2!º turno em Cascavel, Oeste do Paraná, tem bang bang e prisão

Assessor parlamentar Nivaldo Missio (jaqueta preta) foi levado à  sede da Polícia Federal em Cascavel. Foto: divulgação.
A Polícia Federal prendeu ontem à  noite Nivaldo Missio, assessor do deputado estadual Adelino Ribeiro (PSL), flagrado distribuindo panfletos apócrifos contra o candidato a prefeito de Cascavel pelo PT, Professor Lemos. Outras quatro pessoas foram levadas à  Polícia Militar.

Segundo o último Ibope sobre a disputa em Cascavel, o petista lidera a corrida com 46% ante 45% do atual prefeito, Edgar Bueno (PDT), que concorre à  reeleição.

As pessoas detidas foram flagradas distribuindo panfletos apócrifos nas portas de igrejas evangélicas. Em um dos casos, foram dados tiros para intimidar quem tentava impedir a distribuição dos panfletos.

O material apreendido dizia que o petista Lemos, se eleito prefeito, “iria ensinar o homossexualismo nas salas de aula”.

Comments are closed.