TSE arquiva cassação de Beti Pavin

Acordo político na Câmara e com ex-adversário deixa a tucana Beti Pavin, prefeita de Colombo, com "o céu de brigadeiro e mar de almirante"; depois de limpar sua ficha no legislativo municipal, TSE arquiva definitivamente pedido de cassação de seu mandato.

Acordo político na Câmara e com ex-adversário deixa a tucana Beti Pavin, prefeita de Colombo, com “o céu de brigadeiro e mar de almirante”; depois de limpar sua ficha no legislativo municipal, TSE arquiva definitivamente pedido de cassação de seu mandato.

A prefeita do município de Colombo, Beti Pavin (PSDB), conseguiu o arquivamento definitivo do pedido de cassação do registro de sua candidatura — e a diplomação — que vinha se arrastando há um ano.

A tucana conseguiu essa proeza depois de anular no final de março decreto municipal da Câmara de Vereadores, aprovado em 2009, rejeitando suas contas relativas à  sua gestão de 2001.

Paralelamente à  batalha jurídica, Beti Pavin também fez movimentos na frente política. Ela celebrou um acordo com o ex-adversário, Zé Vicente (PSC), que retirou todas as demandas judiciais.

Com o arquivamento do pedido de cassação pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a tucana diz que agora no município, região metropolitana de Curitiba, “o céu é de brigadeiro e o mar de almirante”.

Comentários encerrados.