Hoje tem o Atletiba do século

por Ana Luzia Mikos, via Gazeta do Povo

Arte: capa da Gazeta do Povo.

Nunca antes um Atletiba teve tanta relevância nacional. Além do destino dos dois grandes rivais, o jogo desta tarde ultrapassa a rivalidade local. São seis estados envolvidos indiretamente no confronto da Arena. Ao todo, sete grandes clu!­!­!­!­bes de olho no embate paranaense.

Mas a inédita amplitude do clás!­!­sico pouco importa para os torcedores de Atlético e Coritiba. O duelo 348 entre os dois times, com início à s 17 horas, põe em jogo o pesadelo rubro-negro de cair para a Segunda Divisão e o sonho alviverde de jogar a Libertadores.

Quis a campanha !“ e a tabela !“ que o futuro de ambos fosse decidido frente a frente. Após um Brasileiro inteiro na zona de rebaixamento, o último ato rubro-negro ganha contornos trágicos: abrir a Baixada com um pé na Série B, sob os aplausos! do Coritiba.

Pior ainda: a possibilidade de ver o Coxa, com uma campanha ascendente na competição, garantir no reduto vermelho e preto uma vaga no torneio continental.

Seria o dia mais negro da história do Atlético!, definiu ídolo coxa nos anos 70 e hoje radialista Ca!­!­pi!­!­tão Hidalgo. Ele defende a classificação deste jogo como “o maior Atle!­!­!­!­tiba de todos os tempos”.

Todo clássico é importante, mas como esse, com tantas coisas envolvidas, nunca mais deve existir!, reforça o radialista Barcímio Sicupira, o maior artilheiro da história do Atlético, com 154 gols.

O vexatório campeonato atleticano tem, contudo, a possibilidade de outro desfecho. Uma vitória so!­!­bre o Coritiba, combinada com der!­!­!­rota do Cruzeiro, diante do Atlé!­!­!­!­tico-MG, e tropeço do Ceará, que enfrenta o Bahia, salvaria o Furacão e azedaria a ambição in!­!­ter!­!­nacional do oponente.

Resultado capaz de inverter a ló!­!­gica de uma temporada inteira. Atleticanos felizes e alviverdes possivelmente amargando o desperdício da segunda chance de alcançar a América em 2011 !“ incluindo o vacilo também na Copa do Brasil.

O jogo com tanto valor transformou a tensa semana dos adversários. A clausura imperou para evitar qual quer munição para o outro lado.

Tenho grande respeito pelo Atlético e por seu treinador, o An!­!­tô!­!­nio Lopes. Vamos lá com o poder para buscar a vitória. à‰ um jogo dificílimo, independentemente da condição dos times, aquela história de que clássico é clássico é verdadeira. Precisa ter muito cuidado, jogar bem e ter muito equilíbrio emocional acima de tudo. Cabeça no lugar!, alertou o técnico do Coritiba, Marcelo Oliveira, ainda na quarta-feira, única janela de entrevistas permitida pelo clube.

Todo mundo fica com os nervos à  flor da pele. Lá é igual a aqui. Dificuldade vai ter sempre por ser um clássico. Aí tanto faz o Atlético estar por baixo e o Coritiba estar por cima!, definiu Antônio Lopes, comandante do Furacão.

Se no campo há respeito; fora dele existe a busca para colocar o encontro desta tarde em um lugar adequado na história.

Atlético e Coritiba são clubes re!­!­gionais e seus destaques nacionais foram raros, com o título brasileiro do Coxa, em 85, e do Atlé!­!­tico, em 2001. Os dois, decidindo suas vidas assim, com essa repercussão, nunca aconteceu!, cravou o integrante do grupo Helênicos, historiadores do Coxa, Guilherme Straube. Pode já ter existido clássicos mais eletrizantes, mas não tão importantes!, fechou.

Alguns aliviaram a relevância do duelo. De!­cisões estaduais sempre foram muito mais importantes !, disse o historiador atleticano Heriberto Machado.

Os jornalistas Carneiro Neto e Vinicius Coelho, autores do livro Atletiba !“ a paixão das multidões, pretendem incluir o duelo desta tarde em uma 2.!ª edição da obra.

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. I simply want to mention I am just newbie to blogging and truly enjoyed you’re web page. Most likely I’m planning to bookmark your blog post . You amazingly have perfect articles. Regards for sharing your web site.

  2. so da alve verde coxa esta no meu coraçao eternamente

  3. ATLETIBA DO SÉCULO, FOI A MAIOR PELADA, ETA JOGUINHO RUIM O COXA ANDOU EM CAMPO. AINDA BEM, IRIA DAR VEXAME NA LIBERTADORES COM LEONARDO E BIO, ACORDA NAÇÃO COXA BRANCA, ESSES CARAS SÃO AMADORES E O LUGAR DELES NÃO É NO CORITIBA !!!!

  4. hoje o atlético cai! é sem chance… e o coxa vai pra libertadores