista com três nomes, escolhidos em eleição: Edson Ary Fontes, Arenales Faustino dos Santos e Carlos Alberto Mota.
    Edson recebeu R$ 35.500 desviados do Cefet. “É pagamento de projetos que fiz para escola como engenheiro.” Recebe gratificação salarial irregular. “Entrei na Justiça e obtive vitória em liminar.”
    Diretor de Ensino, Arenales é associado a irregularidades administrativas. “Assumi o posto em maio. Não posso responder pelo que houve antes.” Sem diploma universitário, seu irmão foi contratado como professor. “Fez concurso e passou. Não tomei parte.” Recebe gratificação micada. “Responsabilidade de quem concedeu. Era algo generalizado. Não fui ouvido.”
    Carlos Alberto, o terceiro candidato a diretor, tem no contracheque um adicional de periculosidade. Que recebeu mesmo nos cinco anos em que fez doutorado em Santa Catarina. “Quando saí, pedi autorização. Caberia aos setores competentes dizer que gratificações eu deveria manter ou não.”
    Chama-se Sérgio Cabeça Braz o ex-diretor do Cefet/PA cuja gestão está sob questionamento. Comandou a escola por impressionantes 18 anos. Só Paulo Renato o reconduziu ao posto duas vezes. Afastou-o depois do que aqui se revelou em 3 de março. Determinou a abertura de processo administrativo disciplinar.
    Sérgio Cabeça obteve liminar judicial sustando o processo. Prossegue, porém, o trabalho do Ministério Público e da Controladoria da União. O repórter não o localizou. Ligou seis vezes para o advogado dele, Inocêncio Mártires Coelho Jr. Deixou recados que não foram respondidos.
    Procurado, Paulo Renato preferiu guardar silêncio. Em oito anos de gestão, não conseguiu enxergar o opulento abacaxi que vicejava no seu quintal. A esta altura, melhor mesmo tentar agir do que falar.”
    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc0812200224.htm

  12. Ta ta ta na hora, ta na hora de se aposentar, Serra foi um grande ministro da Saude, votei nele em 2010 e a minha familia toda votou nele em 2002 e em 2010 também, mas não, esta na hora dele descansar, quem sabe o Senado seja uma boa alternativa para ele, mas Aécio é a bola da vez, pesquisa não decide eleição.

    • A família do Dennis é unida, eles sempre votam no mesmo candidato.

    • hahahahahahahahahahahahahahahahahah, o coitado do derrotado!!!
      apanhou mais doq banana em boca de véio!!Rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr.
      KKKKKKKKKKKKKKK, QUATRO SURRA NO LOMBO!!

    • Você não sabe nem quando é dia, basta ver de quem você lambe o saco em Guarapuava.