Em nota, UNE nega irregularidade e fuzila mídia ‘golpista’

20120609-185222.jpg

A íntegra da nota oficial da UNE:

Não nos causa espanto o ataque arquitetado por parte da imprensa conservadora contra a União Nacional dos Estudantes (UNE) e o conjunto dos movimentos sociais. Primeiro, foi a revista Veja. Agora, é pelas páginas do jornal O Globo que a microfonia da mídia golpista tenta nos atingir. A UNE é alvo porque participa da luta democrática para romper o monopólio que meia dúzia de famílias exerce sobre a comunicação no Brasil. A UNE está na mira porque demonstra a necessidade de imediata regulação das responsabilidades dos meios de comunicação.

à‰ importante deixar claro, em respeito a todos os que acompanham a nossa trajetória de 75 anos de vida, que a UNE não cometeu irregularidades e não é alvo de investigações de nenhum tribunal de contas. Se, o pedido de investigação feito pelo procurador do ministério público junto ao TCU apontar qualquer equívoco em nossa prestação de contas, !“ não há provas de que tenha ocorrido- será fruto de imperícia técnica, mas nunca de má fé.

Sobre um ponto da matéria publicada nesta sexta-feira, dia 8 de junho, pelo jornal O Globo, cobramos responsabilidade na veiculação e análise das informações e esclarecemos que a compra de alguns itens de vestuário foram feitas para a construção de instalações (artes visuais) e para o figurino de peças de teatro, atividades da Bienal da UNE, o maior festival estudantil da América Latina.

Sobre a compra de bebidas alcóolicas é necessário esclarecer que os valores referentes a estes itens constavam em algumas notas fiscais, mas não foram contabilizados como parte dos gastos com o dinheiro público. Ou seja, a UNE não usou dinheiro público para pagar esses itens. A montagem de camarins e uma intervenção artística sobre a religiosidade afro-brasileira no qual se utilizava cachaça, búzios e velas foram compradas com o dinheiro privado da entidade.

Quanto a existência de notas fiscais supostamente irregulares, a UNE esclarece que o processo de contratação foi feito via pregão eletrônico, por meio da empresa Terceiro Pregão!, especializada em licitações para o terceiro setor. A UNE cumpriu a sua parte contratual. Caso tenha ocorrido qualquer irregularidade por parte das empresas contratadas, a UNE apoia a investigação do ocorrido e a adoção de medidas legais cabíveis.

A União Nacional dos Estudantes participa das políticas de financiamento público a atividades culturais, esportivas e educacionais desde 1999, sempre cumprindo todas as exigências técnicas de seus convênios. Parte das nossas prestações de contas já estão aprovadas, sendo que algumas se encontram ainda em análise pelos órgãos responsáveis. A UNE reafirma seu compromisso de zelo com os recursos públicos e, se comprovado qualquer tipo de imperícia técnica em qualquer prestação de contas, compromete-se a saná-las de acordo com o que lei determina, inclusive, se for o caso, com a devolução de recursos. Dessa forma, a UNE reafirma também o seu compromisso com o Erário, honrando seus 75 anos de vida.

Infelizmente, para as poucas famílias que exercem o monopólio da comunicação no Brasil, ser verdade ou não é apenas um detalhe. O que importa, para eles, é a versão, sempre comprometida com os interesses das elites dominantes. A UNE já enfrentou batalhas piores contra estes mesmos personagens, por exemplo, durante a ditadura civil-militar. Esperamos que a Comissão da Verdade revele os responsáveis destas empresas pela cooperação com a tortura, o assassinato e outros crimes bárbaros cometidos pelo regime de exceção, assim como a luta contra a corrupção no Brasil revele as relações mantidas entre corruptores, como o bicheiro Carlinhos Cachoeira, e os donos destas mesmas empresas.

Como não nos intimidamos no passado, não nos intimidaremos agora. Pelo contrário, ampliaremos nossa luta pela democratização da mídia, por uma educação para todos e por um Brasil mais justo.

União Nacional dos Estudantes
08 de junho de 2012

11 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Acho que o TCU ta fazendo a parte dele, neste caso, mas queria ver o TCU fazer a parte dele nos contratos pra lá de nebulosos que a Globo tem com órgãos governamentais, quero ver o TCU fazendo auditoria nos contratos da família marinho que ta cheio de irregularidades… Vamos TCU se mexa e questione os problemas existentes também com os contratos da grande mídia, por isso não vai passar no JN.

  2. Esse contraponto parece as historias do vôvo Simpson…

  3. A culpa é sempre de quem denuncia……ao invés de explicar fatos, tentam desqualificar quem trouxe a notícia.

  4. o dinheiro da saude e educação despejado no ralo da midia grande .ainda que o metro internacional e errigado com dinheiro dinamarques.voceis não acham meio exagerado essa cassação de prefeitos ?o cabeçalhos de todos não é nem denunciado.deputados da assembleia que desviaram dinheiro?o ministerio publico não atua nesses casos..as grandes redes até as envangelicas também tucanaram.em 2010 ouvi tanto bobeira dos evangelicos sobre o aborto ,e outras coisas mais.mas a mascara de muitos falsos crentes um dia vai cair….

  5. a imprensa denuncia tudo, porque ela quer o dinheiro do governo, so para si .mesmo mentindo a imprensa luta para que a fatia aumente cada vez mais..mais dinheiro no bolso, a imprensa marrom pode manter os mentirosos e caluniadores na ativa…

  6. Gozado: Quando a gente fazia oposição ao regime ditatorial – o da milicagem, não esse ai, usávamos os mesmos termos ditos pelo Botéquio. A gente discursava e escrevia direita retrógrada, carcomida, corrupta e convocávamos os companheiros militantes a lutarem com energia e determinação.
    Igualzim, taliequali.

  7. escrevi burragem ? mas é uma metafora ,o comentario de ontem.é meu sonho de todos os paises que falam linguas neo -latinas sejam ricos .elogiei a italia.não é coisas de burros .eu escrevo coisas idiotas para pegar os inteligentes!

  8. ESPERAVA MAIS!
    Quem conhece e acompanhou a história da UNE e do Movimento estudantil, espera mais, para explicar as denuncias. Pelo que li, é o TCU que está investigando e tem denuncia até de compra de bebida alcólica com os recursos do convenio.
    Então, que tal explciar melhor isto, em vez de creditar toda a culpa à imprensa?
    A pouco tempo vimos Ministros e Ministros creditando culpa à imprensa, sobre denuncias de desvios e corrupoção. E logo após, vimos a “coitada” da Dilma tendo que demitir e reconhecer que as denuncias eram verídicas.
    Então, em vez de creditar toda a culpa à imprensa ou até mesmo ao TCU, que tal explicar melhor isto.

  9. A União Nacional dos Estudantes deve partir prá cima do Ministério Público, do TCU, acho eu. A Imprensa, inclusive nossa Gazeta do Povo, está simplesmente cumprindo a sua tarefa de divulgar fatos relevantes.

  10. firmeza companheiros. Toda energia e determinação
    para enfrentar essa mída golpista e corrupta da elite retrógrada
    e carcomida.

  11. foi proibido a une em 64 .agora querem de novo apagar e sujar a legitimidade da classe estudantil. essa crise da espanha e europa ja rotineiro .o ex presidente geiser descursaou um dia dizendo que em 1974 havia 15 milhões de desempregados no mundo rico,e era os paises subdesenvolvidos que pagavam a conta…naquela epoca 1974 o brasil era um grande importador de petroleo. ai houve uma alta de 10% por barril de petroleo ai as economias não aguentaram ,ai foi criado o proalcool…