Charge do dia: Tarifa do ônibus a R$ 2,85 é cara demais!

Tiago Recchia - Gazeta do Povo (PR).

Tiago Recchia – Gazeta do Povo (PR).

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. hoje eu tiro o chapeu o chapel para rpc. esmael o jornal da 19 ,00 horas foi focado que é os empresario que dão o vale transporte para os trabalhadores,eu semple bati nessa tecla .agora veio a noticia correta ,e foi dito que os trabalhadores paga muma pequena taxa . essa taxa e 6% do salario bruto. quem ganha até hum 1000,00 reais vale apenas. mas quem ganha de 4000, en diante não vale apena pegar vt da empresa,porque é descontado 240,00 reias do salario.hoje a rpc disse a verdade .

  2. a fumassinha preta derrotou europa. e os hermanos felizes!

  3. errata .eu quis dizer que uma pessoa que ganha 700 reais por mes ,contunuará pagando 42 reais por mes .e referente o desconto dos 6% nesse valor que escrevi para ter uma ideia . essa passagen 2 vts por dia ,25 dias de trabalho por mes ,daria reais 275,00 ,o trabalhador pagaria somente os reais 42,00. o resto e a empresa que paga . eu sei que a passagem e 2,85 reais ,mas o trabalhador olhe contracheque, e faça as contas e vera que é somentte 6% o descontos dos vts .quem choraminga e os empresrios. pais de alunos que vão a escola de onibus, pagam somente meia passagem, ida e volta da uma passagem. mas os pais não devem reclamar ,por que isso investimento, investimento não pode contar e se negar com as dispesas,estudar os filhos é invistir. investimento não e facil ,mas é preciso.

  4. eu não vou interpretar charge. mas chega desse negocio de empurrar o povão ,contra o aumento da passagem do onibus! os usuario que trabalham registrados ,o patrão por lei é obrigado fornecer 94 % do valor pago aos seu empregado. quem ganha 700 reais , a passagem pode custar até 5 reais . mas o empregado continua pagando somente 6% desse valor. os empregados não precisa se preocupar com isso,mas e os patrões que se preocupa ,isso sai do bolso de quem tem . a gazeta do povo tambem da vale transporte para aqueles empregado que não tem carros ,e as outras empresas tambem,com rasão eles achar que está cara, eu conheci um empregado de jornal que todas as noite ele pegava onibus conosco…

  5. Na verdade houve um erro interpretativo do TIAGO RECHIA na charge.
    A fumaça deveria ser BRANCA, pois na analogia com o conclave papal, a PRETA significa que não há novidade.

    • Na verdade, a charge está correta. A “fumaça preta”, isto é, do “impasse democrático” é gerada pelos aumentos e desmandos absurdos relacionados à tarifa de ônibus sem o necessário detalhamento amiúde da planilha, só criando toxinas “hostis ao bolso dos estudantes e trabalhadores” que se solidificam e proliferam aumentando o tamanho da gigantesca CAIXA PRETA da URBS, que vai continuar “intacta” por mais uma gestão prefeitoral.

      Entendo que se a “fumaça fosse branca”, ou seja, “da solução derivada do voto democrático”, não sobrava um dos eternos administradores da URBS e uma AUDITORIA SÉRIA E COMPETENTE iria fazer um “pente fino” em toda a administração e movimentação financeira do órgão durante todos estes anos…

      Enfim, não quero mudar sua opinião, pois ambos parecemos concordar no mesmo ponto, COMO ESTÁ NÃO PODE MAIS FICAR !!!