Lula diz que não vai perder para vagabundo!

via CartaCapital

Lula participou da posse de Rafael Marques, novo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula.

Lula participou da posse de Rafael Marques, novo presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez na manhã desta quarta-feira 19 seu discurso mais enfático desde que foi divulgado o depoimento em que o empresário Marcos Valério, operador do mensalão!, o acusa de se beneficiar do esquema.

O que mais machuca os meus adversários é o meu sucesso!, disse Lula em discurso na posse da nova diretoria do sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

Só existe uma possibilidade deles me derrotarem: é trabalhar mais do que eu. Mas, se ficar um vagabundo em sala com ar-condicionado falando mal de mim, vai perder!.

As declarações feitas nesta quarta também foram as mais enfáticas desde que foi deflagrada a operação Porto Seguro da Polícia Federal, que investiga um suposto esquema de venda de pareceres técnicos fraudados de órgãos federais para empresas privadas. Entre os denunciados está Rosemary Noronha, ex-chefe do gabinete da Presidência da República na capital paulista, que chegou ao cargo com a indicação de Lula. O ex-presidente não respondeu nenhuma pergunta sobre o caso.

No evento, Lula disse que para a alegria de muitos e a tristeza de outros! vai fazer viagens pelo país. Em 2013, o presidente deve trabalhar para fortalecer o partido e candidatos regionais antes das eleições nacionais do ano seguinte.

Segundo a Agência Estado, líderes sindicais fizeram desagravos ao ex-presidente e espalharam faixas como Lula é meu amigo, mexeu com ele mexeu comigo!.

29 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O LUIZ ESTÁ ENGANADO: Não sou do partido do senador Arthur Virgílio.

    Minha primeira filiação, foi justamente no MDB em 1966, o que já foi ato de coragem. Fui secretário e delegado do partido.

    Fui despedido de emprego por causa da minha ideologia, encarei dificuldades nas escolas, fui olhado de canto de olho pois tido como subversivo.

    Preso duas vezes, por indignação e crime de opinião.

    Extinto o MDB, filiei-me ao PMDB, do qual fui presidente de diretório municipal lá na minha Santa Isabel do Ivai.

    Lá, e noutras cidades vizinhas, contribui para a organização do PT e votei em Lula em 2001.

    Fui engabelado pelas bandeiras das mudanças prometidas, da ética, da retidão.

    Hoje, estou no PV.

  2. Trabalhar mais que ele? Ele foi aposentado por invalidez por não ter MEIO MINDINHO. O que esse cara sabe sobre trabalho?

  3. Somos Todos Culpados

    Nunca faltaram vozes de denúncia desse caráter cruel de nossa sociedade. Inclusive vozes de reconhecimento de que é à nossa elite que ternos de debitar o desempenho medíocre do Brasil na civilização vigente. Cabe, agora, à nossa geração perguntar que culpa temos, enquanto classe dominante, no sacrifício e no sofrimento do povo brasileiro. Somos inocentes? Quem, letrado, não tem culpa neste País dos analfabetos? Quem, rico, está isento de responsabilidades neste País da miséria? Quem, saciado e farto, é inocente neste nosso País da fome? Somos todos culpados.

    Nossos maiores, primeiro, nós próprios, depois, urdimos a teia inconsútil que é a rede em que nosso povo cresce constrangido e deformado. A característica mais nítida da sociedade brasileira é a desigualdade social que se expressa no altíssimo grau de irresponsabilidade social das elites e na distância que separa os ricos dos pobres, com imensa barreira de indiferença dos poderosos e de pavor dos oprimidos.

    Nada do que interessa vitalmente ao povo preocupa de fato à elite brasileira. A quantidade e a qualidade da alimentação popular não podia ser mais escassa, nem pior. A qualidade de nossas escolas, a que o povo tem acesso, é tão ruim, que elas produzem de fato mais analfabetos que alfabetizados.

    Os serviços de saúde de que a população dispõe são tão precários que epidemias e doenças já vencidas no passado voltam a grassar, como ocorre com a tuberculose, a lepra, a malária e inumeráveis outras.

    A solução brasileira para a moradia popular, na realidade das coisas, é a favela ou o mocambo. Não conseguimos multiplicar nem mesmo essas precaríssimas casinhas de maribondo dos bancos da habitação e das caixas econômicas.

    Nossa elite, bem nutrida, olha e dorme tranqüila. Não é com ela. Desafortunadamente, não é só a elite que revela essa indiferença fria ou disfarçada. Ela se espraia por toda a opinião pública, como hedionda herança comum de séculos de escravismo, enormemente agravada pela perpetuação da mesma postura ao longo de toda a república.

    A triste verdade é que vivemos em estado de calamidade, indiferentes a ele porque a fome, o desemprego e a enfermidade não atingem os grupos privilegiados. O seqüestro de um rapaz rico mobiliza mais os meios de comunicação e o Parlamento do que o assassinato de mil crianças, o saqueio da Amazônia, ou o suicídio dos índios. E ninguém se escandaliza, nem sequer se comove com esses dramas.

    A imprensa só protesta mornamente e o faz quando ecoa o que se divulga lá fora. Parece haver-se rompido o próprio nervo ético da nossa imprensa, que nos deu, no passado, tantos jornalistas cheios de indignação em campanhas imemoráveis de denúncia de toda sorte de iniqüidade. Hoje, quem determina o que se divulga, e com que calor se divulga qualquer coisa, não são os jornalistas, é o caixa, é a gerência dos órgãos de comunicação. E esta só está atenta as razões do lucro.

    O que foi feito para pôr cobro a essa situação de calamidade? Na realidade dos fatos, nada foi feito. As vozes e o poderio dos que defendem os interesses do privatismo e as razões do lucro sobrepujam o clamor pelo atendimento das necessidades mais elementares do povo brasileiro. Nada é mais espantoso em nossos dias do que o fato de que quase ninguém se rebele contra o horror da paisagem humana do Brasil. Estamos matando, martirizando, sangrando, degradando, destruindo nosso povo! O conjunto das instituições públicas e das empresas privadas dessa nossa ingrata Pátria brasileira cios anos 90, o que faz, efetiva e eficazmente, é gastar o único bem que resultou de nossos séculos desta triste história: o povo brasileiro.

    Somos, hoje, uma parcela ponderável da humanidade. Somamos mais de cento e sessenta milhões de brasileiros. Seríamos uma latinidade nova e louçã se alcançássemos coisas tão elementares como todo brasileiro comer todo dia, toda pessoa ter acesso a um emprego e toda criança progredir na escola. Mas não há nada disso. Nem há qualquer perspectiva de que isso se alcance em tempos previsíveis, pelos caminhos que vimos trilhando.

    O lamentável é que temos tudo de que se necessita para que floresça no Brasil uma civilização bela e solidária. Herdamos uma das províncias maiores, mais belas e ricas do planeta. Somos um povo movido por uma incansável vontade de viver e de trabalhar, ativado pelo desejo mais intenso de felicidade, animado por uma alegria inverossímil para quem enfrenta tanta miséria. Contamos, ainda, com um corpo de empresários e de técnicos motivados e qualificados para a empresa de auto-superação que o Brasil tem que realizar.

    Seremos impotentes para realizar as potencialidades de nossa terra e de nosso povo? É mesmo inevitável que continuemos enriquecendo os ricos e empobrecendo os pobres? Existe, por aí, algum projeto nacional alternativo, já formulado, que nos dê garantia de redenção?

    Reiterar na rota política e no modelo de ação econômica que praticamos só nos dá segurança de perpetuação do atraso e até mesmo de genocídio, ou seja, de matança intencional do povo brasileiro, que é o que está em curso.

    A ordem econômica vigente no Governo FHC nada mais terna dar ao Brasil, senão miséria e mais miséria. O modelo de capitalismo que se viabilizou entre nós – aliás muito lucrativo – é impotente para criar uma prosperidade generalizável a todos os brasileiros. E, eles através de um Golpe de Estado querem inviabilizar um governo de inclusão social, distribuindo riquezas, um governo uqe pos mais de 60 milhões de brasileiros á consumir, mas eles, os demotucanos querem voltar, nem que para isso ocasionem um revolução de sangue e, usando o judiciário como apendice desse golpe.

    “Nosso povo preservará, depois dessa drástica cirurgia,
    a vitalidade indispensável para sair do atraso ou estará
    condenado a afundar cada vez mais no subdesenvolvimento?
    Quem está interessado em que o Brasil seja capado e esterilizado?
    Serão brasileiros?”

    * Capítulo do livro de Darcy Ribeiro, O Brasil como Problema, editado em 1995, no Rio de Janeiro.

  4. A tucanada tá com tudo aí…aprenderam o poder das redes…aulinha no ITV tá rendendo…bora galera postar no FC

  5. Pois é, Crhystian, e essa campanha de “Mexeu com Lula, mexeu comigo”, é mesmo um despropósito, uma afronta, um incentivo à violência, um atentado à livre manifestação do pensamento, das idéias.

    O Cara viajou pro Exterior um número de vezes maior que as vezes tão por ele criticadas que Fernando Henrique viajou.

    Leva em sua companhia, clandestinamente, uma assessora com “hospedagem privilegiada” e a gente tem que aguentar bravatas tipo “mexeu com ele mexeu comigo”.

    É de pelar o pescoço da gralha.

    De onde viemos, onde estamos, para onde vamos?

    • Aaaaaaaaaaaaaaa Vaderreto tucanadass do DEMO!! Quem sao vcs?? Talvez uns malas sem alças,q dependem de bolsas familias, as vezes nem trabalhar ñ trabalham. Ou entao sao uns zecas pimenteiras da vida, incompetentes ñ sabem trabalhar e fica falando dos outros. TEM MUITOS LADROES NO PARANÁ E NA CAPITAL, PRA VCS FALAREM MAL DE UM PRESIDENTE Q TIROU MILHÕES DE BRASILEIROS DA LINHA DA POBREZA… É COMO DIZIA UM AMIGO MEU…VAO TI CATAR!!! Ñ TEM MORAL PRA FALAR DO PT!!!

      PSDB{ partido sabotador dos BRASILEIROS]
      DEMO[ dá até medo de dizer o q representa essa sigla]
      PPS[ partido das putas socialeites.

      VADERRETO TUCANADAS DO DEMO!!!

  6. O Ex-Presidente Lula age como um sindicalista em dia de greve, com palavras de baixo calão, ofendendo a todos, com sua fala para o povão, quem o conhece sabe, é grosso, prepotente, acha que o povo deve a Ele a vida.

    Ledo engano caro Ex-Presidente, o senhor deve satisfações como a fortuna acumulada pela sua família, (vide filhos e etc), e demais atos, como proteção a amigos (considerada pela STF como quadrilha) e cargos, e apadrinhados, realizando negócios com o erário público.

    Até parece que no Palácio do Planalto e no Alvorada não tinha ar-condicionado. Ele sabe a platéia e a patuléia e discursa como quer, vê se em Paris ele disse o que falou no churrascão da pelegada, nada, tomou seu Romanné Conti e disse que era “mentira”.

    No mais, minha opinião não muda, ele manteve a economia como a do Real, seguiu a cartilha tucana, o mercado externo aquecido e etc favoreceu o Governo, a dívida interna triplicou, fez das bolsas tucanas, arma de voto e toma lá da cá, fato inconteste, assim, com o viés econômico obscuro, vamos ver a gordura petista e até 2014 se dura a fumaça da “moralidade petista”.

    Outrossim, o PT parece muito o partido nazista, sua crença quase cega ao líder.

    Sds.,

    CSW

  7. Diz Lula: “Só existe uma possibilidade deles me derrotarem: é trabalhar mais do que eu”.
    Então parece que será derrotado, porque, pergunto eu, – “Lula trabalhou quando”?

  8. E quem seriam os “vagabundos” neste caso? Os PTistas que hoje acusam Lula de ser o líder da quadrilha, ou a sua oposição que é burra e estática?

    Até onde eu sei Lula nunca foi “dado” ao trabalho e se foi algum dia metalurgico foi por não ter outra opção, já que não estudou e nem se preparou para produzir algo em outro setor.

    A frase: “Lula é meu amigo, mexeu com ele mexeu comigo”… mostra exatamente o que são os movimentos sindicais, as entidades estudantis e outros sangue-sugas que se acotovelam por ai para ganhar uma “boquinha” ou receber mais recursos públicos. Se Lula é mesmo amigo de vocês porque não o orientam a prestar esclarecimentos ao povo brasileiro sobre tudo que vem a tona neste momento? Já dizia minha sábia Vovó: “Quem cala consente e quem muito esbraveja tem culpa no cartório”…

  9. Uma perguntinha que não quer calar.

    São poucos os resultados realmente palpáveis obtidos pelas viagens do ex-presidente. E os destinos? Países que nada nos ofereciam em termos de comércio e nenhuma importância estratégica ou diplomática.

    A gente sabe como funciona. De repente, “pinta um convite” prá visitar determinado país. Tudo armadim prá mais um convescote.

    E, como se diz, quando se vai jantar fora, não se leva a marmita de casa. Fui claro?

  10. Iara:

    Há dois mil anos atrás, foi feita uma pesquisa popular e o resultado foi favorável a Barrabás.

    Filósofo do Barigui: Você leu o relatório do petista presidente da CPI?

    Os que votaram contra, leram…

    Bom mesmo que vá pra Procuradoria Geral da República e para a Polícia Federal, onde o pau tora, a cobra fuma, filho chora e mãe não vê.

    • Foram me chamar, eu estou aqui, o que que há???? Li Parreiras.

      INQUISIÇÃO ENTREGUE AOS MONGES

      Como bispos e príncipes nem sempre fossem zelosos e persistentes na caça aos hereges, em 1232 o papa Gregório IX entregou o Tribunal às novas Ordens mendicantes, especialmente aos dominicanos. Os Inquisidores realizam um trabalho realmente “científico”, elaborando Diretórios e Manuais para os processos. A máquina funcionava na França, Itália, Alemanha, Países Baixos, Espanha. O papa Inocêncio IV chegou a admitir o uso da tortura nos tribunais (1252).

      AS VÍTIMAS

      Inicialmente o objeto da Inquisição era apenas a heresia, abundante na época: cátaros, albigenses, valdenses, passaginos, josefinos, esperonistas, arnaldistas, luciferianos, begardos, etc. Também era suspeito de heresia quem conversava com um herege. Com o tempo, alarga-se o campo inquisitorial, incluindo quem praticasse sortilégio, bruxaria, necromancia, feitiçaria, adivinhação, usura, incesto, sodomia, blasfêmia. O Tribunal de Igreja tornou-se a imagem de uma sociedade totalitária que não admitia o diferente.

      O Manual ensinava ao Inquisidor 50 maneiras de que o demônio se servia para impedir o ato sexual, provocar impotência ou aborto.

      As mulheres foram as grandes sofredoras. Entre 1627 e 1630, quase todas as parteiras de Colônia (Alemanha) foram eliminadas. As “bruxas” (geralmente mulheres de má aparência) eram culpadas de todos os males da sociedade européia. Isso foi longe: ainda em 1721, em Freising, na Alemanha, a sala das torturas era incensada, celebrava-se a missa pelo bom sucesso do trabalho e se abençoavam os instrumentos de tortura. Isso vale para católicos e protestantes, pois todas as Igrejas da Reforma (protestantes, anglicanos e calvinistas) admitiram o uso da Inquisição.

      O PROCESSO INQUISITORIAL

      Após a composição do Tribunal, o Inquisidor proferia um sermão exortando todos à conversão e à colaboração. Seguia-se o Edito de Graça: os que se apresentassem num prazo de 15 a 30 dias recebiam a penitência com a absolvição.

      Expirado o prazo, era publicado o Edito de Fé: todos eram intimados à denúncia e os denunciados eram caçados e presos e sujeitos ao processo. A habilidade do Inquisidor fazia o réu entrar em contradição, pedir perdão, reconhecer o erro. Não se descobrindo culpas, o réu era absolvido. Havendo indícios de culpa passava pelo cárcere ou pela tortura.

      A lei eclesiástica admitia a tortura, mas não por mais de meia hora e que não se quebrasse nenhum osso. Os meios de tortura eram os mesmos dos tribunais civis da época, todos horrorosos.

      O réu arrependido, chegando-se à conclusão do processo, recebia penitência e era sujeito a humilhações. Se caísse novamente na heresia, a pena de morte estava garantida. Se o réu confessasse o erro, mas sem arrependimento, era colocado por meses em cárcere severo. Se mesmo assim persistisse no erro, morte pela fogueira.

      As sentenças eram publicadas de forma solene: uma grande procissão, acompanhada pela multidão, levava os acusados à igreja onde eram lidas as sentenças. No pátio, erguia-se a fogueira onde eram queimados os hereges impenitentes. Normalmente a multidão gostava de assistir a esse espetáculo macabro, quer por ver o falso triunfo da verdade, que porque a cultura era mesmo cruel.

      A Igreja, teoricamente, não aboliu a Inquisição, mas, no século XVIII, quando os Estados europeus a aboliram, a Igreja não teve mais meios de executar suas sentenças. A última execução de herege que se conhece foi na Espanha, em 1826.

      Podemos entender o mundo em que surgiu e progrediu a Inquisição, mas nunca justificá-la. Ela é um atentado ao Senhor misericordioso e paciente, um atentado à dignidade humana, um atentado às convicções religiosas das pessoas, como se os hereges estivessem na heresia por divertimento. Não se pode anunciar o Salvador que morre pelos inimigos torturando, prendendo, matando.

      A Inquisição foi possível porque deu-se mais importância ao Direito Canônico, à unidade da Igreja e do Estado do que à Escritura e aos Santos Pais.

  11. I Hitler!

    • É… Quem preenche todos os requisitos de sucessor do hitler,segundo tenho acompanhado, é o ministro jJOAQUIM BARBOSA. O Hitler começou de baixo, foi subindo e se tornou presidente da SUPREMA CORTE DA ALEMANHA… Igualzinho ao presidente do STF hoje em dia, e q tambem veio de baixo, angariando poderes e tambem como o HITLER na ALEMANHA se tornou presidente da estancia superior do BRASIL.Portanto tem todos os requisito do HITLER O JOAQUIM BARBOSA. Só fal ta ele matar milhares de cumunistas, como fez o HITLER…

  12. Vagabundo ?
    Quantos anos de carteira assinada o senhor tem ?
    Quantas aposentadorias o senhor tem ?
    Você está no lugar certo.
    Trabalhar mais do que ele…
    Desde quando sindicalista trabalha ?

  13. Gostei do que Lula disse, é bem a verdade o que ele disse. A última pesquisa para presidência da República em 2014 diz que os inimigos de Lula não têm a mínima chance.

    • Iara, hoje só existem dois candidatos a presidência da república, um deles é Lula e a outra é Dilma, mas isso é natural, já que o PT tem o governo federal nas mãos. Já vi candidato sair em pesquisas um ano antes do pleito com 63% e perder para o candidato que aparecia com tímidos 4%, portanto é sempre bom se ter cuidado e atenção, pois estamos há dois anos da eleição federal e muita água pode passar por debaixo da ponte.

      Lula só conseguiu eleger Dilma porque não tinha oposição, ou a oposição estava muito fraca, mas digo mais uma vez, atenção… nas próximas eleições algo me diz que teremos novidades a vista e partidos que hoje apoiam o PT estarão alçando vôo solo e isso pode complicar o projeto de governo do PT e de Lula. Eu confesso que não contaria com o ovo no C* da galinha.

      Eleição é momento e só Deus sabe como será daqui há dois anos, teremos uma guerra aberta pelo poder e isso pode prejudicar os dois lados que se julgam mais fortes, abrindo espaço para uma terceira via… entendeu?

  14. O Brasil, o contribuinte vitima dessa quadrilha , estar por muito ansiosa para vê na TV, a filinha dos quadrilheiros um atrás do outro caminhando nos corredores das prisões algemados de cabeça baixa .
    Esse será o presente de Natal para os brasileiros !!
    Presentão maior para o contribuinte , será quando o chefe maior , o homem do nunca viu nada, nunca sabe nada e nada viu , aquele quem + se beneficiou com toda essa podridão, ganhar um xadrez também .
    Assim lavaremos a alma com prazer!!!
    A maior prova de que um vagabundo pode vencer na politica , é o próprio Lula como exemplo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • SE PRECONCEITO DESSE CADEIA, COITADA DE VC LETICIA!!! ERA PRISÃO PERPETUA PRA VC!!!

      o teu preconceito fede mais doq o rio belem da capital, morto pelos tucanos do DEMO!!

      CONSULTE UM PROFICIONAL DA MEDICINA, UM ANALISTA!!!

  15. LULA e FHC, politicamente falando, são valentões, brigam entre si, mas na hora de enfrentar o HoMeM do Mapa da Mina fogem de fazer coador em suas camisas. Cadê vocês, LULA e FHC, por quê vocês não enfrentam o HoMeM do Mapa da Mina no debate público ? Na verdade, LULA, FHC e Cia. da mesmice já estão derrotados, digo superados, pelo HoMeM mais trabalhador que ambos e todos os seus, e, sobretudo, pelo tempo e pelas idéias do HoMeM, na condição de Estadista de Verdade, que busca não o sucesso pessoal como ambos, mas isto sim o sucesso pleno do bem comum do povo brasileiro. LULA e FHC são dois oportunistas temporais, o HoMeM, porém, é o escolhido do Grande Homem, para conduzir pelas idéias o povo brasileiro ao topo do mundo. Por quê vocês acham que LULA e FHC estão evitando o confronto com o HoMeM ? Eles já sentiram que o Bicho vai pegar em 2014. Aliás, o HoMeM já disse: “Esse Cara que o povo brasileiro espera há 512 anos sou Eu. Sou Eu, o Cara que veio para mudar de verdade o Brasil, a quem o Grande Homem confiou o grande projeto mudanças estruturais profundas. O resto é só sofismas, bravatas, palanquismo vazio, continuismo da mesmice e mais perda de tempo”. Portanto, comparados ao HoMeM, LULA e FHC são apenas dois impostores políticos temporais. E isso ficará muito claro no decorrer dos debates, caso LULA e FHC não continuem fugindo do debate público com o HoMeM.

    • HEHEHEHEHEHEH, O MEU CONTERRÂNEO AI, DEVE FUMAR UNS TRÊS QUILOS DE PEDRA POR DIA!!!

      • Boa Luizao…a pergunta: Ponta Grossa cidade ou Ponta Grossa de baguio, cabral…

        • Hehehehehehhehheheheheheheh, em 1973 quando então, em uma sala de aula no colégio Hildebrando de Araujo, na capital Paranaense eu cursava o terceiro ano primário. Num dado momento entrou na sala de aula, a diretora do colégio, éra uma visita de rotina e aproveitava o momento para avaliar o desempenho escolar dos alunos. Entao a diretora olhou para mim perguntou: LUIZ? VC NASCEU AONDE? EU RESPONDI, EU NASCI EM PONTA GROSSA…ELA, PONTA GROSSA É? EU DISSE SIM!! NASCI LA, ELA HUM… PONTA GROSSA FICA NO PARANÁ? PERGUNTOU ELA!!?!EU RESPONDI, Ñ SEI!!? RESPONDEU ELA; FICA NO PARANÁ LUIZ!! EU…OK DIRETORA.

          Mas quando essa diretora saiu da sala de aula… heheheheheheheheheheheheheheheheheheheh, tomei lhe uma babada da professora, q até hoje eu ñ me esqueço… disse a professora; ” POUCA VERGONHA!!! TERCEIRO ANO, E Ñ SABE Q PONTA GROSSA FICA NO PARANÁ!!” KKKKKKKKKKKKKKKK, A PROFESSORA ME DISSE: LUIZ? LIÇÃO DE CASA!!! ME TRAGA AMANHÀESCRITO EM SEU CADERNO DE PORTUGUÊS,DUZENTAS VEZES…” PONTA GROSSA ESTADO DO PARANÁ” Heheheheheheheheheheheheheh, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, eu nunca vou esquecer daqueles momentos!!!
          Um abraço Aline!! FELIZ NATAL!!!

  16. Bando…

  17. Os vagabundos demotucanos gostam mesmo é de “phoder” e poder com o povo.

    quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

    O listão dos 18 deputados e senadores da tropa de choque do Cachoeira na CPI

    … Horrível seria ter ficado ao lado dos que nos venceram nessas batalhas
    ( Darcy Ribeiro )

    Bancada pró-Cachoeira. “Vitória” na CPI ao melar o relatório.

    Derrotar o povo para proteger Cachoeira, Demóstenes e Perillo é vitória?

    A Globo esconde (a Veja nem se fala, está soltando fogos exultante com o fim da CPI do parceiro Cachoeira), mas aqui a gente dá nome aos bois.

    A bancada dos 18 do Cachoeira que votou contra o relatório do Odair Cunha (PT/MG) para proteger o bicheiro, e fazer pizza:

    SENADORES:

    Alvaro Dias (PSDB-PR)
    Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
    Jayme Campos (DEM-MT)
    Sérgio Petecão (PSD-AC)
    Sérgio Souza (PMDB-PR)
    Ciro Nogueira (PP-PI)
    Ivo Cassol (PP-RO)
    Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP)
    Marco Antonio Costa (PSD-TO)

    DEPUTADOS

    Carlos Sampaio (PSDB-SP)
    Domingos Sávio (PSDB-MG)
    Luiz Pitiman (PMDB-DF)
    Gladson Cameli (PP-AC)
    Maurício Quintela Lessa (PR-AL)
    Sílvio Costa (PTB-PE)
    Filipe Pereira (PSC-RJ)
    Armando Vergílio (PSD-GO)
    César Halum (PSD-TO)

    A bancada dos 16 senadores e deputados que votaram contra o bicheiro, contra a corrupção e a favor do povo:

    SENADORES

    Jorge Viana (PT-AC)
    Lídice da Mata (PSB-BA)
    Pedro Taques (PDT-MT) *
    Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM)
    Aníbal Diniz (PT-AC)
    João Costa (PPL-TO)
    Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) *

    DEPUTADOS

    Cândido Vacarezza (PT-SP)
    Odair Cunha (PT-MG)
    Paulo Teixeira (PT-MG)
    Íris de Araújo (PMDB-GO)
    Ônyx Lorenzoni (DEM-RS) *
    Glauber Braga (PSB-RJ)
    Miro Teixeira (PDT-RJ) *
    Rubens Bueno (PPS-PR) *
    Jô Moraes (PCdoB-MG)

    * Estes com sérias restrições: exigiram a retirada do indiciamento de Policarpo Júnior e pipocaram na hora de cumprir o dever de encarar o PGR.

  18. Uma perguntinha: As suites dos vários hotéis ocupados pelo ex-presidente não dispunham de ar condicionado?

  19. Esse é O CARA … de pau!

    E que negócio é esse de se mexer com ele, mexeu comigo. Quem é migo?

    Que eu saiba, luta de classes é tática leninista, mas essa “campanha” aí é incitamento à violência e violência é justamente a arma de mais fácil apelo para quem não aceita discutir, para quem não consegue nem explicar safadezas flagrantes.

    Que meda, sô!