Governo do Paraná vai gastar R$ 17 milhões para fiscalizar pedágios

Segundo reportagem de capa do jornal Gazeta do Povo, edição deste domingo (15), o Departamento de Estrada e Rodagem (DER) vai gastar nos próximos 18 meses R$ 17,1 milhões para fiscalizar as rodovias pedagiadas do Paraná.

De acordo com o jornal, o órgão governamental contratou 11 empresas — sem licitação, é claro — para auxiliar os técnicos do DER na fiscalização de trechos rodoviários divididos por região (cidades-polo).

O governo alega que o dinheiro gasto será proveniente das próprias empresas concessionárias, que repassarão os recursos para o caixa do DER. Coisa no mínimo estranha.

Imagine você, caro leitor, pagando diretamente do seu próprio bolso o guardinha de trânsito que tem como tarefa principal aplicar-lhe multas. Se o agente exagerar é simples: basta cortar-lhe o “oxigênio”, ou melhor, a grana que o “bicho” fica manso…

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Foi sem licitação mesmo? Na matéria diz que foi com licitação.

  2. A escolha das empresas foi feita por licitação. Inclusive num dos textos o diretor do DER conta que a licitação foi encaminhada antes dos relatórios do TCU e do TCE.