Para jornalista da Folha, doença tende a mitificar mais ainda a figura de Lula; ouça o áudio

O jornalista Kennedy Alencar, da Folha de S. Paulo, disse na rádio CBN que a notícia da doença de Lula caiu como uma bomba no PT e na oposição. Segundo ele, o ex-presidente tem funcionado como escudo para o governo Dilma por causa da popularidade.

“A oposição prefere apoiar a presidenta Dilma porque senão ele [Lula] volta”, afirmou.

De acordo com Kennedy, a oposição acha que pode se beneficiar porque Lula está doente.

“A doença tende a mitificar ainda mais o ex-presidente. Lula não é um político rico, então ele fez das palestras internacionais uma forma de deixar um patrimônio para a família.”

O jornalista da Folha analisa que a imprensa tem um papel importante no desrespeito ao ex-presidente nas redes sociais. Ele afirmou ainda que se comete uma injustiça quando dizem que Lula foi tolerante com a corrupção.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Analise lucida e brilhante. Lula é hoje sem duvida uma” instituição” acima de qualque outra no país. Não ha partido ou politico, nem a Presidente que tenha tanta empatia junto ao povo quanto ele. Se conseguir superar mais esta adversidade ” não há pra ninguem”, será no Brasil o que quiser com total apoio popular.
    Acredito que este é mais um capitulo da série “Fenomenos”, que só acontecem com o passar de seculos de historia, e que não vai se encerrar tão cedo como pensam alguns

  2. OPS… OTÁRIO NÃ0!
    Esta jornalista está mais por fora que asa de xicara, como dizia minha avó.
    Primeiro pq realmente ele fazia das palestras pra ganhar dinheiro. Mas dizer que ele nao amealhou e precisa disso pra deixar segurança econômica pra familia é uma FALSIDADE. Basta ver o que o crescimento patrimonial dos filhos nestes 8 anos.
    SEgundo, dizer que é injustiça dizer que ele foi conivente com a corrupção tbém é uma FALSIDADE. Como imaginar que a imprensa descobre orrupção antes da Policia Federal, do Tribunal de Contas, do Ministério Público, sem contar as informações de caráter pessoal que a equipe de governo detêm? Imaginar isto seria chamar todos os brasileiros de OTÁRIOS!