Crea recomenda que governo não renove contrato de pedágio no PR; relatório prova que usuários estão sendo roubados há 15 anos

Engenheiro Alvaro Cabrini, do Crea, revela estudo técnico que todos já desconfiavam, mas não tinham como provar: as empresas de pedágio roubaram os paranaenses nos últimos 15 anos. Entidades que compõem conselho de usuários opinam pela não renovação de contratos com concessionárias das rodovias e encaminham denúncia ao Ministério Público.

Engenheiro Alvaro Cabrini, do Crea, revela estudo técnico que todos já desconfiavam, mas não tinham como provar: as empresas de pedágio roubaram os paranaenses nos últimos 15 anos. Entidades que compõem conselho de usuários opinam pela não renovação de contratos com concessionárias das rodovias e encaminham denúncia ao Ministério Público.

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) e o Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná (Senge-PR), divulgaram, nesta terça-feira (5), relatório com análises, considerações e recomendações ao governo do estado sobre o atual estágio de execução dos contratos de concessão de rodovias. No documento de 32 páginas (clique aqui para ler a íntegra), as entidades técnicas recomendam a não renovação dos contratos com as empresas concessionárias de rodovias que compõem o Anel de Integração.

Segundo o engenheiro Alvaro Cabrini, assessor parlamentar do Crea, o relatório do conselho de usuários, da qual o órgão faz parte, será encaminhado ao Ministério Público, à  Assembleia Legislativa do Paraná e demais autoridades para que tomem as providências.

O leitor deste blog soube em primeira mão, no dia 25 de janeiro, que a entidade de engenharia estaria estudando os contratos de pedágio (relembre clicando aqui). A renovação está prevista para 2021, mas as empresas pedagiadoras se articulam para antecipar a data. Fala-se em novo aditivo contratual ainda para este ano.

De acordo com o estudo do Crea e do Senge, as rodovias do Anel de Integração se encontram “em condições muito próximas das encontradas antes do processo de concessão”. Ou seja, os usuários foram enrolados nos últimos 14 anos. Nós, os trouxas, pagamos pedágio todos esses anos com a promessa de que as estradas receberiam melhorias. Cumprimos com a nossa parte no contrato, mas as empresas não cumpriram com a delas.

Cabrini faz ainda mais uma revelação bombástica: “Descobrimos que a duplicação da BR-376, anunciada pelo governo de Beto Richa, na verdade já está prevista há 12 anos em um aditivo feito em 2001, na gestão de Jaime Lerner. Daquela época até agora, os usuários da rodovia pagam compulsoriamente pela obra que ainda vai acontecer”, disse o engenheiro do Crea.

Em 1997, ainda na gestão FHC, o governo federal delegou ao Paraná 1.691,6 km de rodovias que deveriam ser mantidas pelo governo estadual em troca de cobrança módica de pedágio junto aos usuários. No entanto, os paranaenses assistiram nesses últimos 15 anos a cenas de roubágio! à  luz do dia.

A engenharia e os usuários (inclusive eu, você, nós) têm razão de levantar-se contra esse perverso modelo. A concessão das rodovias com o velho pedágio! cobra para descer a BR-227, de Curitiba rumo à s praias ou ao Porto de Paranaguá, valores que variam de R$ 7,30 para moto, a R$ 73,80 para caminhão com reboque e R$ 14,60 para automóveis.

35 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Pingback: Paraná passa a ter o pedágio mais caro do mundo após reajuste | Clik Tchê

  2. Pingback: Com “peso na consciência”, Assembleia isenta doentes crônicos do pedágio mais caro do mundo no Paraná | Esmael Morais

  3. sou caminhoneiro desde 87 estou no do stress com tantos roubos neste maldito paiz governados por poderes de maldita heranca portuguesa o parana se envergonha vamos a luta viver covarde ou morrer como homens live for notyng or die for somentyng lets go trucks drivers go to de war every body tanks

  4. Atenção!

    Este compromisso da 376 que já deveria ter sido duplicada a 12 anos, para mim não é novidade, este carnaval que o Sr Beto Richa fez alguns dias atras aqui em Ponta Grossa é pura palhaçada, pois com certeza ele já está no esquema do “ROUBAGIO”, Ministério Público com a palavra, pois aí tem.

  5. Cada vez que vejo o assunto pedágio, me sinto roubado. Lembram a estória de Robin Wood na floresta de Sherwood ? Onde o Rei, para aumentar a arrecadação, botava a soldadesca nas estradas e retirava dos colonos parte da colheita para encher suas burras ? Assim faz o pedágio no PR. Fica com parte de nossas colheitas (creio uns 20% !). E para que ? Simplesmente para bancar e eleger deputado e governador corrupto. E, pasmem, se arrecada tanto que eles tem até bancada na AL. Até quando vamos suportar isto ?
    Pior de tudo é que morre muita gente em decorrência das más condições nas estradas.

  6. VERGONHOSO isso! Cade o ministerio publico? Cade o povo que aceita tudo de braços cruzados? Se houvesse uma açao popular violenta, colocariamos esses ladroes pra correr.

  7. É brincadeira. Tem que vir o Cabrini pra fazer a denúncia que devia ser do Joel Leila. O nosso CREA só não tá morto por causa do Cabrini. Pena que o Piva não ganhou a eleição. Estamos sem presidente.

  8. Parana em Ação. E UM ASSALTO!

  9. Brasil , um Pais de Tolos, sem mais !

  10. A renovação de contrato por prazo maior que o mandato do governador é ilegal.

    • Com todo respeito Joel de onde o Sr tirou isso, seria muito bom pra ser verdade mais não e assim que funciona, a concessão e pra vinte anos o mandato e para quatro, sinceramente seria uma grande ideia talvez a melhor de todos, a de que administradores publico não tomasse compromisso nenhum alem de seu mandato, mais e exatamente ao contrario o que acontece e nem preciso citar aqui.
      Abraços..

      • BOM MESMO SERIA SE TIVESSE UM PROJETO DE INICIATIVA POPULAR, EM QUE OBRIGUE E AUTORIZE OS GOVERNADORES A RENOVAREM ESTES TIPOS DE CONTRATOS, SOMENTE ATÉ O TERMINO DE SUAS GESTÕES E NADA MAIS.

  11. Pode apostar que este contrato será renovado, pois nosso governador vai levar uma comissão bem gordinha para apressar a renovação deste contrato. Fora isso tudo, é o cumulo os preços praticados nesta região, que abrange inclusive a BR-277 ligando Curitiba a Foz. Ao meu ver o principal eixo que liga toda nossa safra agrícola e até mesmo do Mato Grosso do Sul ao porto de Paranaguá, e trata-se de uma pista simples onde carros competem com caminhões por todo o trecho. Muitas vezes acidentes acontecem por falta de opção mesmo e não por imprudência. Quem é que aguenta viajar a 40KM/k numa rodovia – onde o limite é de 110 km/h – atrás de um caminhão?

    O Governador Beto Richa já comprovou ao eleitor paranaense que só está no governo para usufruir do poder e do dinheiro a que tem acesso. Criação de diversas secretarias desnecessárias, cargos e mais cargos comissionados sem a menor explicação. Agora cortou o subsídio ao transporte coletivo e a Rede Integrada de Transportes (RIT) com a Região Metropolitana o que com certeza vai fazer subir o valor da tarifa. Provavelmente uma intenção de dar uma sujada na gestão do novo prefeito Gustavo Fruet.

  12. Conversa pra BOI dormir. Ninguem mais acredita nisso, até CPI dos Pedágios foi arquivada na Assembleia. O CREA quer aparecer apenas. O Contrato que o Lerner assinou tem clausilas Obscuras, que se rompidas, causarão uma multa do Estado, que quebrará o Estado por vários Anos. Por isso… é que nenhum governador se atreve a fazer isso.

    • A CPI vai apresentar relatório ,e o CREA está contribuindo com os Paranaenses na defesa de seus interesses é uma instituição séria e respeitada.
      Este comentário poderia ser usado por alguém com o Nick mentecapto!

  13. E aí Richa, o que você tem a dizer sobre isto? O PSDB está nos roubando há anos, enganando o povo. E ainda tem coragem de anunciar a duplicação em 7 anos e que não vai aumentar o pedágio. 14 anos de arrecadação. Prá onde foi a grana? Se a obra vai demorar 7 anos e for igual a via verde em Curitiba que era prá ser 2 anos e a previsão é prá 30 anos agora tamo ferrado.

  14. O texto é estritamente técnico. As conclusões acima são de exclusiva responsabilidade do jornalista.

  15. Ninguém seria contra o pedágio se fosse justo, agora, não fizeram nada, neste momento buscam mostrar serviço para a renovação, ainda, temos que pedir para que o DER assuma como no Rio Grande do Sul, o estado administre o interesse do POVO, pode as privadas participarem, sim, na prestação de serviços fiscalizados pelo estado….. como disse o amigo acima estão correndo contra o tempo….

  16. E quem vai pagar o salário destes políticos safados?

  17. E o deputado Ney Leprevost será que é contra a renovação dos pedágios? kkkkkkkkkkkkk

  18. Se não me engano um tal de Roberto Requião se elegeu governador do Estado sob a bandeira do: O PEDAGIO ABAIXA OU ACABA!

    E se não me engano mais uma vez, não aconteceu nem uma coisa nem outra, está tudo do jeitinho que Jaime Lerner (o mesmo que elegeu Gustavo Fruet do PDT e sua vice do PT para a prefeitura de Curitiba) deixou.

    • Olho só se o governador vendesse todos os paranaense para pagar a recisão… pq o contrato foi bem feito, e te pergunto por quem?????? e a nossa COPEL quase foi, a sanepar foi resgata nos ultimos dos 45 e são empresas excelentes…. só agora estão tropeçando…

    • kuakuakuakuakuakuakuakua… E TAO VEJA ISTO CATARATAS:Beto Richa anuncia o fim do subsídio ao transporte coletivo de Curitiba… E ve com bons olhos, as renovaçoes dos contratos dos pedagistas do paraná, mesmo com um relatorio do TCU, q prova q os usuarios estâo sendo roubados ha 15 anos.kkkkkkkkkkkkkkkk sera a indigestão de ter q engolir o PT na capital???fosse o O DUCCI q tivesse ganhado, o subsidio seria mentido???Isso ñ é meio estranho…? O mala sem alça ficou praticamente dois anos subsidiando o transporte coletivo, enquanto o DUCCI era o prefeito??!entao é assim!? O DUCCI perdeu, ñ ganhou, dai tira o subsidio dos tranportes para castigar os CURITIBANOS, só porq ñ votou no DUCCI??Ameu ver, isso tem um nome, ” É SABOTAGEM”!!Nestes dois anos, os prefeitos dos outros municipios do Paraná,porq, ñ reivindicaram os subsidios nestes ultimos periodos?? CAMBORJA DE LARAPIOS!! Me engana q eu goto!
      AQUI NO MEU QUINTAL, TUCANO Ñ APITA NADA!!!SÓ ME ROUBA COM MULTAS DE TRANSITOS, SÓ POR EU ESTAR COM ADESIVOS DA DILMA NO MEU CARRO!!CORJA DE LADROES!!

  19. ÓÓÓHHHH DESCOBRIRAM A AMÉRICA… PEDÁGIO É A MAIOR CAIXA REGISTRADORA DO GOVERNO DO ESTADO. SÓ MAQUIAGEM NAS ESTRADAS. E NA PRIMEIRA CHUVARADA, VOLTAM COM O TRIPLO DE BURACOS E RACHADURAS. E CADE O MINISTERIO PÚBLICO QUE AINDA NAO VIU ISSO? SÓ FALTA ESTE PODER ESTAR ENVOLVIDO E RECEBER SUA CAIXINHA MENSAL, PRA FAZER TANTA VISTA GROSSA.

  20. O pedagio não deve ser renovado. Chega de roubo, nova concessão só com concorrência internacional.

  21. É bom as entidades e o povo do Paraná ficarem espertos, pois o Richa disse que vai duplicar o trecho de Ponta Grossa a Apucarana, deu no jornal da RPC de ontem à noite e que disse que após as obras ficarem prontas, dizem que vai durar 7 anos e que não aumentará o pedágio e nem o tempo da concessão seria prolongado, mas e quem garante que por de trás dos bastidores que esses contratos já não foram renovados? É bom ficar esperto, porque tucano gosta de passar a perna.

    • Nessa notícia tem pulo do gato, quem vai pagar uma obra milionária como essa ? Se não haverá aumento do pedágio conclui-se que as concessionárias, pobrezinhas, não bancarão a obra. Então o governo do estado irá bancar a obra ??? Só que ele não pode fazer isso, porque é obrigação das concessionárias. E agora quem vai pagar a obra ????? O Papai Noel ???? Aí tem ….

  22. que o preço e caro eu concordo, mas as estradas tão muito boas.

    • Seriam boas se o valor pago fosse 10 ou 15% do que pagamos hoje. Considerando o valor que pagamos nos pedágios elas são péssimas… as empresas faturam milhoes e mais milhões e a única coisa que fazem e a manutenção e pequenas melhorias… algo que custa uma fatia muito pequena, pequena mesmo do que é arrecadado por elas.

    • E quanto ao IPVA qual é destino dele?
      E o licenciamento anual???

  23. O mesmo acontece em São Paulo, depois que o governo reformou as estradas passou para as concessionárias. Ganharam a concessão, estrada reformada, só meteram as cabines e começaram a faturar… e a encher os cofres do partido em questão nas eleições.

  24. KKKKKKK. O pessoal do pedágio esta tentando antecipar o contrato prevendo um futuro com a Gleice no poder em ate 2022. então e claro que governador de hoje vai homologar esse contrato.

    • As filas, principalmente na volta de Ponta Grossa, têm sido quilométricas nas praças de pedágios. O governo precisa, com urgência, tomar alguma providência. Não é justo pagar uma tarifa caríssima, para um serviço nessas condições!

    • Foi bem isso que eu pensei, enquanto lia o texto!