Maron não quer largar o osso

Alceuzinho foi gongado no TRE.

Alceuzinho foi gongado no TRE.

O deputado estadual Alceu Maron Filho (PSDB) avisa que vai recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), que na tarde desta quinta-feira (7), julgou pela perda do seu mandato parlamentar, por ter trocado de partido.

Ele disputou a eleição, em 2010, pelo PPS. Na condição de primeiro suplente, o ex-limpinho saltou para o galho tucano.

Segundo o advogado do deputado, Guilherme Salles Gonçalves, o recurso de Maron, que será impetrado junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), será embasado nos três argumentos abaixo relacionados:

1. O próprio fato do julgamento ter se dado, tanto em relação a preliminar, quanto em relação ao mérito, por restrita maioria de três votos a dois, bem demonstra que a matéria é controversa e pode resultar em modificação com recurso ao TSE;

2. No caso da perda de mandato de deputado estadual, o TRE julga este tipo de processo como tribunal de primeira instância, pelo que só se poderá afirmar a certeza da perda de mandato no caso de futura decisão do TSE; e

3. A defesa do deputado Alceu Maron, mesmo respeitando a decisão do TRE, vai prosseguir com os recursos necessários para a garantia do mandato que lhe foi conferido por mais de 31 mil cidadãos do Estado do Paraná.

19 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Acho que tem alguns erros de tempo…1-durante campanha de dep.em 2010,Rubens Bueno,colocou o PPS a disposiçao do cand.Maron,televisao,propaganda e vindo pessoalmente ao litoral algumas vezes. 2-ficou na suplencia do PPS,votos do candidato somados aos outros condeguindo atingir o coeficiente da legenda. 3-apos aprox.2 meses trocou de partido pela quarta vez(PTB,PMDB,PPS,PSDB),4-josaine entra no pps apos saida de maron,tudo registrado na net,.5-quem confia em pessoas que trocam de ideologias conforme boas opurtunidades?Imaturidade e Ganancia fazem para o
    nosso povo…

  2. Ouve tanta perseguição que o Sr LIMPINHO foi ao ar ao vivo na TVCI descendo a lenha no Alceu, o LIMPINHO por poucas moedinhas ja tinha vendido o partido que seria trocado o comando no encerramento das filiações, diz que não foi perseguição, então o que seria?

  3. Temos que lembrar, houve perseguição no PPS, fato confirmado ao ir o referido partido para as mãos do Baka, adversário de Maron.

  4. A tá bom Ivan, convenceu…. superficial a sua contra-posição, um politico honesto não chega a lugar nenhum mesmo e tem mais, dois dias depois da expulsão de alceuzinho, como já dito por aqui, a equipe de Jozane Baka já estava a postos……… tinha até o nome da Paulete do Porto, ex PSDB

  5. Quem deixou o litoral sem representante foi o próprio Alceu, é só lembrar do clássico discurso (que qualquer um pode ver no youtube): “eu não sou de banco de reservas, eu sou pra ser titular!”.
    Sejamos bem sinceros, o Maron saiu do PPS porque tinha certeza que seria eleito prefeito pelo PSDB, só por isso…não tem Baka no meio nem nada…
    a culpa do litoral ficar sem representante é do próprio Maron e de mais ninguém…

  6. A familia Baka deixou o litoral sem o seu legítimo representante, acudindo a região de IRATI. Parabéns Jozane Baka e as vontades do Rubinho limpinho.

  7. TEM QUE ACABAR ESTA FORMA DE ELEIÇÃO(COLIGAÇÃO). OS EMPOSSADOS DEVERÃO SER AQUELES POR Nº DE VOTOS.
    AO PROIBIR A COLIGAÇÃO VOCE EVITA ESTAS BARBARIDADES.
    PARA O PARANÁ TANTO FAZ UM COMO O OUTRO, A REALIDADE O Nº DE DEPUTADOS TEM QUE DIMIUIR, ESTES CARAS SÓ DÃO DESPESA.
    PERGUNTA AOS LEITORES: QUAL O CUSTO/BENIFÍCIO AO SE VOTAR/ELEGER DEPUTADOS

  8. Perguntem para a presidente local do PPS, senhora Josaine Baka, que tanto lutou para tirar da cadeira de Deputado Estadual o Alceuzinho Maron, o que foi que o litoral paranaense ganhou em substituir um parnanguara pelo Dr. Felipe Lucas, de Irati. Nossa região perdeu a sua voz na assembleia e Irati ganhou o seu representante. Parece que o nome Baka ainda não está satisfeito com todo o mal que fez pela pobre Paranaguá. Mas 2014 não está tão longe e essa gente ainda virá para pedir o seu votinho. NÃO ESQUEÇAM!

    • Não sei quem e Baka, mas pelo amor de Deus não distorçam as coisas.
      para se candidatar precisa de um partido politico, esse senhor se candidatou pelo PPS e se elegeu, o mandato e dele e da sigla partidária que viabilizou e ajudou a sua candidatura tornar se realidade, vocês todos estão defendendo a traição como regra das coisas, tomara que seus filhos não leia seus comentários, pois isso e um péssimo exemplo. Vão atras do Deputado do Governador e do PSDB, não entenderam ainda quem são os culpado dessa Historia, quem se vendeu quem comprou.

  9. Correta a posição da Justiça. Ele mudou de partido. Não sou fã do PPS, mas este partido tem o direito a 3 representantes na Assembléia, pelos votos que obteve. Só para lembrar: apesar de serem da mesma base do governador, o PPS e o PSDB não estavam coligados…

  10. O que nos causa espécie, prezado Esmael e Srs. navegantes, é o fato de o respeitável TSE CONTINUAR LEVANDO TÃO A SÉRIO A TAL DA FIDELIDADE PARTIDÁRIA. Pelo amor de Deus, existem no Brasil mais PARTIDOS do que CARRINHOS DE CACHORRO QUENTE. Incumbir FUNCIONÁRIOS DE TÃO ELEVADO GRAU DE COMPETÊNCIA E CONSIDERÁVEL ÔNUS AO ERÁRIO a Fiscalizar as ARTIMANHAS EXISTENTES NO SUBMUNDO DOS PARTIDOS, SEUS ACORDOS E NEGOCIATAS é, no mínimo, subestimar A CAPACIDADE PROFISSIONAL e menosprezar os DIPLOMAS E A CAPACIDADE PENSANTE dessa plêiade !. Outro fato: Ou a ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO PARANÁ está BRINCANDO DE DIPLOMAR DEPUTADO ESTADUAL ou o TSE NÃO DEPOSITA CONFIANÇA NENHUMA NA ALUDIDA ASSEMBLÉIA, pois todo UM APARATO PREPARADO EM JANEIRO, DESGASTANTE, ONEROSO e com a mobilização de LÍDIMOS REPRESENTANTES DO PARANÁ E DO GOVERNO BRASILEIRO e que culminaram com a posse dos respectivos Deputados, ESTÁ INDO TUDO PRO RALO… APÓS DOIS MESES DO ALUDIDO EVENTO !!!. Finalmente, o que deve prevalecer: OS INTERESSES DO DONO DO PPS NO PARANÁ, o Sr. Bueno, – POR CONTA DE RIDÍCULAS FARPAS – OU A NECESSIDADE DE TODA UMA POPULAÇÃO DO LITORAL PARANAENSE EM PODER CONTAR COM UM SEU REPRESENTANTE NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO PARANÁ ?. Manifestamo-nos com toda a liberdade, até mesmo por não termos preferências ou quaisquer atrelamentos político-partidários ou ligações outras, afetas !!. Gente, alguém ESTÁ COMENDO BOLA… e a FATIA QUE CABE AO LITORÂNEO POR DIREITO !.

    • Senhores, o fato é que para ser candidato a qualquer cargo público no Brasil, o cidadão tem que se filiar a um partido. Maron era filiado ao PPS, e só se elegeu deputado porque o PARTIDO atingiu o coeficiente eleitoral necessário para eleger 03 deputados, se Maron fosse candidato solo (sozinho) não atingiria o coeficiente, ou seja, agiu de má fé com o partido que elegeu e principalmente agindo de má fé com o partido que o elegeu consequentemente agiu de má fé com todos 31 mil eleitores que nele confiaram o voto.
      A decisão do TRE corrige esta injustiça, e coloca no seu lugar quem de direito fez por merecer estar lá na Assembléia, Dr, Felipe Lucas.

    • Conta outra cidadão escreve tudo isso ai abaixo e assina com pseudônimos?

      Manifestamo-nos com toda a liberdade, até mesmo por não termos preferências ou quaisquer atrelamentos político-partidários ou ligações outras, afetas !!. Gente, alguém ESTÁ COMENDO BOLA”¦ e a FATIA QUE CABE AO LITORÂNEO POR DIREITO !

      • Pois é, Prezado JPS. Primeiramente, respeito o seu questionamento e lhe garanto manter o meu nome próprio a fim de manifestar-me nestes RESPEITÁVEIS ESPAÇOS, mesmo porque numa eventual busca seja através de consulta em cadastros de e-mails ou da origem da matéria eletrônica, não temos como nos esconder em pseudônimos !. Outrossim, tomo a liberdade de incluir no n/ comentário acima o que vai abaixo, pois assim se complementa a matéria postada, como segue : “- Ah!. Pelo que se depreende, cremos, o respeitável MINISTÉRIO PÚBLICO DE PARANAGUÁ – a nossa Advocacia Pública – à vista de percebido LITÍGIO já deve estar se inteirando dessas ocorrências e tomará, no devido tempo, as providências necessárias acerca desse MANIFESTADO ANTAGONISMO ENTRE OS RESPECTIVOS PODERES visando, assim, a GARANTIR A NOSSA CADEIRA junto à ALPR.” Cabe ao magistrado velar pela rápida solução do litígio”, PRÓ POPULAÇÃO, salvaguardando-a de possíveis ATOS INCONSEQUENTES !!!.”.

        • Não adianta chorar a regra é essa, o mandato é do partido, e o nobre ex-deputado já sabia disso quando entrou no jogo.
          Mas se a opinião pública prescionar, talvez um dia isso possa mudar, como o voto poderá deixar de ser obrigatório….Mas um dia……Lá no futuro…Só Deus sabe quando…

    • Sr Eudes com todo respeito, li seu comentário se eu entendi direito o Senhor ate por questão justa de defender a representatividade do litoral do Parana, aventa em seu comentário a defesa da infidelidade partidária, essa pratica e tão condenável e desleal com partidos menores quanto qualquer outro tipo de crime politico, que estamos cansado de ver todos os dias, eu sugiro que a comunidade do litoral do Parana com todo seu direito vá atras do Deputado vendilhão que roubou o seu voto e depois se vendeu para o PSDB, esse e um mercado em expansão compradores corruptores estão a solta como nunca se viu na historia politica do Parana, não tenho nenhuma simpatia pelo PPS e nem pelo Rubens Bueno, mais não há nada mais imoral no processo politico do que infidelidade partidária, tão imoral e danoso quanto a fidelidade conjugal, ninguém gosta de levar chifre. Que a justiça seja feita!!!!!

  11. Ex candidato a vaga de Deputado:

    Nao desamine pois ha vagas no Muffato, passa la entao

  12. Tem que acabar com essa prostituição na politica, foi eleito no PPS teve a sigla a seu favor em todos os aspecto horário politico no radio e tv espaço do PPS para se eleger, depois de eleito se vende para o partido do Governador que esta comprando tudo, por uma questão de justiça essa vaga de Deputado pertence ao PPS, o padrinho politico que crie mais uma secretaria para abrigar ele.

  13. o advogado é top no direito eleitoral, mas creio que ele não vá conseguir devolver o mandato ao maron.