Justiça inocenta ex-prefeito de Londrina Barbosa Neto

Barbosa Neto (PDT).

Barbosa Neto (PDT).

Conta o jornalista Zé Otávio, em seu blog, que o ex-prefeito de Londrina, Barbosa Neto (PDT), foi excluído pela Justiça das investigações da Operação Antissepsia — esquema de corrupção e desvio de verbas da saúde pública — que levou 21 pessoas à  prisão em maio de 2011. Na época, as prisões foram efetuadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A seguir, a íntegra da nota publica no blog de Zé Otávio:

Juiz da 2!ª Vara da Fazenda Pública inocenta ex-prefeito Barbosa Neto de qualquer culpa na chamada operação antissepsia

O juiz da 2!ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, Emil Gonçalves, determinou a exclusão do nome do ex-prefeito Barbosa Neto da chamada operação antissepsia, promovida pelo Ministério Público em maio de 2011. A informação foi divulgada ontem pelo advogado Luiz Carlos Mendes Prado Junior que defende o ex-prefeito Barbosa Neto.

Em seu despacho, o juiz Emil Gonçalves, apontou que os indícios presentes! na ação proposta pelo MP na época conhecida como operação antissepsia não são sérios e graves disse o juiz a ponto de ter uma relação de causa e efeito! ao processo. Por tudo isso, o juiz rejeitou a ação e determinou a extinção parcial do processo sem resolução de mérito.

De acordo com o juiz Emil Gonçalves, Barbosa Neto está excluído da ação de improbidade administrativa.

Barbosa Neto e várias pessoas foram acusadas de facilitar a contratação dos institutos Gálatas e Atlântico no final de 2010, mas agora a Justiça decidiu retirar Barbosa Neto desta ação.

Comentários encerrados.