Esquadrão detona quarta ameaça de bomba em três dias na capital

da Banda B

Foi a quarta ameaça de bomba em menos de uma semana em Curitiba. Por volta das 10h da manhã desta sexta-feira (2), um artefato suspeito foi encontrado em frente ao terminal de transporte do bairro Fazendinha. O invólucro foi deixado próximo a uma farmácia e tinha vários objetos dentro, entre ele um relógio, um celular, baterias e pedaços de objetos eletrônicos, aumentando ainda mais a suspeita de artefato explosivo.

A equipe especializada em situações com bomba do COE (Comandos e Operações Especiais) da Polícia Militar foi até o local. Com o traje antifragmentação, um dos policiais averiguou o artefato e em seguida instalou uma contra carga; houve a explosão controlada.

Seguimos protocolos internacionais de segurança neste caso e tudo terminou bem. Mesmo não sabendo se era mesmo uma bomba, optamos pelo caminho mais seguro!, disse o cabo Lopes do COE. Ninguém ficou ferido durante a ação e os vestígios da suposta bomba foram recolhidos para perícia.

Outros casos

Dos quatro casos de ameaça, este foi o que mais se encontrou evidências de uma bomba. O celular, o relógio e as baterias reforçam a hipótese. Estes objetos poderiam ser usados para a detonação!, explicou o cabo Lopes. Os outros três casos foram registrados dentro de um período de 24 horas, todos na região da avenida João Gualberto.

Comentários encerrados.