Sede da montadora Nissan deixa o Paraná rumo ao Rio de Janeiro

via Folha de S. Paulo

Nissan vai se transferir para o município de Resende, no Rio de Janeiro.

Patrocinadora dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, a montadora japonesa Nissan vai transferir sua sede do Paraná para a capital fluminense em janeiro.

O escritório vai ocupar três andares e um salão de um dos prédios já construídos na região portuária da cidade.

A primeira fábrica da montadora no Brasil será inaugurada em janeiro de 2014, ao custo de R$ 2,6 bilhões. A unidade está sendo construída em Resende, na região centro-sul do Estado do Rio.

Em entrevista à  Folha, o vice-presidente de administração e finanças da Nissan no Brasil, François Dossa, afirmou que 80% dos funcionários paranaenses aderiram à  transferência.

A sede da marca tem 270 funcionários. No Rio, eles serão cerca de 350. “Vamos contratar mais pessoas no Rio de Janeiro”, afirmou Dossa. Na fábrica, serão mais 2.000 trabalhadores diretos.

O custo da transferência não foi informado, mas, para sua instalação no Rio, a Nissan recebeu diversos incentivos fiscais dos governos estadual e municipal.

Do Estado, serão R$ 5,9 bilhões como financiamento de 80% do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o investimento. O crédito poderá ser pago em até 50 anos, com carência de 30 anos.

Pela Prefeitura de Resende, a fábrica ganhou isenção de IPTU por 20 anos e alíquota de ISS (Imposto Sobre Serviços) de 0,05% para os custos com a obra, quando o normal seria de 3%.

O município concedeu isenção total do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis) e prometeu devolver à  empresa parte do ICMS com a receita gerada por ela.

De acordo com Dossa, a meta da Nissan é produzir no Brasil 200 mil veículos por ano e alcançar 5% do mercado nacional em 2016. Atualmente, a japonesa detém 3,41%.

15 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. o por que da transferencia estadual??

  2. desde criança meu interesse por mecanica,sempre destacado
    curiosiddade sem preço
    muitos dos meus amigos,estão, em certas montadoras e daí o interesse em tbm ser um destes profissionais.
    vontade ñ me falta!

  3. estas montadoras ,depois que sugam o estado, vão para outra região. mas esse choque errado de gestão comçou com lerner.agora tem o herdeiro.

  4. Nao falem bobagens pessoal…..a Nissan e a Renault sao empresas de um mesmo grupo. A Nissan estah saindo de Sao Jose dos Pinhais para a ampliação da Renault. O Parana nao estah perdendo, mas sim ganhando com a grande expansão fabril da Renault…

  5. Será que foi por causa dessa notícia que o Beto Richa viajou para não dar explicações a opinião pública paranaense.

  6. Adeus Nissan
    O ministro Gilmar Mendes fará o maior favor a nação brasileira se decidir as ADI pendentes sobre a guerra fiscal.
    A administração tributária não chegará a lugar algum, tem que ser na canetada, e os efeitos devem ser “ex nunc” a partir da decisão nenhum benefício deverá ser mantido.
    Do contrário vamos criar reserva de mercado para os atuais beneficiados, matando a livre concorrência.

  7. então é por isso que a Nissan é patrocinadora da Copa, para ganhar isenção de impostos no Brasil, pensei que ela adorava o futebol e o esporte,
    estes descontos de impostos é uma afronta ao povo do Rio e do Brasil, que vergonha ……….

  8. Empresas pra extorquir o estado, o município e nossa mão de obra, sintam-se a seguir o exemplo da Nissan! Isso sim parece corrupção ativa, os governos oferecerem esse tipo de “incentivo”!!!

  9. Dão um monte de incentivos para esses caras e na hora do vamos ver dão um belo pé na bunda do governo e do povo paranaense, pois esses incentivos são dinheiro público, o nosso, o seu e o meu.

  10. Mas para nossa sorte, continuamos com o melhor governador das galáxias. Nosso líder saberá como reverter o quadro. Provavelmente na volta de sua viagem ao oriente, nos traga novas boas!

  11. Uma a menos para poluir e explorar a nossa mão de obra!

  12. Esse é o “xoque de gestão” do gov. Beto Richa, ta fazendo o Paraná perder impostos e empregos.