Artigo de Ricardo Kotscho: “Mídia derrotada mais uma vez pelo PT de Lula”

Lula e Dilma na campanha de Haddad em São Paulo.

por Ricardo Kotscho*, via Balaio do Kotscho

Perderam para Lula em 2002.

Perderam para Lula em 2006.

Perderam para Lula e Dilma em 2010.

Perderam para Lula e Haddad em 2012.

A aliança contra Lula e o PT montada pelos barões da mídia reunidos no Instituto Millenium sofreu no domingo mais uma severa derrota.

Eles simplesmente não aceitam até hoje que tenham perdido o poder em 2002, quando assumiu um presidente da República fora do seu controle, que não os consultava mais sobre a nomeação do ministro da Fazenda, nem os convidava para saraus no Alvorada.

Pouco importa que nestes dez anos tenha melhorado a vida da grande maioria dos brasileiros de todos os níveis sociais, inclusive a dos empresários da mídia, resgatando milhões de brasileiros da pobreza e da miséria, e dando início a um processo de distribuição de renda que mudou a cara do País.

Lula e o PT continuam representando para eles o inimigo a ser abatido. Pensaram que o grande momento tinha chegado este ano quando o julgamento do mensalão foi marcado, como eles queriam, para coincidir com o processo eleitoral.

Uma enxurada de capas de jornais e revistas com quilômetros de textos criminalizando o PT e latifúndios de espaço sobre o julgamento nos principais telejornais nos últimos três meses, todas as armas foram colocadas à  disposição da oposição para o cerco final ao ex-presidente, mas a bala de prata deu chabu.

Na noite de domingo, quando foram anunciados os resultados, a decepção deve ter sido grande nos salões da confraria do Millenium, como dava para notar na indisfarçada expressão de derrota dos seus principais porta-vozes, buscando explicações para o que aconteceu.

Passada a régua nos números, apesar de todos os ataques da grande aliança formada pela mídia com os setores mais conservadores da sociedade brasileira, o PT de Lula e Dilma saiu das urnas maior do que entrou, como o grande vencedor desta eleição.

“PT !” O maior vencedor” é o título do quadro publicado pela Folha ao lado dos mapas das Eleições em todo o País. Segundo o jornal, o PT “foi o campeão em dois dos mais importantes critérios. Além de ter sido o mais votado no 1!º turno (17,3 milhões), é o que irá governar para o maior número de eleitores”.

De fato, com os resultados do segundo turno, o PT irá governar cidades com 37,1 milhões de habitantes, onde vive 20% do eleitorado do País. Com cidades habitadas por 30,6 milhões, o segundo colocado foi o PMDB, principal partido da base aliada.

“Em relação aos resultados das eleições de 2008, o total de eleitores governados por prefeitos petistas crescerá 29% em 2013, quando os eleitos ontem e no primeiro turno deverão assumir”, contabiliza Ricardo Mendonça no mesmo jornal.

Do outro lado, aconteceu exatamente o contrário: “Já os partidos que fazem oposição ao governo Dilma Rousseff saem da eleição menores do que entraram. Na comparação com 2008, PSDB, DEM e PPS, os três principais oposicionistas, terão 309 prefeituras a menos. Puxados para baixo principalmente pelo DEM, irão governar para 10,5 milhões de eleitores a menos”.

Curiosa foi a manchete encontrada pelo jornal “O Globo” para esconder a vitória do PT: “Partidos ficam sem hegemonia nas capitais”. E daí? Quando, em tempos recentes, algum partido teve hegemonia nas capitais? Só me lembro da Arena, nos tempos da ditadura militar, que o jornal apoiou e defendeu, quando não havia eleições diretas.

O que eles estarão preparando agora para 2014? Sem José Serra, que perdeu de novo para um candidato do PT que nunca havia disputado uma eleição, o ex-ministro da Educação Fernando Haddad, eleito com 55,57% dos votos, terão que encontrar primeiro um novo candidato.

Ao bater de frente pela segunda vez seguida num “poste do Lula”, o tucano preferido da mídia corre agora o risco de perder também a carteira de motorista.

*Ricardo Kotscho foi Secretário de Imprensa e Divulgação da Presidência da República no governo Luiz Inácio Lula da Silva. à‰ atualmente comentarista do Jornal da Record News e repórter especial da revista Brasileiros.

14 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Respeito muito a trajetória empresarial do Silvio Santos. De camelô a empresário de rede de comunicação. Mas dai, considerá-lo renomado …
    E Luiz Santos se revela racista e incoerente. Primeiro, porque chama Barbosa de crioulo, segundo porque abomina cotas, invenção do partido que ele diz não pertencer. E acusa sem provas, dizendo que Veja tritura. Veja denuncia.

  2. BOA TARDE PARREIRAS RODRIGUES!

    Se o renomado Silvio Santos “lesse” teu comentário diria: “Parreiras tu tens o ensino fundamental?).
    Eminente Parreiras, SEI que é difícil contextualizar ironias e suas respectivas aspas. Sou coerente e JAMAIS acusei e/ou acusaria alguém sem as devidas provas; o contrário do ministro supracitado ou seja, o crioulo-cotista! Ah! O ditado cuiabano é: LÉ COM CRÉ, OK.

  3. Jose Ronaldo
    Então voce não chegou a conhecer o Ministro da Educação do governo FHC, aquele mesmo que fechou os cursos técnicos no país.

  4. Ué, o Luiz Santos disse e se desdisse.

    Provas – juiz “crioulo-cotista” – eleitores esclarecidos via benesses – tutela de governados petistas, condenar sem provas, moleza inocentá-los…

    Francamente, Luiz, cadê sensatez e coerência, idéias conexas, isto é, lê com crê, rapaz!

  5. BOA TARDE ESMAEL!

    Não sou PTista, mas o Ricardo Kotscho tem suas razões! Sou assinante de “Veja” e essa revista tritura literalmente (sem as devidas provas) as lideranças petistas. Para a Veja o MENSALÃO é mais importante que tudo e seus editores e diretores têm orgasmos quando criticam os petistas e seus governos. É óbvio que as sucessivas derrotas da suposta elite brasileira é UM GOLPE para a imprensa engajada!
    Em síntese, com uma oposição nacionalmente acéfala e com eleitores “esclarecidos” via benesses e/ou tutela dos governantes petistas; será uma tarefa árdua “tirar” ESSE partido do comando! É mister esclarecer que É MAIS FÁCIL O SACI CRUZAR AS PERNAS, que ver os mensaleiros na cadeia, POIS vão recorrer a organismos internacionais do qual o Brasil é signatário e o que é pior: O ministro Joaquim “Crioulo-Cotista” Barbosa está condenando-os sem as devidas provas e aí será moleza inocentá-los!…

    LUÍS SANTOS
    Rua Dep. J. J. Pedrosa 199/AP. 1001 – CABRAL

  6. Quem perde com a eleição de pessoas como Haddad não é a mídia, como afirmam na matéria e sim o povo paulistano, pois este cidadão foi o pior ministro da educação que este país já teve e agora terá a sua frente a administração da maior cidade do Brasil. Meus pêsames ao povo paulistano, que cá pra nós, tem uma “quedinha” por PTista incompetentes e corruptos… hehehehehehe

  7. Ué, ninguém fala dos “postes” do Lula em Recife, Salvador, Fortaleza, Belzonti, Campinas, do fumo que o petê levou no Nordeste, logo lá.

  8. e meio estranho um neoliberal visitar a china ,quando jango foi a china , foi tachado de comunista pela undn ,e jornalões da epoca .

  9. O CANDIDATO DO LULA COMEÇOU COM 3% E TERMINOU ELEITO, O PSDB, DEM,PPS, VÃO FICAR MUITO TEMPO VENDO A BANDA PASSAR..RSRSRSR

    GANHAR DA TUCANADA É ALGO MARAVILHOSO… SE PREPARA GOVERNADOR TRALHADOR,,SUA VEZ TA CHEGANDO

  10. OS BADERNEIROS NAO ASSUMIDOS, O SERRA QUE ENCHIA O PEITO PARA DIZER…OS PAULISTANOS ESTAO RESGATANDO SUAS ORIGENS, QUEREM O MELHOR PARA S. PAULO. COITADO SE ACHAVA O MELHOR. A ULTIMA BOLACHA DO PACOTE…

  11. mande o texto na prisão para o jose dirceu, genoino, delubio, marcos valerio et caterva. esses são os eleitos pelo lula

  12. Ricardo Kotscko continua perseverante na árdua missão de desqualificar a própria classe. Um jornalista sensato concluiria que a vitória de Haddad deu-se não pela qualidade do poste, bastante discutível a sua passagem pelo Ministério da Educação.
    A Oposição paulista, Ricardo, simplesmente não soube se articular em torno de nome novo, mais afoito, mais atrevido. Na falta de tú, vai tú mesmo, disseram a Serra os apalermados líderes oposicionistas. O índice de abstenção visto em SP é bem uma prova do desinteresse da paulistaiada por qualquer um dos dois.
    Menas, Ricardinho, menas…

  13. QUE O PT APROVEITE ESTA SUA VISIBILIDADE E ASSUMA A RESPONSABILIDADES DAS MUDANÇAS QUE O BRASIL NECESSITA.

    VAMOS EM FRENTE BRASIL/LULAAA…