MP manda demitir 95% dos funcionários da Câmara de Campo Largo

Veja essa, caro leitor. A promotora de Justiça Nayani Kelly Garcia, de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, recomendou que Câmara Municipal exonere 95% dos funcionários comissionados.

Segundo a promotora, dos 167 funcionários da Casa apenas 2 (dois) são efetivos, que prestaram concurso.

Para regularizar a situação há duas saídas para as Câmaras ou demite sumariamente os comissionados ou realiza concurso público. O diabo é que não há tempo hábil por causa da lei eleitoral.

A promotora, responsável pela recomendação, destaca em documento enviado à  Câmara que, conforme previsto na Constituição Federal, nomeações de servidores em cargos em comissão devem ser exceções, não a regra.

Nayani cita ainda a Lei Municipal n!º 2256/2010, que prevê para a Câmara, entre outros pontos, um quadro de 13 cargos efetivos e 9 comissionados. Foi dado prazo de 90 dias para o Legislativo fazer as adequações propostas.

Pelas contas do MP, a Câmara campolarguense teria que abrigar apenas 22 funcionários (13 efetivos e 9 comissionados). Resumo da ópera: ali tem uma “gordurinha” de 145 almas que, se demitidas, farão uma falta danada nas eleições de outubro…

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. a corrupção de campo largo ,e minima pelo o tamanha da corrpção curibano ,poi o nipotismo corre solta no governo do parana .o ministerio para ver isso precisa de olhos e ouvidos ,e corpos binicos.o parana ta precisando do capitão america . a ministra calmon deveria passar pelo parana ,e colocar o seu poder de justiça .para o ministerio publico começar a trabalhar ,e rever a familia richa no governo ,paga com dinheiro publico .mas a midia não denucia pois o realduto e grande ,para as empresas de radios e televisão1

  2. O povo paga a conta e merece o governo que tem. O que o povo de Campo Largo não enxerga o Minist.Público vê, e quem atua no serviço público sabe que desde 2006 o MP está pedindo para ser regularizada tais situações, e cá entre nós, são apadrinhados políticos engordando feito suínona chácara (não desrespeitando o animal, por evidente).