CEI da Centronic e Proguarda em Londrina quer mais prazo para concluir investigação

por Juliana Leite, via O Diário

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) da Câmara Municipal de Londrina, que investiga irregularidades em contratos da prefeitura com as empresas Proguarda e Centronic vai pedir mais um mês para finalizar as análises do caso.

O prazo vence nesta sexta-feira (7), no entanto, o vereador Roberto Kanashiro (PSDB), que preside o grupo, disse que mais 30 dias seriam necessários para terminar de verificar os documentos cedidos pelo Ministério Público (MP) de Londrina. Ele destacou que o agendamento de novas oitivas não está descartado.

A CEI foi formada na Câmara iniciou após denúncia do vereador Joel Garcia (PTN). O caso se tratava de uma denúncia recebida pelo MP de que dois homens, vigias da empresa Centronic e contratados pela Prefeitura de Londrina, teriam trabalhado na rádio Brasil Sul, de propriedade da família do prefeito Barbosa Neto (PDT).

Kanashiro disse que a comissão ainda não conseguiu chegar a um consenso sobre o suposto uso irregular de verba pública nos pagamentos dos viagias. O grupo analisa contratos que foram realizados antes de 2006, quando houve uma sequência de aditivos supostamente irregulares.

O relatório das apurações, segundo o vereador, já está sendo elaborado. Mas também será preciso mais tempo para a conclusão do parecer. O pedido de prorrogação deve ser protocolado na próxima semana.

Com informações da rádio CBN Londrina.

Comentários encerrados.