Justiça rejeita ação do PSB e libera comentários de Fruet em rádio

Luciano Ducci (PSB) e Gustavo Fruet (PDT) travam guerra na Justiça.

A juíza da 3!ª Zona Eleitoral de Curitiba, Renata Estorilho Baganha, julgou improcedente ação proposta pelo PSB !“ partido do prefeito Luciano Ducci – para que fosse proibida a participação diária do pré-candidato a prefeito Gustavo Fruet (PDT) na programação da Rádio Mix 91,3.

A magistrada entendeu que as inserções de 1 minuto diário não caracterizam campanha antecipada e não tem potencial para interferir no rumo da disputa eleitoral de outubro.

Na decisão, Baganha afirma que os comentários de Gustavo Fruet consistem em críticas existentes com relação aos problemas da cidade!.

A juíza afirma ainda que os comentários e assuntos tratados tem característica própria de programa de variedades e comentários do político, pessoa pública, que o faz como membro de uma sociedade organizada e observando o que prevê a Constituição Federal no que diz respeito a liberdade de expressão!.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. o ducci e o beto escancaram na campanha antecipada.

    • É MESMO E TRIBUNAL DE CONTAS E O MP ONDE ESTÃO, E A SAUDE NUM CAOS.
      FUNCIONARIOS DA SMF ESTÃO TODOS CONTRA O DUCCI QUE PREVILEGIA ALGUMAS CATEGORIAS, SE ELE PENSA QUE IRÃO FAZER CAMPANHA A SEU FAVOR ESQUEÇA E MUITO MENOS VOTAR NESSE……

  2. Eu só quero saber de futebol e de Copa do Mundo, o resto não me interessa.

  3. Campanha já se faz desde o ano passado de ambos os lados e adjacentes… mas não adianta… o povão não entende quanto as nossas autoridades arrecadam, no que o dinheiro é, e/ou pode ser usado… eu só quero que entre o menos incompetente!

  4. O Gustavo esta ganhando todas e a eleicao esta mais facil do que ele imaginava…Pode mandar fazer o terno para a posse Fruet prefeito em 2013…

  5. 10 x 0 pro fruet, a cidade está um caos principalmente na saúde e o ducci ao invés de resolver os problemas só faz propaganda.