Candidatos à  prefeitura de Curitiba são “reféns” de 2014

Os verdadeiros donos da bola: Requião, Bernardo, Richa e Gleisi.

Os principais candidatos à  prefeitura de Curitiba, em 2012, parecem estar presos à  lógica de outra eleição que não a deles, a de 2014, que interessa a seus padrinhos políticos.

Vamos aos casos concretos. O prefeito Luciano Ducci (PSB), candidato à  reeleição, teve que ceder o comando da campanha aos estrategistas do governador Beto Richa (PSDB), que tentará manter-se no Palácio Iguaçu em 2014. O marqueteiro de Ducci é Nelson Biondi, o mesmo que cuida do projeto reeleitoral de Richa.

Gustavo Fruet (PDT) também depende do PT para realizar seu sonho de administrar Curitiba. A lógica da vitória do pedetista está vinculada até a medula ao projeto eleitoral dos ministros Paulo Bernardo (Comunicações) e Gleisi Hoffmann (Casa Civil), ou seja, à s eleições de 2014. O marqueteiro de Fruet, Oliveiros Marques, é o mesmo que acompanha o casal ministerial desde outras jornadas.

O peemedebista Rafael Greca, que luta para retornar à  prefeitura da capital paranaense depois de 16 anos, igualmente, tem como principal padrinho nessa empreitada o senador Roberto Requião, que lhe garantiu em convenção a vaga para concorrer no pleito de outubro. Requião, por sua vez, pensa em arrancar Richa da cadeira que já foi sua em três oportunidades anteriores. O marqueteiro de Greca é César Setti, o Repórter das Estradas, que também serviu o senador em outras disputas.

O único dos principais candidatos que não tem padrinhos com olhos grudados em 2014, justiça seja feita, é Ratinho Jr (PSC). Essa independência tem despertado a cobiça dos mais importantes atores que almejam o governo do estado em 2014. Portanto, os marqueteiros das candidaturas de Ducci, Fruet e Greca tendem, a priori, dar um refresco para o moço do PSC nestas eleições de 2012.

Ratinho Jr está livre, leve e solto. Não interessa aos donos das principais campanhas na capital [Richa, Requião, Bernardo e Gleisi] tê-lo como inimigo número um na conjuntura atual.

Consciente do jogo em andamento, Ratinho tem citado sempre o livro Distraídos venceremos!, do poeta Paulo Leminski, mas faz uma ressalva: “distraídos venceremos, mas estaremos muito bem organizados para a vitória”.

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Curitiba precisa renovar tudo principalmente seu parlamento, acho que no quadro atual o único que não tem rabo preso com ninguém da situação é o Ratinho Junior, precisamos agora ficar de olho nos candidatos novos a vereador e vamos fazer campanha de não aos mesmos, para ver se conseguimos mudar vamos assistir com mais atenção o orário politico nestas eleições….

  2. Ducci está novamente refém de Beto quer dizer nada vai mudar …. O fruet não está refém de ninguém , somente tem parcerias alias que são ótimas

  3. Esse trósso de que o Gustavo “está preso ao Paulo Bernardo e à Gleisi” tá me soando meio forçado… Ele saiu do PSDB, se aliou ao PT, enfrenta umas críticas idiotas falando de mensalão… Se ele fosse sujo asssim, não ia ter um histórico de coisa ruim pesando sobre as costas dele? Ou “nunca é tarde demais para se corromper”??

    Eu discordo desta matéria.
    Exceto pelo Ducci e Richa, isso infelizmente não tem como negar

  4. Humm esse post me parece defender o ratinho jr.
    Na inha opinião ele está livre porque todo mundo sabe que ele não tem cacife político para comandar curitiba.

    • Se o Ratinho Jr. não tem, quem tem é estes que estão ai que só fazem algo próximo das eleições para enganar este povo Curitibano arrogante e provinciano. O geito é mudar não só esta corja que está na prefeitura mas também o parlamento que fede mais do que esgoto…

  5. Ninguém quer comer o queijo do rato…mas também né…ooo queijinho ruinn

  6. Voce ganhar o apoio e o incentivo de outros tudo bem, mas o que o Ducci faz com o Beto é brincadeira…

    de vez em quando eu até me confundo quem é o verdadeiro candidato

  7. Ninguém tem olhos grudados em alguem com falta de maturidade para assumir tal cargo! Pelo menos eu acho