Jobim entrega carta de demissão, e Celso Amorim assume a Defesa

da Reuters

Nelson Jobim pediu demissão nesta quinta-feira do cargo de ministro da Defesa, informou a Presidência da República. A saída de Jobim acontece após a divulgação de trechos de uma entrevista em que ele teria criticado as ministras Gleisi Hoffmann (Casa Civil) e Ideli Salvatti (Relações Institucionais).

A presidente Dilma Rousseff aceitou o pedido de demissão de Jobim e já escolheu o ex-ministro das Relações Exteriores Celso Amorim para substituí-lo.

As críticas à s duas colegas de ministério são as mais recentes das declarações de Jobim que geraram desconforto a Dilma.

Remanescente do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Jobim declarou recentemente que votou em José Serra, adversário de Dilma na eleição presidencial do ano passado e também fez elogios ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) que foram interpretadas como críticas à  presidente.

Comentários encerrados.