Richa diz que dívida do Paraná com a União é “impagável”

da Agência Câmara

Sete governadores tucanos participaram ontem (12) de reunião no apartamento do senador mineiro Aécio Neves, em Brasília.

Sete governadores tucanos participaram ontem (12) de reunião no apartamento do senador mineiro Aécio Neves, em Brasília.

O governador do Paraná, Beto Richa, afirmou nesta quarta-feira 13 que a questão mais urgente a ser resolvida na próxima semana com a presidente Dilma Rousseff é a renegociação da dívida. “à‰ o ponto mais urgente e que une todos os governadores. Ninguém suporta mais pagar algo que é impagável”, disse Richa.

Segundo o governador, a dívida contraída pelo Paraná com a União era de R$ 5 bilhões em 1998 e, atualmente, soma R$ 9,5 bilhões. “Isso porque nós já pagamos R$ 10 bilhões”, disse Richa. “O governo federal não pode agir como um agente financeiro, como um agiota”, completou.

Beto Richa disse ainda ser favorável à  alíquota única de 4% para o ICMS, mas destacou que o assunto não foi trazido para a discussão no Congresso porque não é consenso entre os governadores. “No médio e longo prazo todos sairão ganhando”, defendeu.

Ele participou de reunião no Salão Negro do Congresso que contou com a presença de 23 governadores. A reunião foi convocada pelos presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves, e do Senado, Renan Calheiros.

Comentários encerrados.