Paraná Pesquisas: Pedetista também venceria no 2!º turno

via Gazeta do Povo

Anúncio de filiação de Fruet ao PDT, na UFPR, foi marcado por simbolismos.

Em um eventual segundo turno para definir o próximo prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) venceria os confrontos contra Luciano Ducci (PSB) e Ratinho Júnior (PSC). Se a eleição fosse hoje, o pedetista teria entre seis e oito pontos de vantagem, respectivamente. A possibilidade de a decisão ficar para a segunda etapa é grande, segundo o diretor da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo.

Se a disputa do segundo turno ocorresse entre Ratinho e Ducci, o vencedor seria decidido por uma diferença mínima de votos. Eles aparecem tecnicamente empatados: 42,7% para o atual deputado federal e 42,5% para o prefeito.

Na hipótese de Fruet disputar o segundo turno com Ducci, os eleitores de Ratinho se dividiriam, e tanto o pedetista como o prefeito receberiam votos. Mas, se Ratinho e Ducci protagonizassem a disputa final, Ducci receberia boa parte dos votos (50%) que no primeiro turno seriam de Fruet, mas uma parte menor (37,9%) iria para Ratinho.

Caso o prefeito ficasse de fora do segundo turno, o grande beneficiado seria Fruet, que abocanharia 56,5% dos eleitores de Ducci. Ratinho ficaria com 31%.

Esses cenários mostram que o eleitor de Ducci e do Ratinho não são muito fiéis. Até a eleição, o voto dessas pessoas pode pular para um lado ou outro, e também vai depender do desempenho do prefeito durante a campanha!, observa o cientista político Luiz Domingos Costa, do Uninter. Segundo ele, Ducci ainda não enfrentou situações de debate ou confronto ou assuntos mais delicados. O eleitor do Ratinho também tende a vê-lo como o político que providencia uma ambulância, ou alguma coisa de assistência. Mas é preciso vê-lo debatendo algum grande tema.!

Comentários encerrados.