Tributo de Veja exalta um Civita que nunca existiu; mentira até na hora da morte

do Brasil 247

Edição especial da revista dedicada ao empresário Roberto Civita destaca um editor equilibrado, que "abominava os extremos na política" e pregava a "busca honesta da verdade"; obituário feito pela revista Forbes, no entanto, aponta a Abril como uma das casas editoriais mais odiadas do Brasil, em razão da opção pela direita radical e de sua oposição clara ao Partido dos Trabalhadores.

Edição especial da revista dedicada ao empresário Roberto Civita destaca um editor equilibrado, que “abominava os extremos na política” e pregava a “busca honesta da verdade”; obituário feito pela revista Forbes, no entanto, aponta a Abril como uma das casas editoriais mais odiadas do Brasil, em razão da opção pela direita radical e de sua oposição clara ao Partido dos Trabalhadores.

Dificilmente, seria diferente. Mas já que Veja decidiu dedicar uma edição especial ao seu criador Roberto Civita, faltou aplicar critérios jornalísticos à  apuração. Das dezenas de páginas escritas sobre ex-presidente da Editora Abril, falecido há uma semana, emerge um editor equilibrado, apaixonado pela verdade e sem inclinações políticas ou partidárias.

Na carta ao leitor, escrita pelo diretor Eurípedes Alcântara, Civita é apontado como um editor que “abominava os extremos da política” e que montou uma equipe empenhada em “publicar na revista o resultado da busca honesta da verdade”.

Nada mais falso. O que transformou Civita em uma “referência”, como definiu a presidente Dilma Rousseff, foi justamente seu engajamento e sua opção clara contra o PT e qualquer iniciativa de natureza trabalhista ou popular. A diferença de Veja em relação a outras publicações de corte conservador e liberal, como a britânica The Economist, é o fato de que lá !“ ao contrário daqui !“ as opções políticas são assumidas abertamente por seus editores.

Sobre a busca honesta pela verdade, também não há amparo na realidade !“ os dólares de Cuba que o digam! De alguns anos para cá, Veja se destacou justamente pela busca apaixonada dos seus objetivos políticos !“ como ficou claro, por exemplo, na cobertura da Ação Penal 470, em que ministros do Supremo Tribunal foram vergonhosamente intimidados.

Por isso mesmo, a revista americana Forbes, que também tem inclinações conservadoras, escreveu um obituário mordaz !“ e mais preciso !“ sobre Civita. Segundo a revista, a Abril seria uma das “casas editoriais mais odiadas do Brasil”, em razão de sua opção pela direita e da oposição clara ao Partido dos Trabalhadores (leia a íntegra em http://www.forbes.com/sites/andersonantunes/2013/05/27/billionaire-roberto-civita-brazilian-media-baron-dies-at-76/).

Ao abraçar o radicalismo, Civita deixa um legado difícil para seus sucessores Giancarlo, Roberta e Victor, que serão tentados a manter a receita editorial do pai, num momento em que os dividendos políticos !“ e econômicos !“ desse modelo parecem estar chegando ao fim.

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. truco, 2014 !!!!!!

  2. Galera mal humorada. Só por ter trazido a revista Playboy o cara merece uma estátua.

  3. Mafiosos todos os barões da mídia são, uns mais do que os outros. Agora esse aí perto do nosso falecido cidadão Kane Marinho é um anjinho…

  4. Na capa da veja tá o menino que mudou o brasil: Mas na imprensa brasileira não constam que a policia do sul da florida espancou um menino de 14 anos.e os presos de guantanomo solitaram medicos civis. pois os medicos melitares são carrascos. obrigam os que fazem greve de fome na prisão a comer na marra.isso pode?cade a mafia dos direitos humanos que não vão lá…

    • Contraponto, vc deve ser um daqueles petralhas que só enxerga o que quer. Se preocupa com os presos de guantanomo que são poucos e esquece dos milhões de cubanos que são presos daquele regime fdp dos barbudos. Se
      liga cara.

  5. Hahahahahahahahahahahahahah, apaixonado pela verdade e sem inclinação politica ou partidarias????KKKKKKKKKKKK, OS CARAS PERDERAM O SENSO DE HUMOR MESMO!!SEM CHANCE!Sem inclinaçoes politicas???O defunto só falava do PT pô!!Como sem inclinaçoes politicas??É o fim da picada mesmo!! VAI MENTIR NO COLO DO CAPETA AGORA!!

  6. Um Italiano mafioso Á MENOS, para encher o saco dos BRASILEIROS!! A JUSTIÇA DIVINA EM AÇAO!! DEUS É BRASILEIRO!!

    • Esmael e demais o “PIG”, “Partido da Imprensa Golpista”, pirou com “a droga da sua própria hipocrisia” e a “overdose” acontecerá com a reeleição da Presidente Dilma com direito a surto psicótico antes!
      Hahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah!!

  7. Hoje o alvaro dias comentou no jogo do poder. que as redes sociais estão atenta aos maus politicos. claro a oposição apenas de acusar não apresentou durante 10 anos um projeto pró povo.se a presentou me corrijam!mas as redes sociais estão de olho nos deputados do pmdb paranaense a nivel estadual.porque os outros ja conhecemos.o rossone não suporta povo .hoje na assembleia ele mostrou quem ele é. a raiva dele era da prateia elogiar o pt,e vaiar o rossone .o rossone foi vaiado na seção da assembleia ao vivo,se a imprensa não mostrar é porque ele comprou.os pmdbista de quinta coluna tremeram junto com o demotucano. muitos da mesa gostaram e saia sorrisos . menos do stalin de bituruna..claro ogoverno quer enfraquecer o embrião do desenvolvimento que é a universidade.como muda a sede das unuversidade e a capital continua em curitiba? hoje o psdb começou a enfraquecer,o povo não suporta mais as besteiras do governo do estado.

  8. Partindo do princípio de que “o papel aceita tudo”, quem sofre com tudo isso é o A4 que vem sendo massacrado impiedosamente pela Velha Mídia Pig. O que tem de gente incompetente maltratando o bendito do papel com informações infundadas, é deveras preocupante. Com relação à “VERDADE” publicada pela Veja, com relação ao Civita, é sensato que relevemos o comportamento jornalístico pois, antes de tudo, existe o que chamamos de FIDELIDADE EMPREGATÍCIA… por conta do respectivo vínculo !. Porém, para nós que não temos quaisquer ligações com a Veja – por sinal, cancelei a assinatura a partir do início do BOICOTE ao Governo Lula (e agora extensivo ao da Dona Dilma), já no seu primeiro Mandato – podemos citar com BASTANTE LIBERDADE dois FATOS RECENTES vindos dos U.S.A. que CONTRADIZEM PEREMPTORIAMENTE o conteúdo publicado na aludida revista semanal (o resumo do respeitável Blog do Esmael já nos embasa suficientemente) : “ATÉ OS ESTADOS UNIDOS CONHECEM O PIG: LOS ANGELES TIMES…”e, agora, a FORBES. Em momento algum as famílias donas da Velha Mídia poderão se insurgir contra as aludidas matérias pois, nem Lula, nem Dilma, nem PT teriam encomendado a REPRIMENDA (no popular, mij…) pois “a coisa” vem da terra dos “amiguinhos que mandam”, no caso, o Jornal LA Times e a Revista Forbes. É por isso que eu sempre abominei os famigerados ATRELAMENTOS… !!!.

  9. A sorte desse cara era ser milionário ou não teria seis para pegar na alça de seu caixão para o enterro.

  10. Esmael e demais o “PIG”, “Partido da Imprensa Golpista”, pirou com “a droga da sua própria hipocrisia” e a “overdose” acontecerá com a reeleição da Presidente Dilma com direito a surto psicótico antes!

    Esmael melhor que muitos você sabe que esses maus políticos e administradores não cuidam daquilo que é da sua competência, imaginam que comandam equipes que podem moldar o fazer jornalístico na sociedade, dentro de uma lógica de mídia onde a intenção é defender interesses que podem interferir nos limites básicos da objetividade e da ética da informação. O que é lamentável saber (lí por aí) conforme pesquisa realizada pela Agência Repórter Social sobre a posse de rádios e TVs no Brasil por parlamentares constatou-se que pelo menos “um terço dos senadores e mais de 10% dos deputados eleitos controlam rádios ou televisões.” Aí que mora o perigo,ou seja, o duplo papel que os meios de comunicação exercem no nosso país. O papel enquanto espaço público de discussões, e ao mesmo tempo enquanto sujeito privado, através de interesses e pretensões mal explicados senão escusos. Esses são os maiores problemas éticos da comunicação no Brasil. Vamos ao óbvio: A mídia tem o papel de fazer a boa publicidade – exibir, dar a conhecer assuntos que estavam restritos a um grupo privilegiado de pessoas – e também propagar – difundir a informação. Isso deixa fácil um agendamento a respeito de temas que serão noticiados, através da condução de discussões. Ou seja, a mídia define qual tema o público irá discutir durante algum tempo! Mas quando o dono do veículo é um político ou alguém que financia campanhas políticas de fato é muito pior, porque ultrapassa o limite da ética jornalística e se torna aí sim um elemento desagregador da notícia, porque o que veículo de comunicação passa a defender não é mais uma posição do instrumento de mídia (jornal, revista, rádio, canal de televisão, etc…,) mas uma posição política do dono, que tem por objetivo assassinar a reputação de algum adversário em determinado espaço de tempo.
    E você como outras pessoas que são ícones das mídias alternativas, temos certeza está vacinado contra estes tipos de coisas!