CCJ aprova serviço voluntário na PM

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa aprovou nesta segunda-feira (12) projeto que institui o serviço voluntário na Polícia Militar do Paraná.

O deputado Tadeu Veneri (PT) votou em separado porque enxergou na proposta do governo Beto Richa (PSDB) “uma flagrante inconstitucionalidade”.

O governo do estado pode contratar até 4.921 policiais militares voluntários. São jovens universitários que vão trabalhar em funções administrativas, em vagas que hoje são ocupadas por soldados, que vão fazer trabalho de rua.

Eles vão ganhar um salário de R$ 1.090, menos da metade do que o menor salário da PM, que é de R$ 2.766,56. A contratação será feita por meio de um Processo Seletivo Simplificado (PSS).

Na prática, o governo do PSDB vai precarizar ainda mais a PM. A ausência de concursos públicos para funções essenciais, como a segurança, poderá acabar com a centenária corporação. Será que os jovens universitários! serão contratados via Organizações Sociais? A conferir.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Viva!!! Vamos privatizar até a mãe aqui no Paraná e continuar com a aprovação do povo! Os vigaristas, pilantras, gangsters, neolibeirais e ditadores estão no poder aqui no paraná. Olha o welfare state indo pelo ralo aí gente… Meu Deus!!!Estão enfiando o nosso Paraná no bolso.

  2. Deixa eu ver se entendi, é tipo contratar “estagiários armados”? Pagam menos por oficiais em fase de aprendizado? Ok. Se essa é a solução do governador para aumento na segurança pública, agora nem saio na rua. Como trabalhador, provavelmente não vou me sentir nada seguro.