PT de Curitiba pede investigação de censura tucana a Dilma

Partido solicita que Ministério das Comunicações averigue o caso da TV Educativa do Paraná e tome providências

Em ofício dirigido ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e ao secretário de serviços de comunicação eletrônica, Genildo Lins, a presidente do Diretório Municipal do PT de Curitiba, Roseli Isidoro, pede que sejam averiguadas as denúncias de censura na TV Educativa do Paraná e boicote ao pronunciamento da Presidenta Dilma Rousseff (PT) na transmissão da solenidade de anúncio dos recursos do governo federal para a obra do metrô, dentro do PAC da Mobilidade. Também, em caso de confirmação por parte do governo federal, que sejam tomadas providências cabíveis.

Confira teor da comunicação oficial:

Ao: Ministro das Comunicações: Paulo Bernardo Silva

C/c: Secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica,

Ilmo. Sr. Genildo Lins de Albuquerque Neto

Ilustríssimo Secretário:

Considerando a matéria veiculada no Jornal local Gazeta do Povo no dia de hoje (14/10), conforme cópia anexa, trás a informação de que quem acompanhava a transmissão da cerimônia em que a Presidente Dilma Rousseff anunciava o repasse de recursos para a construção do Metrô em Curitiba só pode ver e ouvir os discursos do prefeito Luciano Ducci e do Governador do Estado Beto Richa;

Considerando que se confirmada a veiculação apenas parcial das autoridades presentes, suprimindo imagens e fala das demais autoridades presentes, isso pode se caracterizar como censura na transmissão da TV Educativa do Paraná, aliada a uma conduta desrespeitosa e antidemocrática.

Nesse sentido, a direção do Partido dos Trabalhadores de Curitiba, solicita providências necessárias a averiguação dos fatos de ilegalidade e a tomada de providências cabíveis, uma vez que se trata de concessão de TV Pública, com caráter Educativo, cujo conteúdo é de responsabilidade do governo.

No aguardo das providências a serem tomadas.

Curitiba, 14 de outubro de 2011-10-14

Roseli Isidoro

Presidente do Diretório Municipal de Curitiba

Comentários encerrados.