Jobim entrega carta de demissão, e Celso Amorim assume a Defesa

da Reuters

Nelson Jobim pediu demissão nesta quinta-feira do cargo de ministro da Defesa, informou a Presidência da República. A saída de Jobim acontece após a divulgação de trechos de uma entrevista em que ele teria criticado as ministras Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e Ideli Salvatti (Relações Institucionais).

A presidente Dilma Rousseff aceitou o pedido de demissão de Jobim e já escolheu o ex-ministro das Relações Exteriores Celso Amorim para substituí-lo.

As críticas à s duas colegas de ministério são as mais recentes das declarações de Jobim que geraram desconforto a Dilma.

Remanescente do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Jobim declarou recentemente que votou em José Serra, adversário de Dilma na eleição presidencial do ano passado e também fez elogios ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) que foram interpretadas como críticas à  presidente.

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O Johnbim já vai tarde, era um tucano infiltrado, quanto ao Amorim a presidente fez uma escolha muito acertada

  2. Agora o ministério da Dilma teve um enorme salto de qualidade.

  3. Este cidadão, conhecido como Nelson Jobim já serviu a Pátria o suficiente. Vá com Deus e em Paz. De preferência, que ele faça como o Presidente, Figueiredo: “Solicite ao povo que lhe esqueça” para ficar mais bonito na fita. Por que é isso mesmo que o povo quer. Já vai tarde…

  4. Já vai tarde!

  5. Boa escolha; agora teremos um brasileiro de verdade a nos defender…