“Feliciano está doente da cabeça e da alma”; assista ao vídeo

do Terra Magazine

Recordemos a espantosa coleção de estultices do deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP). Para alguns uma frase dele pode soar espertinha, engraçadinha, mas o conjunto da obra revela seu caráter. Agora ele calunia, mente sobre Caetano Veloso, agride e despreza outra religião, o candomblé.

O pastor mente e calunia ao dizer que Caetano submetia músicas à  aprovação de Menininha do “Patuá”. O erro no nome, Gantois, é proposital. O erro é proposital. Profundamente ignorante, desrespeitoso, situa a Ialorixá num tempo em que ela já estava morta há 12 anos.

Feliciano diz que Deus matou John Lennon: “Eu queria estar lá no dia que descobriram o corpo dele. Ia tirar o pano de cima e dizer ‘me perdoe, John, mas esse primeiro tiro é em nome do Pai, esse é em nome do Filho, e esse, em nome do Espírito Santo'”.

Qual Deus, qual religião prega assassinato como faz esse suposto pastor? A não ser quem tenha sérios desvios, que religião debocharia da morte de cinco jovens, como fez Feliciano com o grupo Mamonas Assassinas?

Disse ele sobre os integrantes da banda que morreram num acidente aéreo:

– Um anjo pos o dedo no manche e Deus fulminou aqueles que tentaram colocar palavras torpes na boca das nossas crianças.

O que pode existir de mais torpe do que essas palavras de Feliciano?

Talvez mais torpe seja entregar a própria mãe. Dizer, como ele disse, que assistia à  mãe “arrancar fetos de dentro das mulheres”. A mãe de Feliciano desmentiu, disse que não era bem assim, mas, verdade ou mentira, a frase revela o que é a cabeça do filho.

Há quem veja nisso só um jeito “ixpérto” de chamar a atenção. Esperteza à  parte, só a escolha da frase já escancara a profundidade da doença na alma e na cabeça de Feliciano.

O deputado apregoa que descendentes de africanos são amaldiçoados, que sentimentos homoafetivos são “uma podridão”, e que direitos para as mulheres podem levar à  “predominância homossexual”. Diz também que, antes dele, Satanás ocupava a Comissão de Direitos Humanos.

Com ares e fama de quem é “ixpérto”, mas parecido mesmo é com um grande beócio, Feliciano segue em frente. Mesmo acusado de estelionato, desfila nesses tempos de lassidão e mediocridade. Até que alguém, quem sabe um dos seus pares, dele se aproxime.

Alguém verdadeiramente religioso, próximo da divindade. Alguém que, com compaixão, chegue para Feliciano e diga a verdade:

– Amigo, você não é “ixpérto”. Você está é doente, tem uma doença na cabeça e na alma, procure ajuda, Feliciano, vá se tratar.

12 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Nossa denovo Esmael, porque vc não posta daquele amigo nosso que quebrarm o nariz dele em SC naquela boate lá, só pq deu um beijinho kkk ah vira isso… Vc tá bem ou te acertaram tbm kkkk!!!

  2. Esmael estou vendo que nos últimos dias o Governo entrou de sola no seu Blog, aqui quase todo mundo esta apanhando, começando por você, tem um grupo jogando pesado descendo a lenha sem dó, esta parecendo invasão de gafanhoto, por trás de tudo isso esta a inveja do sucesso de seu Blog, a repercussão do aniversário, os caras querem te dobrar a força, parabéns por ter saco e estomago forte.

  3. Primeiramente, gostaria de parabenizar ao Esmael pelas postagens de assuntos vinculados aos direitos humanos, o que inclui os direitos das mulheres, dos negros, dos homoafetivos, das minorias, enfim, ao mesmo tempo em que, como seu leitor, apelar para que ele não deixe de dar visibilidade a estes temas tão importantes para a edificação de uma sociedade mais justa, livre, igualitária e fraterna. Em relação ao vídeo, o mesmo nos conduz à necessárias reflexões sobre os perigos do fundamentalismo religioso, principalmente quando o mesmo busca imiscuir-se nos assuntos próprios do Estado na tentativa clara de subverter a laicidade que rege a nação. Neste sentido, todos quantos possuem um mínimo de compreensão de certos fatos históricos, sociológicos, antropológicos, e até mesmo teológicos, pertinentes ao tema, compreendem perfeitamente que a separação entre religião e Estado é fundamental para a preservação da democracia, das liberdades civis, da liberdade de consciência e de culto. Religião e política, diz-nos a razão, não devem misturar-se, amalgamar-se em perniciosa união, pois guardam funções diferentes e, do contrário, podem desenvolver o risco potencial de causar o rompimento do Estado Democrático de Direito, decorrendo daí a importância, a necessidade da preservação da laicidade do Estado e sua observância para todos os efeitos. Gostaria, outrossim, de esclarecer também sou uma pessoa que valoriza a vida espiritual, havendo recebido, como a imensa maioria de nosso povo, o batismo cristão. Mas quero dizer que sou um cristão emancipado, progressista, e que não permito a manipulação de minha mente, principalmente em se tratando de homens fanáticos, intolerantes, imprudentes e implacáveis; homens que se auto proclamam representantes de Deus, afirmando exercer uma função que não lhes pertence na dimensão espiritual (pois, em minha concepção, Deus não precisa estabelecer intermediários entre Ele e Seus filhos na Terra, haja vista que somos todos irmãos e Deus é nosso Pai, um Pai que ouve e ama, individualmente, a cada um de nós, por simples e frágeis que sejamos); homens que julgam e proferem condenações contra o semelhante, mas que, de espiritualidade mesmo não possuem senão um leve verniz, e cuja visão de mundo não se estende nem mesmo por um palmo além do próprio nariz. É preciso compreender, a bem da verdade, que tudo na vida evolui, inclusive a religião, e que esta não deve permanecer petrificada em dogmas, doutrinas e costumes que conspiram contra a razão, contra a evolução, a felicidade e a emancipação do ser humano, e que só fazem por gerar discursos de ódio, rancor, preconceito e discriminação contra os “hereges”, os pecadores, os diferentes, os que não aceitam a mesma e ultrapassada cosmovisão daqueles cujos corpos estão materializados no século 21, mas cujas almas permanecem vagando em sombrios tempos passados, escravizadas a certos paradigmas, conceitos e práticas há muito banidas dos corações daqueles que verdadeiramente acreditam que Deus é amor e que Jesus veio ao mundo para salvar e não para condenar as pessoas. Concluo pedindo a Deus, o Deus ao qual a Bíblia se refere como sendo a própria essência do amor, da benevolência, da misericórdia, que não nos trata como somos inclinados a tratar nossos semelhantes (uma vez que, se Deus assim nos tratasse, não estaríamos hoje aqui, vivos e interagindo uns com os outros), que não deseja que nenhuma alma pereça, mas que todas sejam salvas (e não há vontade, não há desejo de Deus que não possa se realizar, pois, do contrário, Deus não seria Deus), sim, que este Deus possa preencher o coração de Seus professos seguidores com mais amor, humildade, mansidão, misericórdia, compaixão e sabedoria. Que Deus possa guardar a nação brasileira dos perigos do fanatismo e do fundamentalismo religioso e inspirar, em nossos representantes no Congresso Nacional, e outras instâncias do poder público, a compreensão de que ali estão para representar a todos os (a) brasileiros (as), indistintamente; a trabalhar honesta e eficientemente pelo bem comum e o progresso da nação, e também para preservar o Estado laico e de Direito Democrático das pretensões dos que desejam minar-lhe as bases.

    • Lindas palavras Sandro Oliveira.

      • Penso como você, Sandro Oliveira. Deus é acima de tudo amor, para ele não existem cidadãos de primeira ou segunda classes. E o Brasil é um estado laico, deve acolher e amparar a pluralidade.

  4. Esmael

    Veja como são preconceituosos alguns missivistas que postaram neste tópico!!!

  5. Esmael nós sabemos que você é gay, mas vamos trocar de assunto.

  6. Esmael percebo que há uma fixação enorme sua em relação o Feliciano. Gostaria de ver vc tratando de assuntos mais sérios e pertinentes como os condenados do mensalão que assumiram a CCJ, uma comissão muito mais estratégica no Congresso… mas é claro que vc não vai tocar nos santos do PT: Genoíno e João Paulo Cunha.

    Com relação o Feliciano, esse comentarista de quinta categoria que aparece no Vídeo precisa aprender com Rachel Shehereazade e Alexandre Garcia (http://www.youtube.com/watch?v=uCPlS11HBD0), Opinião não é crime. Leia CF Art 5, inciso VI.

  7. Fantástico! Fantástico! Fantástico! Fantástico! Fantástico! Fantástico! Só isso que posso dizer.
    Pq não existe Deus nem religião nesse mundo que seja capaz de pregar o ódio e a morte. Feliciano coloca a sua igreja como escudo, falando que está sendo perseguido pela sua religião, mas está sendo perseguido pela sua mente doentia. Pq não existe religião nesse mundo que divulgue as sujeiras que estão na cabeça desse cara.

    • O que se pode esperar e quem acredita em uma TV como Essa e um Comentarista Politico que claramente assumiu ser Gay???? Esmael, você ja foi mais inteligente.

      • MM, existe assunto mais sério que o preconceito pregado por este doente e o bando de ignorantes que segue ele sem questionar os crimes cometidos pelo mesmo?? Se existe, vc me conte, pq o caso do Evangélico que vc tenta usar para desviar o foco, não tem o que ser feito, agora só é mais uma fofoca, mas este pastor maníaco ainda esta na ativa e detonando muita gente inocente porae. Se liga, o oreira.

        Fala Sério, vc só pode ser mais um crente preconceituoso pra ta falando uma asneira como esta. O gente ignorante. O pior é que ta cheio de gente sem noção COMO VOCÊ (rs). Deve ser mais um gay enrustido pra falar uma asneira COMO VOCÊ (rs), acabou de falar. Que q tem a ver se o cara é ou não GAY. Ignorância é a tua cara. Esta vontade de praticar o ato pelos fundos, sem coragem para assumir seus desejos esta na tua cara, ou na tua…

  8. Esmael, De novo esse assunto??? Já encheu!!! Vira o Disco. até parece que não tem assuntos importantes pra postar. Que tal sobre a medica do Evangelico, há novidades e não divulgam, por exemplo. Esse assunto do Pastor deputado… já Encheu o saco.