Em Londrina, vice de Barbosa abandona a disputa

da Folha de Londrina

Barbosa Neto (PDT).

O empresário Clóvis Coelho (PTC) renunciou e não será mais o candidato a vice-prefeito de Londrina na chapa encabeçada por Barbosa Neto (PDT) – o PSDC também faz parte da coligação. Depois que a Câmara de Vereadores cassou o mandato do pedetista, no último dia 30, o cenário eleitoral começou a desagradar Coelho, que teme a disputa jurídica prevalecendo sobre a ”disputa no voto”. ”Quando coloquei o meu nome à  disposição eu planejei ajudar Londrina, eu pensei numa corrida pelo voto, na urna, e não na Justiça”, disse. O pedido de renúncia foi protocolado no Fórum Eleitoral ontem à  tarde.

Segundo Coelho, que chegou a admitir a possibilidade de disputar a prefeitura caso a candidatura do ex-prefeito fosse indeferida, a decisão de abandonar as eleições foi tomada na noite de terça-feira, depois de uma reunião com Barbosa. O empresário disse que continuará apoiando a coligação, porém, ”um pouco mais distante”. Evitando falar em arrepedimento, ele reconheceu que a incerteza quanto ao destino das eleições na cidade, onde o candidato pode ganhar e ser impedido de assumir levando até a um eventual terceiro turno, pesaram na desistência. ”Pode acontecer de tudo pela frente e eu tenho os meus projetos pessoais e profissionais.”

Clóvis Coelho atua em Londrina e região como assessor da presidência da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e estava licenciado para disputar as eleições, ”mas depois da cassação me perguntaram se eu voltaria para retomar os projetos, disseram que ainda daria tempo, então decidi retomar”. Em julho, a FOLHA noticiou que Coelho tem uma dívida de pelo menos R$ 125 mil com o município, como Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e Imposto sobre Serviços (ISS). Ele afirmou que alguns débitos já foram pagos, mas negou que a sua saída da campanha tenha relação com as pendências tributárias.

Para o presidente do PTC, Ulisses Sabino, a inexperiência política diante do cenário formado após a cassação de Barbosa Neto pode ter abalado o candidato a vice. ”Ele (Coelho) não é político, não está acostumado.” Sabino garantiu que o partido segue na coligação, apoiando o ex-prefeito, ”indicando ou não o vice”. Ele disse que tem alguns nomes para apresentar, mas ainda vai conversar com os líderes do PDT. Quanto a situação de Coelho no PTC, Sabino afirmou que ”não tem mágoa, ele continua conosco”.

A presidente do PDT, Dayane Medeiros, disse que os filiados foram surpreendidos com a decisão de Coelho e por isso ainda não tem o nome para substituí-lo. ”Ficamos tristes com a situação, mas agora vamos nos reunir com os partidos da coligação para indicarmos o vice.”

Conforme a legislação eleitoral, em casos de renúncia, a coligação deverá apresentar o nome do substituto em até dez dias após ser notificada da decisão judicial que homologou a saída do candidato.

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. DOAR-SE PELA CAUSA PÚBLICA É IDEAL QUE POUCOS PRATICAM”¦

    Barbosa Neto é um deles”¦.

    PDT, Partido na Nação Brasileira”¦, sob a inspiração do NACIONALISMO E TRABALHISMO”¦.., tem como OBJETIVO PRINCIPAL: L U T A R !”¦.

    Com todas as incertezas, BARBOSA VAI EM FRENTE”¦.., o objetivo principal é: LUTAR!”¦.

    AVANTE, BRAVO GUERREIRO!…..

  2. A manchete do Bonde, “ex-parceiro de Belinati é o novo vice de Barbosa”, com reportagem na qual aparece a foto de Barbosa Neto carregando nos braços o professor Carlos Alberto Castro Bordin mostra que o tiro das elites políticas, via pressão da FIEP para a renúncia de Clóvis Coelho (o vice anterior), saiu pela culatra. Agora é chapa puro sangue nas eleições de Londrina e Barbosa haverá de vencer, mesmo que em dois turnos, caso não retome a Prefeitura antes por medida judicial e defina a parada logo n primeiro turno.

  3. Eu soube dessa pressão da FIEP sobre o candidato a vide, Clóvis Coelho, uns três dias antes de consumada a renúncia. Já era esperada como mais uma pra cima do Barbosa Neto, imaginem a indireta ao funcionário da entidade: “depois da cassação me perguntaram se eu voltaria para retomar os projetos, disseram que ainda daria tempo, então decidi retomar”. Se não voltasse ‘a tempo’ adeus…

  4. DOAR-SE PELA CAUSA PÚBLICA É IDEAL QUE POUCOS PRATICAM…

    Barbosa Neto é um deles….

    PDT, Partido na Nação Brasileira…, sob a inspiração do NACIONALISMO E TRABALHISMO….., tem como OBJETIVO PRINCIPAL: L U T A R !….

    Com todas as incertezas, BARBOSA VAI EM FRENTE….., o objetivo principal é: LUTAR!….