PT estuda ação judicial para cancelar sessão que votou privatização da saúde

Enio Verri: PT estuda medidas judiciais contra sessão escondida.

A bancada do PT na Assembleia Legislativa do Paraná está analisando, nesta tarde, a possibilidade de ingressar na Justiça para cancelar a sessão que onte votou o projeto criando as Organizações Sociais (OSs) em serviços essenciais do Estado.

O deputado estadual àŠnio Verri (PT), líder da oposição, confirmou que a bancada está procurando brechas legais para invalidar a tumultuada sessão de ontem.

Num ato arbitrário, a direção da Assembleia proibiu ontem e hoje que a população acompanhasse a votação do projeto do governador Beto Richa (PSDB) que privatiza os serviços públicos. Paralelamente, impera na Casa um clima de terrorismo e ameaças contra funcionários ligados aos gabinetes oposicionistas.

Verri estranha a pressa do tucano para aprovar a medida no parlamento. “Nunca vi isso antes. Em apenas três dias o governador fez aprovar o projeto das terceirizações, que na prática significa privatizações”, disse.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. No Paraná não pode privatizar, mas em nível de Gov. Federal (União), pode privatizar? Salario minimo nacional pode ser de 545,00, e o piso regional do Paraná tem que ser superior a 817,78? Qual é alógica desse partido?
    Oposição por oposição, continuísmo de políticas neoliberais no Brasil. Partido dos Trabalhadores, quem te viu, quem te vê!!! Esse não é o meu PT que conheci na minha juventude no inicio de 80.