Resgate de João de Barro mobiliza funcionários da Copel

por Bruno Henrique, via portal da Banda B

João de Barro estava com o pé quebrado. Fotos: Bruno Henrique/Banda B.

Um pássaro João de Barro foi salvo na manhã desta sexta-feira (16) depois de mobilizar equipes de reportagem e funcionários da Companhia Paranaense de Energia (Copel). O pé da ave ficou presa por um barbante que estava enrolado no fio de energia elétrica de um poste de luz na rua Júlio Perneta esquina com a Mamoré, no bairro Mercês, em Curitiba. O pássaro ficou perdurado em frente ao ninho, provavelmente no momento em que tentou levantar vôo. O pássaro João de Barro é conhecido pela sua tradicional casa de barro feita de forma oval.

A reportagem da Banda B coincidentemente estava no local, em outra ocorrência, e foi alertada sobre o pássaro por um taxista que trafegava sentido Centro. Imediatamente a Banda B entrou em contato com a equipe da Copel para auxiliar no resgate do pássaro !“ já que o ninho do animal e o fio responsável pelo acidente são de alta tensão. O primeiro contato aconteceu ás 7h20.

Em uma força tarefa, funcionários da Copel utilizaram uma escada e vários equipamentos para resgatar o pássaro. A equipe teve de, momentaneamente, cortar o abastecimento de energia elétrica para que tanto os profissionais quanto o pássaro não sofressem uma carga elétrica. à€s 9h10 o João de Barro foi finalmente salvo.

Com a pata quebrada e um pouco debilitado, o pássaro foi levado a um veterinário por uma equipe do GRPCOM, que acompanhou o resgate depois da chegada da reportagem da Banda B.

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Isso é refexo do Requião q deixou a gloriosa Copel redonda certinha, e o Beto quer vende-la, faz isso não Beto Lenner. 🙂

    • O que tem a ver uma coisa com outra?

      Devemos lembrar que o Beto não é dono da Copel, a empresa tem seus funcionários, que já estavam lá…

  2. Que exemplo bonito esse da Copel.n

    Nesta semana comprei uma briga com um babaca que tapou a entrada das abelhas na sua colméia em um poste na minha rua…

    O mané é tão insensível que ia deixar as coitadinhas morrerem lá dentro, por sorte, bem na hora que martelou um cabo de vassoura na entrada da casa delas, eu ia saindo de casa, vi e tomei as minhas providências…

  3. Exatamente o que eu ia dizer. Incrível a rapidez pra salvar um canoro exemplar silvestre da fauna paranaense. Não que a avezinha não tenha direitos animais de ser salva. Mas já testemunhei acidentado morrer na rua, por causa que o SIATE chegou mais de 3 horas depois de acionado. É, pelo visto quando houver acidentes com vítimas; ou latrocínio nas vizinhanças curitibanas, chamaremos uma equipe da Copel. Mesmo que seja apenas pra ficar relatando o que aconteceu aos funcionários que vierem no veículo. Ao menos eles mostraram chegam em tempo record.

  4. ACHO ESTRANHO A RAPIDEZ DO RESGATE DO PASSARO,SE FOR UM HUMANO QUE SOFRE ACIDENTE FICA DEITADO NO ASFALTO NO M INIMO 5 HORAS E DEPOIS MAIS 5 HORAS PARA SER ATENDIDO NO HOSPITAL, A NÃO SER QUE ESSE JOÃO DE BARRO SEJA O QUE CONTRUIU AS MIL CASAS POPULARES DO PREFEITO ZEZINHO EM DOIS VIZINHOS-PR OU DEVE TER SIDO CONFUNDIDO NA HORA DO PEDIDO DE SOCORRO COM ALGUM JOÃO HUMANO.KI KI KI KI KI .

    • Vizinhense . ! não sabe o que escreve nao o faça , pois a pobre ave nao deve nada a ninguen e 6 horas da manha ja estava enrolada pois ja estava a procura do seu sustento ,presta aten se nao respeitarmos os animais como pode respeita o ser humano , leia o comentario do Polaco e ve se cresse obrig>

    • Bem, o João de Barro pode ser ajudado pela Copel, uma pessoa acidentada não pode ser ajudada nem pelos parentes, somente por profissionais da Saúde. Outro motivo: são poucos animais que sofrem acidentes enquanto humanos infelizmente são muitos. Mas, é claro que seria ótimo que pessoas tivessem pronto atendimento. Isso é o que todos queremos no PR.

  5. Aqui já aconteceu isso,o JB se safou mas até hoje ele tem uma sequela na coxa esquerda.É esse defeito que o faz ser reconhecido,já que ele está sempre ciscando aqui por perto,sabemos que ele tem mais de dez anos.E a sua casa,que ficava em um pinheiro bravo,foi destruída a uns meses atrás pela empresa “ajardina” que sempre está podando por aí,sem nenhum critério e sem respeitar os pássaros ou as árvores em época de frutificação.Espero que o Gustavo coloque algum amante da natureza na SMMA.