Veja essa: Rafael Greca quer proibir prefeito de dormir

“O prefeito não deve dormir, enquanto houver pessoas dormindo nas calçadas”, diz peemedebista

Greca: “à‰ proibido cochilar”. Foto: Marcelo Andrade/ Gazeta do Povo.

A crítica do candidato a prefeito de Curitiba pelo PMDB, Rafael Greca, foi feita durante o primeiro debate eleitoral, na Rede Bandeirantes de Televisão, sobre o problema da drogatização e do número elevado de pessoas em situação de risco no centro da cidade.

O prefeito não deve dormir enquanto houver uma única pessoa em situação de risco deitado em uma calçada no centro da cidade, se o centro da cidade vai se transformando em uma ‘cracolândia’ (reduto de usuários de crack) em construção, se a marquise da Biblioteca Pública passa a abrigar pessoas em situação de risco, ou se a marquise do Bamerindus, onde a Marechal encontra a Rua XV, passa a ser moradia de 25 a 30 pessoas desvalidas!, disse o candidato.

No debate, Greca mencionou algumas obras sociais realizadas quando era prefeito da capital paranaense, entre os anos de 1993 e 1996.

Quem lembra de minha gestão, lembra da Linha Sopão, da Fazenda Solidariedade, dos Restaurantes de R$ 1,00, entre tantos outros projetos sociais que garantiam um mínimo de dignidade para as pessoas menos favorecidas!, ressaltou.

Segundo Greca, um prefeito deve entender as necessidades do povo e trabalhar por ele, não contra ele, porque um gestor público que ama sua cidade deve ter essa relação intrínseca com o assunto!.

Comentários encerrados.