Campanha de Ducci insinua que coordenador de Fruet promove autoflagelo! em propaganda

Guelmann (Dico Kremer).
A guerra dos cavaletes de propaganda em Curitiba está expondo as vísceras de campanhas políticas passadas, pois amigos de outrora agora se enfrentam nestas eleições e se deduram uns aos outros.

A coordenação de Luciano Ducci (PSB), candidato à  reeleição, disse que a acusação do adversário Gustavo Fruet (PDT), segunda qual a campanha do prefeito estaria vandalizando os cavaletes do pedetista, na verdade, é uma antiga tática lernista.

Segundo os duccistas, desde o Curtume 1 (da Rua Itupava) e depois no Curtume 2 (na Avenida Anita Garibaldi) , havia uma sala especial de autoflagelação! de materiais, de onde eles já saiam para as ruas com plaquinhas com os dizeres: Foi Requião que fez! ou Foi Vanhoni que fez!.

A tática lernista, de acordo com a campanha de Ducci, consistia em vitimizar o candidato.

Segundo os coordenadores de Ducci, na época, o responsável pelos comitês era Gerson Guelmann, ex-chefe de gabinete de Jaime Lerner !“ hoje general da campanha de Fruet.

O blog tentou contato com Guelmann, mas não obteve êxito.

Comments are closed.