Blogs são alvos de censura judicial no Paraná

Publicado em 8 agosto, 2012
Compartilhe agora!

Dois blogs paranaenses são alvo da Justiça Eleitoral. Num dos casos, o blog “Olho Aberto Paraná”, de Laranjeiras do Sul, terá que ficar 24 horas fora do ar.

Além da decisão da Justiça Eleitoral de censurar o blog por 24 horas, foi estipulada multa no valor de R$ 6 mil reais. A sentença também determinou que a seguinte mensagem fosse publicada na página:

“Encontra-se temporariamente inoperante por desobediência à  legislação eleitoral”.

O dono do blog Olho Aberto Paraná, Cezar Minotti, em protesto contra a censura judicial, postou nas redes sociais um vídeo com a música “Espinheira”, de Duduca e Dalvan (veja o vídeo).

Outro blog que reclama tentativa de censura judicial, por parte do prefeito Luciano Ducci (PSB), é do Tarso.

Segundo o advogado Tarso Violin Cabral, dono do Blog do Tarso, o prefeito Curitiba ingressou com uma representação na Justiça Eleitoral para que “o Blog não divulgue mais uma simples enquete realizada entre os leitores do Blog que preferiram Gustavo Fruet e Rafael Greca!.

Tarso explica que o juiz concedeu parcialmente a liminar, pedindo apenas para deixar mais claro que o Blog do Tarso realizou simples enquete, sondagem, que não é pesquisa eleitoral, e sim mera levantamento de opinião, sem controle de amostras, o qual não utilizam métodos científicos para a sua realização, dependendo, apenas, da participação espontânea dos leitores.

A seguir, a íntegra da letra da música de Duduca e Dalvan:

Espinheira

Eta espinheira danada
Que pobre atravessa pra sobreviver
Vive com a carga nas costas
E as dores que sente não pode dizer;

Sonha com as belas promessas
De gente importante que tem ao redor
Quando entrar o fulano
Sair o ciclano será bem melhor
Mas entra ano e sai ano
E o tal de fulano ainda é pior
Esse é meu cotidiano
Mais eu não me dano pois Deus é maior.

O mundo não acaba aqui
O mundo ainda está de pé

Enquanto deus me der a vida
Levarei comigo esperança e fé!

Eta que gente danada
Que esquece de vez a palavra cristã
Ah, eu queria só ver
Se Deus se zangasse e voltasse amanhã;

Seria um ?Deus nos Acuda?
Um monte de Judas querendo perdão
Com tanta gente graúda
Implorando ajuda com a bíblia na mão

Mais a esperança é miúda
E a coisa não muda não tem solução:
Nem tudo que a gente estuda,
Se agarra e se gruda, rebenta no chão

Compartilhe agora!

Comments are closed.