Olha aí gentalha: Renata Bueno discute formação de governo da Itália

Renata Bueno será a nova musa do parlamento italiano.

Renata Bueno será a nova musa do parlamento italiano.

A advogada Renata Bueno (PPS), ex-vereadora de Curitiba, teve seu nome oficializado, nesta terça-feira (12), como deputada do parlamento italiano. Em sua apresentação oficial na Câmara dos Deputados, recebeu a carteira de parlamentar e já participa dos debates para a formação do novo governo italiano.

Segundo ela, na próxima sexta-feira (15), quando acontece a abertura da primeira sessão legislativa, será escolhido o presidente da Câmara e terá início o processo para a definição do primeiro-ministro.

A tendência é que Pier Luigi Bersani, da coalizão de centro-esquerda, assuma o comando do Executivo!, adianta Renata, que é candidatíssima a musa do parlamento italiano.

Como representante da América do Sul, a deputada pretende atuar na área de relações exteriores.

Estamos em processo de formação de governo e escolha dos postos na Câmara e no Senado. O parlamento aqui é formado por uma série de grupos e eu faço parte de um grupo misto independente, eleito por meio de uma lista cívica. Porém, terei liberdade para votar com a coalização de centro-esquerda. Nas comissões temáticas, pretendo ocupar um posto na comissão que trata das relações exteriores!, adiantou Renata, após receber as credenciais de parlamentar em Roma.

Renata será a primeira brasileira a ocupar uma das quatro vagas destinadas aos italianos ou sul-americanos com dupla cidadania residentes na América do Sul. Ela participou do pleito pelo movimento USEI (Unione Sudamericana Emigrati Italiani), que conquistou 21 mil votos no Brasil e 18 mil na Argentina.

Durante seu mandato de vereadora, em Curitiba, Renata Bueno causou urticária nos colegas de parlamento ao chamá-los de gentalha! por que os marmanjos queriam informações sobre suas constantes viagens ao país da bota. Ela também costumava dizer que maioria do legislativo municipal era atrelada de corpo e alma! ao ex-presidente da Casa, João Cláudio Derosso.

Comentários encerrados.