Ricardo Barros diz que TJ ainda não julgou mérito de habeas corpus

Secretário Ricardo Barros.

O secretário de Estado da Indústria e Comércio, Ricardo Barros (PP), esclarece em nota que entrou no Tribunal de Justiça do Paraná com pedido de trancamento de uma investigação “devido ilegalidades cometidas pelo Ministério Público de Maringá”. O pedido, segundo ele, foi recebido pelo desembargador Lídio Rotoli de Macedo.

Barros informa que o magistrado não concedeu a liminar porque não julgou o mérito do pedido por tratar de questões complexas que “demandam uma análise pormenorizada dos fatos até então narrados, o que não é possível, neste momento”.

Ricardo Barros salienta que confia no julgamento do mérito já que a ação comprova documentalmente ilegalidades e a interferência política do Ministério Público de Maringá. “Estou confiante no julgamento do mérito”, salienta o secretário.

Barros acrescenta ainda que pediu à  procuradoria-geral do Ministério Público do Paraná investigação para a responsabilização criminal pelo vazamento de informações de processos que correm em segredo de Justiça.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. o nosso pais precisa de transparencia total, precisa averiguar todos o fatos ou denuncias , haja a vista da necessidade de um pente fino, em todos o orgaos publicos na esfera municipal, estadual e federal e seus respectivos dirigentes,
    airton bacharel em ciencias contabeis e pos graduado em auditoria e pericia contabil

  2. Isso não vai dar em nada, o RB já deve tar contratado um batalhão de advogados, a mídia toda é comprada, e o povão que é tudo robotizado não lê blog, não percam seu tempo, até o dia 7 de outubro ninguém mais vai lembrar disso porque o povo tem memória de doberman. Agora”¦.se realmente o RB for preso e o julgamento do mansalão prenderem os caras, podem todos correrem para uma igreja, o mundo não passa de 2012 mesmo.

  3. No Brasil os Membros do Ministério Público são inimputáveis. Não adiante pedir providências contra Promotor e Procurador porque nada acontece.

  4. A suspeita deve ser estendida ao governo tbm ou nao?

  5. O governo Beto Richa não merece ter em seus quadros, uma pessoa dessas. Já avisamos os mais chegados ao gov. Ele precisa tirar a laranja podre da cesta, porque isso ainda vai dar fantástico.

  6. Merito? Ricardo barros foi gravado pela policia e MP.
    Ah se o Alborgheti tivesse vivo, ele diria
    CADEEEEIIIA PRA ELE !!!