Bibinho é preso novamente nesta terça-feira

por Fernanda Leitóles, via Gazeta do Povo

Bibinho foi preso novamente.

O ex-diretor-geral da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), Abib Miguel !“ conhecido como Bibinho – foi preso novamente nesta terça-feira (6). O entendimento do Ministério Público do Paraná (MP-PR) é de que Bibinho estaria atrapalhando o andamento do processo e por isso o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) pediu a prisão preventiva dele.

Abib Miguel foi encaminhado para a sede do Gaeco, do Ministério Público do Paraná (MP-PR), em Curitiba. A informação foi confirmada à  reportagem da Gazeta do Povo pelo coordenador do Gaeco, procurador de Justiça Leonir Batisti, à s 13h45.

A prisão preventiva foi decretada pela juíza à‚ngela Regina Ramina de Lucca, da 9.!ª Vara Criminal de Curitiba.

Mesmo após os laudos que confirmaram a sanidade mental de Bibinho, a defesa tentou impetrar novas petições para impedir a continuidade do processo, de acordo com o procurador de Justiça.

A assessoria de imprensa do MP-PR informou que Bibinho foi preso no início desta tarde, quando saía de um restaurante em Curitiba.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Porque tanto alarde, sabe-se na Alep só houve o desvio de 300 milhões…

  2. o bibinho me faz lembrar do fime (saco de pancada)sera que so ele tem culpa ?por que a justiça não pega peixe grande .o judiciario do brasil se fosse imitador do americano ,ja estariamos melhores!

  3. “a defesa tentou impetrar novas petições para impedir a continuidade do processo, de acordo com o procurador de Justiça”…

    ESTA PRISÃO ESTÁ CHEIRANDO “CERCEAMENTO DE DEFESA”.

    Que o GAECO sempre agiu desta forma, todos já sabiam, agora uma magistrada…

    Alguém precisa esclarecer melhor esta história…

    Imaginem o ABSURDO de clientes – que se encontrem em liberdade provisória – solicitarem a seus defensores (advogados) que não interponham muitos pedidos judiciais, POIS TEMEM RETALIAÇÃO DO PRÓPRIO PODER JUDICIÁRIO ???

    AONDE ISTO VAI PARAR ???